Déda, imprensa e secretariado

0

Ao realizar hoje um almoço de confraternização com a imprensa, o governador Marcelo Déda Chagas (PT), não deve apenas apresentar um balanço dos dois anos de sua administração, os novos investimentos para 2009, além da nova Agência Sergipe de Noticias. O governador deve acabar com a celeuma, provocada por ele, sobre as mudanças no secretariado e anunciar quem será substituído e remanejado no time no primeiro e segundo escalões.

 

O governador tem refletido muito sobre as mudanças no primeiro escalão. Alguns setores que vinham recebendo diversas criticas, como por exemplo, a SSP, ganhou força nas últimas semanas com a redução dos índices de criminalidade e a presença efetiva da PM na rua. Basta saber se isso não é apenas neste período de final de ano. A pasta da Esporte e Lazer, deve continuar com o PSB, mas o titular, Leó Filho (um abnegado que já fez muito pelo esporte em Sergipe, mas já cumpriu seu papel nos últimos 20 anos),  vai sair e a mesma será apimentada com uma cara nova. A Infra-estrutura é outra que está certa a presença do engenheiro Walmor Barbosa.

 

Já Jackson Barreto deve continuar em Brasília, onde serve mais ao Estado, como excelente parlamentar. Na área da Fazenda o governador analisa a situação financeira atual do país e os problemas que podem ser criados com uma eventual saída do titular, Nilson Lima, e uma nova adequação num período tão conturbado. Além disso, Déda e Nilson já estão sintonizados e em 2010, estarão unidos no projeto político de todo o grupo. Na Inclusão Social, a surpresa será a continuidade da deputada Ana Lúcia. Uma parte do grupo dela deseja o retorno a AL, mas outra parte, inclusive ela, prefere continuar tocando essas ações. No segundo escalão, mudanças em pastas vinculadas a Infra-Estrutura são certas. Além delas, Vander Costa, da Cohidro deve deixar o cargo e passar para uma diretoria do Pronese, que está vaga desde a saída de Marcelo Barreto.

 

O certo é que as mudanças que o governador anunciará não terão o impacto que muitos desejavam. Aliás, alguns “amigos da onça” do governador torciam ardorosamente pelo desmonte da máquina estatal neste momento, passando pela saída de Nilson Lima e outros setores estratégicos. Ao final dos dois anos de governo, Marcelo Déda sabe que não tem mais desculpas para que boa parte da máquina continue emperrada. São gargalhos já detectados, como na área de execução das obras. A partir do próximo mês o governador sabe que o cronometro com a contagem regressiva para o final do governo será ligado. E se desejar algo concreto nas eleições de 2010, tem que mostrar de fato as mudanças que prometeu na campanha de 2006.

 

SSP: pontos positivos e negativos I

A distribuição de veículos da SSP, mas de perto da Polícia Militar, em diversos pontos da capital tem sido tão positiva, que setores da oposição já começaram a escalar alguns ratos de rádio para questionar porque o veículo que antes era destinado ao bairro tal, encontra-se estacionado no centro da cidade.   Certo é que a competente distribuição dos veículos amplia a segurança da população e inibe a ação dos marginais, é preciso apenas criar instrumentos de fiscalização para que os veículos não se transformem em hotéis ambulantes, que o carro fica estacionado e os agentes deitados nos bancos tirando uma boa soneca, é preciso instruir os agentes para estarem atentos aos movimentos que ocorrem nas proximidades e com o sistema de rádio em funcionamento para oferecer apoio às ocorrências que possam surgir dentro de um raio pré-delimitado.

 

SSP: pontos positivos e negativos II

No domingo retrasado um pagode que ocorre no Bar Coqueiral, concentrava uma considerável quantidade de pessoas, lotando inclusive as imediações do evento, juntaram-se a essa aglomeração vários torcedores que foram às ruas comemorar a vitória do São Paulo, e zombando dos torcedores adversários. Em resumo cerca de quinhentas pessoas, boa parte já com início de embriagues e não havia um policial sequer, ou seja, é exatamente quando o domingo de curtição termina que começa as brigas, agressões, as tentativas de homicídio, e por coincidência nessa hora o policiamento também se recolhe. A probabilidade de alguém cometer delitos logo às 9hs da manhã quando os banhistas estão começando o dia é infinitamente menor que no final do dia quando já beberam todas as cervejas a que tiveram direito, e quando o efeito do álcool consumido propicia as agressões gratuitas, é nessa hora que o policiamento precisa estar presente, nos locais de grande concentração, nos terminais de ônibus.

 

SSP: pontos positivos e negativos III

No dia da festa de Nossa Senhora da Conceição, 08, os trios elétricos infernizavam o ambiente da Orla de Atalaia, e ao redor do trio não se encontrava um policial sequer. Certamente que deveria haver policiamento escalado para aquela festa que reúne milhares de sergipanos, porém, era evidente a má distribuição, em razão da ausência de policiais exatamente no local da muvuca.O engarrafamento provocado foi coisa nunca imaginada, em alguns momentos os condutores temiam as agressões, já que em sua frente se aproximava uma multidão embalada pelo som ensurdecedor, no centro do engarrafamento uma pick-up da Polícia Militar conseguia impor respeito, mas na primeira oportunidade que surgiu, o condutor da mesma, subiu no canteiro central e foi-se, como se estivesse dizendo para a população, “cada um cuide de si”. Percebe-se que a segurança começa a entrar no eixo, necessário se faz, um pouco mais de controle sobre o exercício da atividade.

 

Toda imprensa hoje no Sebrae: às 11hs

Hoje, 19, está marcada para às 11hs, uma reunião da direção do Sebrae com todos os funcionários. Na pauta o pedido de apoio público dos funcionários para a atual diretoria. É uma tentativa de mostrar para a Justiça de Sergipe que tudo está bem, onde não existe paz. O clima de terror se instalou no Sebrae desde que a Justiça determinou nova eleição. A diretoria deve recorrer e na próxima semana a decisão deve ser anunciada.

 

Câmara barra novas vagas de vereador

Durou pouco mais de dez horas a tentativa do Senado de emplacar um aumento de 14,1% no número de vereadores do país sem previsão de corte de gastos. Fruto da pressão de suplentes que queriam assumir as 7.343 novas cadeiras agora em janeiro, o texto foi aprovado pelos senadores numa sessão tumultuada, que varou a madrugada de ontem. Mas horas depois a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados se recusou a promulgar a emenda à Constituição, e o aumento acabou barrado, deflagrando mais uma crise entre as duas Casas. A recusa se deu sob o argumento de que o Senado desfigurou o projeto aprovado pelos deputados. Logo, necessitaria de nova votação na Câmara.

 

Senado vai recorrer ao STF

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), chamou de “hostilidade” a atitude da Câmara e anunciou no plenário, no final do dia, que ingressará hoje com mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal). Segundo Garibaldi, ao recusar promulgar a emenda, a Câmara exerceu “um verdadeiro poder de veto não previsto constitucionalmente”. O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), se valeu de um argumento jurídico para explicar a recusa em promulgar a emenda. Para ele, o texto votado durante a madrugada no Senado foi substancialmente modificado, o que poderia causar um impasse jurídico futuro. “Como a Mesa poderia promulgar uma coisa contrária a aquilo que os deputados aprovaram?”, questionou. (FSP).

 

Itabaiana receberá a visita do governador

O Governador Marcelo Déda visita Itabaiana nesta sexta, 19, à tarde e retorna ao município na segunda, 22, à noite. Nos dois dias, ao lado da Prefeita Maria Mendonça participa de uma série de inaugurações. Hoje ele inaugura a pavimentação asfáltica da Av. Saturnina Vieira de Jesus; a pavimentação asfáltica do centro da Cidade. Já na segunda-feira o governador e a prefeita inauguram:  a construção da Praça Padre José Gumercindo dos Santos, no Bairro Rotary; a Clínica de Saúde da Família Dr. Ormeil Câmera de Oliveira, no conj. Luiz da conceição; a construção e Pavimentação a Paralelepípedo do Conjunto Habitacional Francisco Teles de Mendonça e a revitalização e reforma de quatro praças.

 

Edvaldo: novos desafios

o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) promoveu ontem, 18, a solenidade de diplomação do prefeito, vice-prefeito e vereadores eleitos na capital, encerrando oficialmente o calendário eleitoral 2008. Também foram diplomados os suplentes das respectivas coligações que concorreram no pleito municipal. O ato ocorreu no auditório do Tribunal de Justiça e contou com a participação do governador Marcelo Déda. Segundo o prefeito reeleito, Edvaldo Nogueira, o momento de diplomação foi de grande alegria e responsabilidade. “A partir do dia primeiro de janeiro, nós teremos novos desafios, novas iniciativas a consolidar, colocando Aracaju cada vez mais no caminho do progresso, do desenvolvimento e da igualdade social”, destacou o prefeito. Nogueira também enfatizou a importância da experiência acumulada nas administrações anteriores, que funcionará como elemento catalisador de ações inovadoras em busca da qualidade de vida.

 

Experiência acumulada

O vice-prefeito eleito, Sílvio Santos, também destacou a importância da experiência acumulada nas administrações anteriores e, sobretudo, da sincronia de ações que será dinamizada com o Governo do Estado. “Estamos cientes dos desafios que temos pela frente mas, acima de tudo, temos um compromisso de elevar ainda mais a qualidade de vida do povo de Aracaju, sincronizando, no que for possível, ações com o Governo do Estado”, salientou.

 

Exposição é destaca no Senado I

O senador Valadares (PSB) foi à tribuna do Senado ontem,18, para manifestar seu aplauso à exposição “O Mundo de Carvalho Déda”, realizada em Aracaju no último dia nove. O senador também falou sobre Carvalho Déda, que qualificou como um exemplo de homem público e de intelectual, “que procurou em vida interpretar os sentimentos e a alma simples e gloriosa do sertanejo”. Valadares apresentou requerimento para que fique registrado nos anais do Senado seu voto de aplauso ao professor Jorge Carvalho do Nascimento e ao dr. Carlos Alberto Déda, pela realização daquela exposição. “Ela representou, sem dúvida alguma, uma enorme contribuição à cultura, porque através dela foi possível mostrar as obras literárias e os trabalhos jornalísticos do inesquecível Carvalho Déda”, avaliou.

 

Exposição é destaca no Senado II

O senador lembrou que Carvalho Déda, com uma dedicação exemplar,  fazia entregar em Simão Dias (município onde nasceu Valadares) o jornal “A Semana”, trazendo a charge identificadora do assunto principal do dia, as principais notícias locais e nacionais, bem como um editorial traduzindo o pensamento e a opinião do jornalista. Para os senadores de outros estados Valadares fez um relato sucinto da exposição sergipana, dizendo que foram apresentados 50 painéis, nos quais podiam ser encontrados exemplares dos jornais “A Semana” e do “Correio de Aracaju”, ambos dirigidos por Carvalho Déda. “Também foram expostas as obras literárias do homenageado, Brefáias e Burudangas do Folclore Sergipano, Simão Dias, Fragmentos da sua História e Formigas de Asa, depoimentos de contemporâneos dele, artigos e discursos parlamentares, como deputado estadual e líder do partido UDN que foi.

 

Fechamentos das unidades culturais da SEC em Laranjeiras

A Secretaria de Estado da Cultura informa, que em função da preparação do XXXIV Encontro Cultural de Laranjeiras, os museus de Arte Sacra e Afro-Brasileiro de Sergipe, além da Casa de Cultura João Ribeiro, estarão fechados para visitação pública de 27 de dezembro a 7 de janeiro. O Encontro Cultural de Laranjeiras será realizado no período de 8 a 11 de janeiro.

 

Suspensão do Atendimento Externo

Em detrimento da realização do “Primeiro Encontro de Planejamento Estratégico da Segrase”, que será realizado no dia 19 de dezembro, no auditório do Hotel Fazenda Boa Luz e,  conforme publicado no Diário Oficial do Estado de Sergipe, nº 25.657, do dia 12 de dezembro de 2008, o atendimento externo da Empresa Pública de Serviços Gráficos de Sergipe ficará suspenso, bem como as atividades administrativas e industriais nos diversos setores da empresa durante todo o período do dia 19 de dezembro, pois todos os servidores foram convocados para participar deste evento.

 

Conselho Estadual de Cultura empossa nova presidente

Em solenidade realizada na noite desta quarta-feira, 17, tomaram posse como nova presidente do Conselho Estadual de Cultura a professora Ádria de Araújo Ramos Lavres, e como vice-presidente a também professora Ana Maria Fonseca Medina. No Plenário do Conselho, localizado na Biblioteca Pública Epifânio Dória, as novas presidente e vice receberam do ex-presidente José Anderson Nascimento as boas vidas aos cargos. Para o secretário Luiz Alberto, a posse representa um ato importante de renovação do órgão. “Esperamos que ele esteja cada vez mais atuante juntamente com a Secretaria de Estado da Cultura nas articulações do desenvolvimento cultural do Estado”, salientou o secretário.Já a nova presidente, eleita no dia 25 de novembro, ressaltou o entusiasmo por mais um desafio em sua carreira. Ádria Lavres espera contribuir ainda mais com o trabalho do Conselho, que antes já desenvolvia como conselheira.

 

DO LEITOR

 

Ainda o artigo de Clóvis Barbosa I

E-mail recebido: “Acho que não devemos esquecer o último texto do conceituado jurista sergipano, Clóvis Barbosa de Melo. Primeiro porque um texto escrito por Clóvis possui sempre alguma contribuição para sociedade, não só pela discussão do tema abordado, mas pelas diversas lições que nele são apresentadas. Segundo porque em Direito aprendemos a julgar os atos pela intenção do agente, e nesse aspecto. Tanto o texto de Clóvis, quanto a sua justa cobrança por celeridade no anúncio das mudanças prometidas pelo governador na equipe de auxiliares, são ambas, avaliações bem intencionadas e produzidas por profissionais e cidadãos que torcem para que em Sergipe possa vingar a implantação de um governo responsável e progressista. A sua avaliação procede, o governador criou obstáculos para ele próprio quando explicitou publicamente o desejo de alterar sua equipe de auxiliares. O fez objetivando obter uma melhor correspondência no quesito afinidade administrativa com o perfil do governo que tenta implementar, e talvez tenha adotada tal precipitação na ânsia de expressar para a sociedade, com a qual possui velado compromisso de mudança real, que o grau de operacionalização do governo por ele desejado, não é esse que aí está Clóvis também avaliou de forma positiva, e com o desejo de mostrar que “mudanças” não se promove de qualquer jeito, não se promove de um dia para uma noite”.

 

Ainda o artigo de Clóvis Barbosa II

Continua o leitor:É preciso uma maior reflexão sobre qual a real necessidade. Sergipe foi envolvido num modelo de governo, que não serve para a sociedade, um modelo onde os emaranhados foram muito bem arquitetados para não permitir que ninguém, em momento algum ousasse introduzir uma concepção diferente da de João e Albano, são entraves administrativos muito bem arquitetados e muito bem amparados, numa teia cujas aranhas protetoras estão nas mais diversificadas esferas. Deda ousou alterar esta concepção, e tem pago por isso um preço caríssimo, Deda sofre com o emperramento na área de compras, Deda sofre com os pareceres indecifráveis de órgãos controladores, Deda sofre com a fabulosa sincronia que repentinamente passou a existir nas ações dos parlamentares de oposição, sindicatos, veículos de comunicação, Ministério Público e OAB. Todos imbuídos em resolver os seculares problemas do Estado exatamente na sua gestão”.

 

Ainda o artigo de Clóvis Barbosa III

Conclui o leitor:Clóvis tem razão quando diz que é preciso descobrir onde se precisa de fato mudar, porque existe em Sergipe um comando governamental paralelo que atua de forma silenciosa. Durante o dia pousam de aliados do governo, durante a noite tramam o fracasso desse mesmo governo, com uma grande vantagem, possuem o domínio da informação privilegiada, colhida exatamente no período do dia quando estão de braços dados com o governo. Os meios de comunicação reproduzem sistematicamente um noticiário voltado a extirpar do governo setores que estão lutando diuturnamente na tentativa de corrigir as aberrações administrativas e os mesmos noticiários servem para enaltecer membros que atuam pela manutenção de vícios condenáveis no âmbito do serviço público”.

 

 

Festa do Atheneu

Do leitor Raul: “Sábado passado ocorreu a confraternização dos ex-alunos do Atheneu, no qual tive a honra de estudar, uma festa maravilhosa, com a participação de Los Guaranis, Núbia Faro e a agradável surpresa Wanderley Cardoso. Um clima maravilhoso, nosso governador Marcelo Déda cantou ao lado do WC, mas me parece que o Deputado José Carlos Machado tomado por uma vontade enorme de aparecer ou ciúmes pelo fato do Governador subir ao palco (como todos os anos), subiu ao palco para falar alguns elogios para o WC, mas acho que não surtiu o efeito que o Deputado queria, não foi aplaudido nem vaiado (pois os ex-alunos são pessoas educadas), mas foi muito cômico ver o Deputado sair do palco meio sem jeito. Acredito que no próximo ano ele não passe mais por esse vexame, ah, também para não ficar atrás o deputado Augusto Bezerra mandou um bilhetinho, amigos aquilo não é lugar de fazer política ou tomem quem sabe um chá de Simancol”.

 

Reze para seu celular não quebrar I

Do leitor Messias Gonçalves: “Ninguém hoje em sã consciência, pode desmerecer a necessidade que todos nós temos de utilizarmos um aparelho da telefonia celular. O que muitos sergipanos não sabem é que, se você for proprietário ou usuário de “algumas” marcas desses aparelhos e, se, o mesmo sofrer alguma avaria, defeito, nós mortais sergipanos, primeiro temos que nos submeter aos “call centers”, primeiro da operadora e, se, no último caso, os problemas não forem solucionados, ai começa tudo de novo, agora com os próprios fabricantes. Se persistir o problema, naturalmente que dependendo do tempo da compra, estando ou não ainda o aparelho na garantia, o bom senso diz que nestes casos, o caminho natural é levá-lo para assistência técnica.  Ai vem o pior. Se, a marca do aparelho é NOKIA, essa com conhecimento próprio. Está acontecendo comigo neste exato momento e, segundo fui informado, justamente numa fila em uma oficina técnica, também a LG, o “calvário” será o mesmo, ou seja. Orientado pelos fabricantes, temos que levar o mesmo até uma agência dos Correios e, enviar para a matriz, não sei se São Paulo ou Manaus, com previsão de retorno de até trinta dias”.

 

Reze para seu celular não quebrar II

Continua Messias: ”Isso mesmo, e o pior é que durante esse período, se não temos outro para substituir, ficaremos sem esse instrumento. Certo que teria um entendimento, busquei informações junto ao Procon, e o mesmo informou que este absurdo está amparado pelo Código de Defesa do Consumidor. As empresas estão amparadas pela lei. É mole? Quer mais? Pois bem, vamos mais. O interessante é que, existe um “fantasma”, que nos ronda e que não sabemos. A sua linha, dependendo onde você esteja, poderá estar havendo problemas com a conexão, com o sinal e não com o aparelho.  Neste caso, a própria operadora não tem como confirmar com exatidão. Às vezes pedem que você teste em outra região da cidade para constatar o fato. Esses problemas podem ocorrer também caso você precise se ausentar da sua área, e entrar em ROAM . No retorno, poderá haver algum tipo de pane constante, levando você a acreditar num problema técnico. Neste caso, nós sergipanos, além dos recursos tecnológicos modernos, modelo, influência da mídia, ao comprar os nossos próximos aparelhos, deveremos fazer aquela pergunta básica: “A marca tem assistência técnica local?”.

 

Frase do Dia

“Os quadros da sociedade começam a se revelar através de um processo público em que as pessoas se posicionam”. Karl Marx.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários