Encostos ruins

0

É deveras surpreendente o elevado índice de rejeição do candidato a governador Eduardo Amorim (PSC). Ele viu a repulsa ao seu nome saltar dos 27% verificados na pesquisa feita pelo Ibope em agosto, para exagerados 33% na consulta feita pelo mesmo instituto e divulgada no último dia 3. A tamanha rejeição ao candidato do PSC só pode ser motivada pelas péssimas companhias que o cercam, a exemplo do desgastado prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). Pode está acontecendo agora o que ocorreu em 1988 com o candidato a prefeito da capital, o médico Lauro Maia (PFL). Embora contasse com o apoio de lideranças tradicional, como João Alves Filho e Albano Franco, o “bom Lauro” foi derrotado pelo pouco conhecido Wellington Paixão, que só tinha o apoio de Jackson Barreto. Naquele pleito, o povo não rejeitou Lauro Maia, mas quem o acompanhava, da mesma forma que agora rejeita Eduardo Amorim não pelo que ele é, mas pelos políticos que o apoiam.

É verdadeira

Apesar de o candidato a deputado estadual Manoel Messias Sukita (PSB) dizer o contrário, a assinatura no pedido de renúncia da candidatura é mesmo dele. Esta foi a conclusão a que chegou o perito judicial Geraldo Moura do Amaral: “Embora traçado com alguns superficiais gramas dissimuladores, é autêntica a rubrica questionada, lançada ao termo de renúncia”, diz. Com base no laudo do especialista, é possível afirmar que Sukita falsificou a própria assinatura visando criar problemas jurídicos para o PSB. Cruz credo!

Escolha certo

Pesquise seu candidato
Veja se ele tem projeto
Se responde a algum processo
Se fez algo de concreto
Se tem “Ficha Limpa” ou Suja
Se for réu na dita cuja
Não vote nem por decreto.

Os versos acima são do cordelista Tião Simpatia.

Ação equivocada

Tirando a turma da Prefeitura de Aracaju, vai ser difícil encontrar alguém que concorde com a colocação de asfalto sobre as tradicionais pedras portuguesas da Praça da Bandeira. A Emurb garante que a mudança seguiu “um planejamento cuidadoso”. Quem passa pelo local pensa exatamente o contrário: aquilo não passa de uma obra feita às pressas para tentar reduzir o exagerado desgaste da administração municipal. Só que o tiro saiu pela culatra.

Boas novas

A Petrobras vai intensificar as atividades de exploração na costa de Sergipe visando aumentar o conhecimento geológico da região. Segundo o jornal Valor Econômico, a estatal iniciou uma campanha sísmica que deve dobrar os dados geológicos da área. As águas profundas da Bacia do Sergipe abrigam recentes descobertas da Petrobras, que já perfurou 24 poços na costa sergipana, sendo 16 deles bem sucedidos. A empresa conduz, atualmente, planos de avaliação de sete descobertas na costa sergipana.

Condenado

O deputado estadual e candidato à reeleição Paulo Hagenbeck Filho, o “Paulinho das Varzinhas” (PT do B), foi condenado pela Justiça Federal por fraude em licitações e contratações. Ele é acusado de ter cometido graves irregularidades com recursos federais, entre 2004 e 2005, quando era secretário de finanças de Laranjeiras na administração do pai Paulo Hagenbeck, também condenado no mesmo processo.

Clandestinidade

As empresas de segurança privada de Sergipe estão preocupadas com o crescimento da clandestinidade no setor. Visando discutir ações para combater o problema, dirigentes do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Sergipe se reuniram ontem com Flávio Luis Almeira Lisa, representante da Delegacia de Controle de Segurança Privada em Sergipe. Marco Aurélio Pinheiro, presidente da entidade sindical ficou satisfeito com o resultado da reunião.

Quem não chora…

Surtiu efeito o protesto dos músicos que se apresentaram no Forró Caju e ainda não receberam os cachês. A Prefeitura promete pagar hoje R$ 5 mil a todos os artistas, quitando assim 70% da dívida. Aqueles forrozeiros contratados com valores maiores, receberão o restante no dia 10 de outubro. Menos mal, né?

Contra a lei

E o deputado federal Mendonça Prado (DEM) voltou a bater pesado nos irmãos Amorim. “A coligação encabeçada pelo candidato a governador Eduardo Amorim (PSC) e liderada por Edvan Amorim (PR) insiste em confrontar a Justiça. Ora, se isso está acontecendo na campanha eleitoral, imagine o que eles seriam capazes de fazer se chegassem ao Poder!”, discursa. Mendoncinha disse ainda que Edvan Amorim “é um frequentador assíduo do Judiciário, suspeito de uma série de práticas delituosas”. Vixe Maria!

Entusiasmo

E quem não esconde o otimismo é o candidato a deputado federal João Daniel (PT): "A campanha de Jackson Barreto (PMDB) assumiu proporção muito grande em todos os municípios. O sergipano sabe o quem presta e quem não presta", afirma. Segundo ele, a situação confortável de Jackson nas últimas pesquisas “tem levado o seu opositor Eduardo Amorim (PSC) ao desespero, à agressividade. No horário eleitoral gratuito ele tem levando ao povo um discurso com a cara da derrota", diz Daniel. Será?

Mais magro

O candidato a governador Eduardo Amorim (PSC) prometeu que se eleito vai reduzir drasticamente o número de secretarias e de cargos comissionados. Segundo ele, o governador e candidato à reeleição Jackson Barreto (PMDB) nunca se preocupou em diminuir o tamanho da máquina administrativa porque é partidário do apadrinhamento: “Ele precisa apadrinhar para ganhar a eleição. Isso faz com que Sergipe tenha mais secretarias do que São Paulo”. De fato, é um exagero!

Escreveu não leu…

A taxa de analfabetismo das pessoas acima de 15 anos no Brasil voltou a cair em 2013. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE mostra que o país tinha 8,3% de analfabetos nesta faixa etária. No ano passado, a maioria de analfabetos era mulheres (50,6%). Entre os brasileiros com menos de 30 anos, a taxa de analfabetismo em 2013 chegou a 3%, enquanto na população com mais de 60, ela foi de 23,9% da população. Entre quem tinha de 40 a 59 anos, o analfabetismo atingia 9,2%.

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju em 4 de fevereiro de 1872

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais