Café com Rock-Banda Seminal

0

Sexta feira a Lapa ferveu!

Sei que a Lapa sempre ferve, mas dessa vez foi diferente quando Evandro Mesquita e o seu proposital revival da Blitz nos tele-transportou aos anos 80 e, de repente, com muita endorfina e serotonina volvemos aos los 23 no maior embalo ao som do: “- Eu e minha gata rolando na relva, rolava de tudo, covil de piratas pirados…”

Para quem não lembra foi com esse som que tudo começou, bem lá atrás nos idos de 1981, com a Gang 90 e as Absurdettes, Júlio Barroso morreu pouco depois e a Blitz de Evandro, essa banda que segundo o Titã escritor, Bellotto Mader, chama de Seminal foi quem quebrou os grilhões da convencional MBP e abriu o caminho para que roqueiros sem pudor cantassem delícias dançantes, sem compromisso, sobre ursinhos blá-blau, miquinhos amestrados, abóboras selvagens, meninas veneno até revelarem talentos como Lobão, Paralamas e poetas da geração do peso de  Cazuza  e Renato Russo…

Mas voltando a Lapa 2011, 30 anos depois, o delírio foi geral e até o baixista dos Stones, Darryl Jones, de passagem pelo Rio deu pinta por lá e aí, literalmente, o circo estava armado para meia hora de puro rock e nós nos demos conta de que o verdadeiro "Rock in Rio" estava ali!

Evandro e suas carioquices, irreverências, barriga tanquinho e jeito de broto, mesmo quando na pele do enrolado Paulão…. sempre nos fazendo sentir, a todos, com 25 aninhos, ele e suas gostosonas partners Bettys, sejam elas frígidas ou balanço, sempre nos levam de Honolulu ao Egito…

Falar em Betty Frígida por duas vezes essa música salvou a minha vida, em 1983 quando me mostrou que havia vida alegre, criativa e inteligente além dos muros estalinistas do  movimento estudantil e agora aos 52 provando que o melhor  da vida vai começar…

Calma Bete, calma…

Evandro Mesquita-Blitz no Circo Voador-Rio 2011-Foto Daniela

Comentários