Começa o jogo

0

Começa o jogo

 

Todos os partidos realizarão até amanhã suas convenções com vistas às eleições de outubro próximo. Oficializadas as candidaturas, que serão registradas na Justiça Eleitoral até a próxima segunda-feira, o jogo político começa para valer. Durante três meses, postulantes a cargos majoritários e proporcionais vão garimpar votos, apresentar propostas e, naturalmente, falar mal dos adversários. Ao eleitor, cabe agir com muita cautela, analisar cada programa político e passar um pente fino no passado do candidato, pois uma escolha errada prejudica toda a sociedade. Por fim, espera-se que esta campanha política seja de alto nível e que o povo reprove os candidatos fichas sujas que, em vez de trabalhar para a coletividade, preferiram se locupletar com o dinheiro público.

 

Parto a ferro

 

Diferente da grande maioria dos partidos, o DEM e PSDB sergipanos só fecharão suas chapas no último segundo da prorrogação, ou seja, amanhã, prazo final para realizar convenções. Os dois partidos ainda dependem de muita conversa, embora um ponto pareça já ter sido definido: DEM e PSDB vão para a campanha separados. Do lado tucano, Albano Franco tenta fazer coligações de última hora para viabilizar sua candidatura ao Senado. Já o DEM corre contra o tempo para substituir o PSDB de Albano por seja lá quem for.

 

Redes Petro

 

Aracaju vai sediar, de 15 a 16 de julho próximo, o Encontro das Redes Petro. Tendo como tema central “Criar inovar e crescer: desafio do presente!”, o evento contará com a participação das empresas e instituições participantes das 16 Redes Petro existentes no Brasil. A programação prevê palestras técnicas voltadas para o tema “inovação”, sessões técnicas com apresentação oral, exposição na forma de painéis de pesquisas e trabalhos científicos, e reunião das redes Petro de todo o país.

 

Sono solto

 

Como sempre aconteça em todas as solenidades que participa, o deputado federal Albano Franco (PSDB) tirou uma soneca ontem durante a convenção estadual do PSDC. Quando estava no melhor da ‘pestana’, foi acordado pelo candidato a senador João Nascimento: “Albano, esse é um momento político importante e não dá para ficar dormindo”. O tucano não se fez de rogado: “Estou refletindo de olhos fechados”. Então tá!

 

Escolha errada

 

Os consumidores ainda insistem em apostar nas modalidades mais caras de crédito. Segundo o Banco Central, em maio passado, de todo o crédito concedido à pessoa física, 60% estavam no cheque especial e nos cartões de crédito. O problema é custo, já que o cartão e o cheque especial estão entre as formas de crédito mais caras do mercado. Para se ter uma idéia, a taxa média de juros do cheque especial em maio era de 7,43% ao mês, enquanto que a do cartão de crédito estava em 10,69% ao mês.

 

Suplente de luxo

 

O presidente nacional do PT, Zé Eduardo Dutra, será o suplente do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), que disputa a reeleição em outubro próximo. O convite ao petista foi feito pelo neo-socialista quando ambos almoçavam ontem em Brasília. Antes de aceitar ser ‘reserva’ de Valadares, Dutra lançou sua pré-candidatura a deputado federal, mas recuou atendendo pedido da presidenciável Dilma Rousseff para que ele se envolvesse na campanha de corpo e alma.

 

Ganhando menos

 

Existem alguns setores na economia em que há predominância de mão-de-obra feminina ou masculina. No caso do comércio, existe um equilíbrio de gêneros nos postos de trabalho, entretanto, a remuneração das mulheres ainda é menor. É o que revela pesquisa feita pelo Dieese. Em relação à jornada de trabalho, considerada um dos grandes desafios do setor devido à sua extensão, a pesquisa indica que as comerciárias trabalham menos do que os homens.

 

Sacrificado

 

Caso até amanhã o DEM não consiga convencer o PSDB a apoiar a candidatura de João Alves ao governo, é provável que o deputado federal José Carlos Machado (DEM) seja sacrificado. A idéia dos demistas é lançar a Machadão para o Senado com o propósito único de atrapalhar a candidatura de Albano Franco. Vê-se, que a cúpula do DEM faz política pequena, com raiva. Foi justamente por causa de tacanhices desse tipo, que Albano desistiu de embarcar na canoa remada por João Alves Filho.

 

Mais royalties

 

A receita de royalties de petróleo e gás natural este mês em Sergipe foi de R$ 9,20 milhões, contra R$ 9,26 milhões apurados em maio passado, com uma retração de 0,7%. Na comparação com junho de 2009, a receita de royalties de petróleo e gás natural cresceu 31,3%. No acumulado do primeiro semestre deste ano, a receita de royalties atingiu o montante de R$ 55,6 milhões, frente a R$ 37,2 milhões do mesmo período de 2009, com um aumento de R$ 18,4 milhões, ou cerca de 49,5%.

 

Rola fora

 

E o biscateiro José Ribeiro, mais conhecido em Sergipe como “Rola”, não vai participar das eleições deste ano. Ele diz ter sido esquecido pelos políticos que antes tanto o incentivaram a participar da vida pública. Em 2002, “Rola” foi a sensação das eleições em Sergipe, tendo obtido 26.800 votos. Em 2006, o sucesso não se repetiu e o então candidato a deputado estadual pelo PSL foi votado por apenas mil e poucos sergipanos. Veja como é a política: os mesmos políticos que tanto estimularam “Rôla”, agora lhe deram as costas.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais