Eleição do COREN: é preciso intervenção

0

 

Um absurdo que vem ocorrendo na eleição do COREN em Sergipe. Depois dos escândalos em nível nacional que acabou com a prisão de algumas pessoas parece à lição não adiantou de nada. Somente a intervenção da Polícia Federal, dos Ministérios Públicos Federal e Estadual pode acabar com a atual situação.

 

A repercussão sobre o impedimento de inscrição da chapa – 02 na eleição que irá escolher  a nova diretoria do Conselho Regional de Enfermagem  em Sergipe tem provocado muita  preocupação à atual diretoria. Desde que a Comissão Eleitoral foi instalada que a senhora Denise Maria Santana, que é coordenadora administrativa do COREN, foi nomeada para dar apoio administrativo. O problema é que os enfermeiros sergipanos que tentam fazer o registro de suas chapas estão encontrando sérias dificuldades.

 

Denise Maria é irmã de Hortência e cunhada de Gilberto Linhares, ex-presidente do COFEN envolvido em escândalo nacional, aparece inclusive em documentos que já estão nas mãos dos integrantes da Chapa – 02, como a pessoa que requereu certidões ao Tribunal de Contas do Estado, para que os integrantes da chapa – 01 possam disputar a reeleição. Para piorar a situação, a solicitação foi feita antes do edital ser publicado oferecendo apenas 6 dias úteis para que os opositores providenciassem nada menos que 12 certidões.

 

Na expectativa de receberem explicações a respeito do motivo que levou a Comissão Eleitoral a impugnar a inscrição da Chapa – 02, vários enfermeiros estarão na manhã desta sexta-feira, às 8h na porta do COREN, que fica na Av. Hermes Fontes, realizando uma manifestação. No entanto, de acordo com informações recebidas pela coluna, a atual presidente estaria sendo orientada a se ausentar do Estado para não encarar a imprensa e dar as respostas que a categoria está exigindo.

 

Como bem disse a presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Flávia Brasileiro, “é imoral a situação da senhora Denise, irmã de Hortência, que  era a procuradora das pessoas da chapa um, e que também é assessora da comissão eleitoral. O Presidente da Comissão Eleitoral é subordinado à Presidente do COREN no Hospital Cirurgia onde esta atua na Coordenação de Enfermagem”. Este pequeno espaço é solidário a luta e apóia a manifestação que acontecerá logo mais em frente ao Coren-Se.

 

 

Um SUS mascarado

 De uma enfermeira: “Noite de ontem, 07, sentindo dores procurei a urgência da Renascença, cheguei lá por volta das 09h15min e sai de lá às 11h, (assim como várias pessoas) sem ser atendida. Motivo: só tinha 1 clínico para todo o hospital e tinha havido uma “parada” de um paciente na ala de internamento, o paciente estava grave e o médico de plantão pediu para avisar que iria demorar e que quem pudesse não esperasse. Os pacientes migraram para o São Lucas e para surpresa não tinha ultrasom. Pela manhã retorno ao São Lucas e para o meu horror o corredor do atendimento clínico (quem conhece sabe do aperto) tinham exatas 21 pessoas mal acomodadas apenas 10 cadeiras e 1 clínico. Passada exata 1 hora e 40 minutos depois fui atendida. O pobre clínico tentando dar atenção aos insatisfeitos clientes. O corredor se transformou em um muro de lamentações. Um paciente que deu entrada às 11 da noite devido à falta de U.S permaneceu lá até de manhã aguardando o exame e só teve alta às 11h15min da manhã. Em que se diferencia este tipo de atendimento do SUS? Pagamos planos caros para sermos maltratados não pelos profissionais que são vítimas da exploração, mas pelos donos das clínicas e hospitais”.

 

 

Orçamento da SSP e falta de autonomia para PM

Numa primeira leitura do orçamento do Estado para o próximo ano pode-se perceber que a SSP terá muitos recursos, mas há uma diferença: o dinheiro será centralizado na Secretaria e, a PM, por exemplo, que sempre teve autonomia financeira, terá recursos apenas para “tocar o dia-a-dia”. Este espaço vem publicando duras criticas ao atual comando da PM por entender que o mesmo não faz esforços para mudar alguns vícios dentro da corporação, desde o uso indevido de veículos até os oficiais que continuam “encostados”. Porém, entende que a PM precisa de autonomia. Por falar nisso: as novas armas e equipamentos adquiridas pela SSP serão distribuídas proporcionalmente entre as polícias civil e militar? A civil tem cerca de mil policiais e a militar seis mil. É só aguardar.

 

Diretor manda mais do que secretário

Em uma DR, o diretor não vem acatando as ordens do secretário de Educação, José Fernandes de Lima. A coluna está checando quem o indicou para o cargo para fazer a devida divulgação.

 

Nota de esclarecimento não foi do governo

Ontem, 05, a coluna errou ao publicar a nota de esclarecimento sobre as irregularidades detectadas pelo TCU na obra da Avenida São Paulo, como se fosse do Governo do Estado. Na verdade foi uma nota pessoal de Marcelo Deda analisando um fato que ocorreu quando ele era prefeito de Aracaju.

 

 

Deda realiza palestra no Barcelona Meeting Point

O governador de Sergipe, Marcelo Déda, participou ontem, 8, da abertura do ciclo de palestras sobre o Brasil no Barcelona Meeting Point, maior salão de turismo imobiliário da Europa e que está sendo realizado na Espanha. Déda proferiu a palestra ‘Brasil. Um país aberto a investidores”, substituindo a ministra do Turismo, Marta Suplicy, e destacou para investidores europeus as potencialidades de investimentos no país e na Região Nordeste. Durante o painel, Déda falou das estabilidades política e econômica que o Brasil vive atualmente, com destaque para o Nordeste. Segundo ele, a região está despontando no cenário nacional por possuir grandes atrativos e belezas naturais, mas também pela nova leva de políticos que estão administrando os estados nordestinos de maneira séria, buscando o desenvolvimento econômico e social da região. (ASN).

 

 

Receba adesivo da “Quem dá esmola, não dá futuro”                                                              

A coluna agradece os diversos pedidos de envio dos adesivos da campanha “Quem dá esmola, não dá futuro”. Os adesivos já começaram a ser enviados para os leitores que solicitaram. A campanha é uma forma de apoiar outras, como a da Prefeitura de Aracaju, “Não dê esmola: dê cidadania”. Cada um tem que fazer a sua parte. Quem desejar receber o adesivo é só enviar o endereço para o e-mail: claudionunes@infonet.com.br

 

 

Leitor contesta pontos de artigo

De um leitor: “Em sua coluna do dia 08 do corrente mês, você comentou um belíssimo artigo cultural, visto que do ponto de vista jurídico é um equívoco só, a respeito do Conselheiro Flavio Conceição. De toda a sua boa-fé em apurar e elucidar esse caso que choca toda a sociedade sergipana, você comete equívocos que, a bem da verdade e do Direito, só contribuem para colocar mais boataria na rua. Flávio Conceição não é réu no STJ, acabei de verificar isso na internet, ele é sim, investigado. Outro, no que me informei com colegas que atuam no caso, o Conselheiro é investigado por um suposto tráfico de influência, o famoso “lobista”, e não por desvios de recursos públicos com se informa. O grande erro, não culpa sua e sim de quem te informou, é essa história de anulação do ato de nomeação do Conselheiro. Ora, Conselheiro do Tribunal de Contas se equivale a Desembargador, portanto um Magistrado. Estranho ver um Jurista do porte de Clóvis Barbosa defendendo uma medida de exceção como essa, pois um Magistrado só pode perder o cargo por decisão de última instância, o que de longe está para acontecer. A nomeação de um Conselheiro ou de um Desembargador, não é um mero ato administrativo, interno, como se ventila, mais aí é um debate longo demais para essas linhas”.

 

Leitor entende que AL não foi enganada

Do leitor Luis Mello: “O livro de Saramago que traça um paralelo com a Alegoria das Cavernas de Platão não é o “Ensaio sobre a cegueira”, mas sim, “Todos os nomes”. Querer acreditar que o nosso Parlamento foi enganado, enxergando só as sombras, é um pouco demais, não acha não? Afinal, alí não existe nenhum ingênuo. Todos conheciam Flávio Conceição de perto, mudando apenas o grau de intimidade, uns mais, outros menos. É muito frágil, chega a ser infantil, esta argumentação de Clóvis Barbosa comprada por você. Qualquer estudante de direito tem condições de desqualificá-la. Bem, de qualquer forma eu não sei por que estou perdendo meu tempo mandando esta mensagem, já que nestes comentários da Infonet só sai se for elogio. De qualquer forma, corrija pelo menos o equívoco literário, em nome da honestidade para com seus leitores”.

 

Leitor contesta defesa de Clóvis aos delegados

De um leitor: “Estes dias ficamos bastante surpresos com um artigo feito pelo secretario de governo Clóvis Barbosa, numa clara defesa dos delegados, invocando até a escola de Frankfurt, em seguida uma matéria feita pelo sindicato dos delegados onde eles se autodenominam gestores da segurança publica. Os fatos: 1 – De gestores os delegados não têm absolutamente nada, uma vez que nem o pessoal eles administram. Eles apenas cumprem expediente (sem hora de saída e entrada), as investigações são feitas por agentes e os inquéritos por escrivães; 2 – Eles não têm responsabilidade, muito menos preocupação com o social, são meros estudantes (em sua maioria) esperando o tempo de passar em outros concursos. 3 – No interior só se acha delegado de policia de terça a quinta, e quando acha; 4 – Pelas ultimas matérias na mídia provocadas pelos delegados fica claro o desconhecimento (proposital?) das atividades de policia ostensiva, feita pela policia militar. Os policiais, civis e militares deram um credito ao governador Déda, vamos ver qual será a sua resposta no inicio de 2008”.

 

 

Corretores não viabilizam pagamento do DPVAT

A matéria “Máfia do DPVAT ronda os hospitais”, publicada no fim de semana por um jornal diário da capital, fez a denúncia de que supostos corretores estariam cobrando 20% de comissão de um seguro que é direito do cidadão e não precisa ser intermediado por terceiros. O presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros de Sergipe (Sincor-SE), Antônio Ferreira, ressalta que a viabilização do pagamento do DPVAT realmente não é função dos corretores e atribui essa ação a falsários, pessoas que se fazem passar por corretores para abocanhar ilegalmente uma porcentagem do seguro obrigatório. Ainda assim, a denúncia está sendo averiguada e caso seja comprovado que os suspeitos de praticarem esse ato ilícito são mesmo corretores, o Sindicato tomará as providências cabíveis junto a Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão do Governo responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguros.

 

 

Participação de SE para efetivar agência da ABIO

O diretor-presidente da Degrase, Luiz Eduardo Oliva e o diretor Milton Alves, fazem parte da comissão nacional da Associação Brasileira da Imprensa Oficial – ABIO, que prepara o lançamento para o próximo ano de uma agência de notícias da entidade que pode ser uma das mais fortes do país. Luiz Eduardo Oliva, que também é vice-presidente da ABIO, disse que o presidente da ABIO, Francisco Pedalino, encampou a idéia e a diretoria aprovou por unanimidade todo o relatório apresentado pela comissão formada pelos dois sergipanos e representantes de outros Estados. “Talvez seja a mais importante agência de notícias do Brasil, porque temos representantes em todos os Estados brasileiros” informou.

 

 

Movimento Pró Adicional Noturno e Horas Extra JÁ I

Do movimento dos auditores:O Art. 243 do Estatuto do Servidor Público do Estado de Sergipe, Lei 2148 de 21/12/1977 , estabelece uma jornada de trabalho semanal de 30 (trinta) horas. Neste mesmo diploma legal, em seu artigo 192, estabelece que o servidor fará jus à Gratificação por Serviço Extraordinário efetivamente executado e, é a Constituição Federal no Art. 7º, inciso XVI, c/c Art. 39, § 3º, que determina que a remuneração por serviço extraordinário será de no mínimo 50% (cinqüenta por cento) superior à da normal. Nesta mesma linha, o Art. 193, em seu § 1º, também da Lei 2148/97, determina que o valor da hora no trabalho noturno, assim entendido, o executado entre as 22 (vinte e duas) horas de um dia e as 05 (cinco) horas do dia seguinte, será acrescido de 20%, além de ficar estabelecido que a hora noturna será computada como de 52 (cinqüenta e dois) minutos e 30 (trinta) segundos”.

 

Movimento Pró Adicional Noturno e Horas Extra JÁ II

Continua o movimento: “Os Auditores Técnicos de Tributos, lotados nos diversos Postos Fiscais, são submetidos a jornadas semanais de trabalho que chegam a 48 (quarenta e oito) horas; carga superior em 60% (sessenta por cento), em relação a todos os demais servidores públicos, inclusive aqueles que não trabalham em regime de plantão. Reconhece-se que, pela primeira vez, uma parte dos atuais administradores da SEFAZ esteja se movimentando para resolver o problema, porém, estes estudos que se prolongam durantes anos, nunca se concluem postergando, este anseio, para um futuro incerto. Já chega ao limite a insatisfação destes profissionais, em trabalhar pelo menos 18 (dezoito) horas a mais por semana, sem receber nada a mais por isso e de perder noites e mais noites e não ter reconhecido o direito em receber o Adicional Noturno. A causa é nobre, justa e urgente. Não retira direito algum, de quem quer que seja. Não inviabiliza qualquer outro tipo de reivindicação e, acima de tudo, não tem qualquer caráter pessoal e/ou político, partidário ou não. É cumprir a jornada de 30 (trinta) horas semanais ou remunerar pelo excedente. É trabalhar até às 22 horas ou conceder o Adicional Noturno”.

 

 

Conselho Distrital do Lions

Aracaju sediará hoje, 9, e amanhã o II CD-/conselho /distrital do LA-3. Estima-se que quinhentos leões de Sergipe, Alagoas e Pernambuco prestigiarão o evento.Durante os dois dias o Governador do Distrito LA-3, José Carlos Martins, participará de reuniões administrativas com a presença de todo o seu gabinete. O II CD será uma espécie de mini convenção com sessão de abertura, plenária e no dia 10 às 20h acontecerá a Noite de Companheirismo. O II CD será realizado no Del Mar Hotel. Um dos programas do Lions mais bem sucedidas é o SightFirts. Graças ao programa, o Lions recuperou a visão de 7 milhões de pessoas por meio de cirurgias de catarata, impediu a perda severa da visão para outros 20 milhões e aprimorou os serviços oftalmológicos para centenas de milhões. O SightFirst foi lançado pelo Lions em 1989 para combater a cegueira evitável. lamentavelmente, 80% das pessoas cegas, em nível mundial, eram desnecessariamente privadas da visão. Por meio do SightFirst, o Lions tem atuado na prevenção da cegueira oference suporte para cirurgias de catarata, ajudando a construir ou expandir clínicas e hospitais oftalmológicos, distribuindo medicamentos protetores da visão e treinando profissionais da área oftalmológica.

 

Cultura vai homenagear Zumbi, o ‘Rei de Palmares’

A Secretaria de Estado da Cultura realiza de 19 a 23 de novembro, eventos em homenagem a Zumbi, o criador do Quilombo dos Palmares, em Alagoas. As atividades serão realizadas no povoado Mussuca, em Laranjeiras, com uma programação alusiva à morte do ‘Rei de Palmares’. De acordo com a coordenadora dos Museus do Estado, Izaura Júlia de Oliveira Ramos, o dia 20 de novembro, data da morte de Zumbi, remete a um ato de liberdade e ao resgate da cidadania da raça negra. Segundo ela, diversos segmentos sociais participam da programação, como entidades representativas do movimento negro, terreiros e comunidades estudantis. “Na Mussuca será montada uma exposição revelando os aspectos da comunidade afro-quilombola”, disse Isaura. As reservas para as visitas aos espaços da mostra estão sendo feitas pelo telefone (079) 3281-2418.

 

 

Leitor critica mudança de nome de rua

De um leitor: “Com a colocação das placas, com os nomes das ruas, por parte da Prefeitura, surgiu uma enorme confusão: A rua da FM Liberdade, que sempre conheci como Miron de Oliveira Ribeiro, agora tem uma placa com o nome da rua Granja Altamira CEP 49.070-200, e a mais de um mês, a empresa responsável pela colocação das placas, parou justamente uma rua antes da minha. Agora, sinceramente, eu não sei mais onde moro”.

 

Seminário para capacitar jornalistas na área de recursos hídricos

No próximo dia 06 de dezembro, acontece em Brasília o seminário “Água, Comunicação e Sociedade”. O evento tem entre seus objetivos a discussão sobre a comunicação das políticas públicas referentes è gestão de recursos hídricos e será dirigido para jornalistas, assessores e outros profissionais de comunicação de órgãos e entidades ligadas à gestão da água e ao meio ambiente. A promoção é da Agência Nacional de Águas (ANA) e Global Water Partnership (GWP), com o apoio da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom). A programação completa será divulgada nos próximos dias. Contatos e informações: imprensa@ana.gov.br.

 

Sobre a orquestra de Sergipe I

Da leitora Ana Carolina: “Lamento informar que a ORSSE embora seja reconhecida pelos diversos solistas e convidados como uma orquestra de ótima qualidade e de grande futuro, vem passando por tempos difíceis internamente. O maestro o qual o ano passado tinha todo o apoio e carinho pelos músicos e a recíproca na época parecia verdadeira transformou-se logo após que teve a certeza que ficaria como maestro, aumentando ainda mais o seu ego com o apoio absoluto do diretor administrativo Antonio Jose de Souza. Assédio moral, comparando os músicos a cavalo como pode ser comprovado em material em anexo. A reportagem de um jornal desta semana informou que  em reunião com a Comissão dos Músicos da ORSSE com a  Secretaria de Estado de Cultura falou sobre as exonerações que já chegam a 12 desde o início das atividades da ORSSE neste ano e que a comissão havia concorda com elas. Só que isso não é verdade eles não falaram nas exonerações muito menos os músicos iriam concordar com isso. Eles estão tentando desviar o foco que se trata das exonerações, assédio moral, maus tratos que os músicos vem sofrendo com o maestro e com o consentimento absoluto do diretor administrativo”;

 

Sobre a orquestra de Sergipe II

Continua a leitora:A crise na OSESP está em rede nacional. O maestro da OSESP Neschling, foi professor de Guilherme Mannis. Mannis quer demitir os músicos para trazer pessoal de São Paulo. Ele demitiu um trompista sergipano excelente, Fabrício Rangel e colocou um trompista paulista Thomas Hansen. O documento anexado onde retrata que o maestro compara os músicos a um cavalo e tem o consentimento do diretor administrativo. O administrador teve o desplante de dizer que o maestro não dirigiu para ele em exclusividade comparando a um cavalo “mas a todo grupo que se encontrava fora do alcance visual do maestro”.(está no documento assinado pelo administrador e com papel timbrado do estado).Em que século Sergipe terá seu devido respeito? Em que século deixaremos de ser província? Meu pai disse que este Estado só mudaria daqui a trinta anos, já se passaram dezoito. Espero que nestes dezoito anos passados eu possa junto com os sergipanos que acompanham a luta dos músicos e nos apóiam, presenciar justiça. Militarismo e ditadura deveriam ser passado. Acreditamos em Deus e nos poucos homens deste Estado que tem sangue no olho e honra o correto a justiça. Todo esse material está sendo acompanhado pelo Sindicato Alemão e pelo Sindicato Internacional de Paris de música. Eles estão prestes a se pronunciar.

 

 

Frase do Dia

“Aos que estão nervosos  por causa da informação de uma nova operação da PF em Sergipe tipo “Navalha 2″, recomenda-se tomar 4 vezes ao dia, suco de maracujá, adoçado com mel de abelha, uns 250 ml diariamente.” De um leitor anônimo.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários