Fábrica de deputados

0

Embora chocante pelas imagens e declarações de parentes dos moribundos, a reportagem do Fantástico sobre a péssima situação da saúde pública em Sergipe não trouxe novidades. Desde sempre, o atendimento médico-hospitalar prestado pelo Estado e pelas Prefeituras é péssimo, degradante. Quem, por necessidade, recorre a ele sabe que a chance de morrer à míngua é maior do que a de sobreviver. O que chama a atenção é o fato de os sergipanos pobres insistirem em votar nos ex-secretários da Saúde. E não precisa ir muito longe para atestar isso. Após terem passado pela Secretaria, Ivan Paixão, Eduardo Amorim e Rogério Carvalho elegeram-se para a Câmara Federal, tendo os dois últimos sido os mais votados do Estado. Como a saúde pública sempre esteve em petição de miséria, só resta uma explicação para o sucesso eleitoral dos ex-secretários: os sergipanos pobres são masoquistas, a ponto de elegerem os ex-titulares daquela Pasta para agradecer pelo sofrimento a que foram submetidos. Será que alguém possui argumento melhor para justificar o sucesso da Saúde estadual como fábrica de deputados?

Plenário vazio

Os deputados governistas esvaziaram ontem o plenário da Assembléia para evitar as criticas da oposição à situação caótica em que se encontra a saúde pública em Sergipe. Mesmo assim, os oposicionistas Augusto Bezerra (DEM) e Venâncio Fonseca (PP) tiraram suas casquinhas. Os dois esquecem, no entanto, que no governo de João Alves Filho (DEM), apoiado por eles, a saúde era tão ruim ou pior do que a de hoje. É o sujo falando do mal lavado.

Novela tucana

E quem se encontra hoje em Brasília com o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, é o presidente dos tucanos em Sergipe, ex-deputado Roberto Góis. Os dois vão tratar sobre a novela do partido no Estado. Há quem garanta que o empresário Adierson Monteiro já perdeu a esperança de assumir o comando do PSDB sergipano. Também é voz corrente que o tucano Albano Franco deve deixar o ninho até o final de semana. Será?

Insegurança

A falta de segurança pública, preocupação maior da classe empresarial sergipana, será debatida na próxima quinta-feira durante reunião almoço organizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com a presença do secretário da SSP, João Eloy. Também devem participar representantes das Policias Militar e Civil. Será a partir das 12h na sede da CDL, localizada na rua Santa Luzia, 571, em Aracaju.

Sonho da maioria

O computador é o eletroeletrônico que os consumidores mais desejam. 47% das pessoas ouvidas pela pesquisa disseram que sua próxima compra de eletroeletrônico deve ser um desktop, notebook ou netbook. Na segunda posição, a TV LCD aparece como objetivo de próxima compra de 16% dos entrevistados, enquanto 8% pretendem comprar um celular com câmera e música.

Dia D

O futuro do embrionário PSD voltará a ser discutido hoje pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O julgamento do pedido de registro da sigla será retomado com o voto-vista do ministro Marcelo Ribeiro, que suspendeu a votação da última quinta-feira para analisar melhor o caso. A retomada do julgamento ocorre a dez dias do fim do prazo para o PSD obter registro se quiser concorrer nas eleições de 2012.

Outra greve

Depois dos empregados dos Correios, em greve há 14 dias, hoje será a vez dos bancários cruzarem os braços. Eles prometem só voltar ao trabalho quando os bancos concederem 12,8% de reajuste, sendo 5% de ganho real, e aumento do piso para R$ 2.297,51. Então se você tem alguma dívida para pagar na boca do caixa pode desistir. É melhor telefonar para o credor e avisar que deve e não nega, porém só paga quando acabar a greve dos bancários.

Abra o olho

A Receita Federal informa que não envia cartas com pedido de regularização de dados cadastrais. O órgão também ressalta que não se comunica com os contribuintes por meio de e-mail. Segundo a Receita, pessoas físicas e jurídicas têm recebido uma mensagem eletrônica intitulada Intimação Eletrônica de Débitos. O “Leão” orienta que o contribuinte deve tomar cuidado para não abrir arquivos anexados, que normalmente contêm vírus ou programas que capturam informações confidenciais do usuário.

Quer processar

O governador Marcelo Déda (PT) ficou muito aborrecido com o radialista Carlos Batalha, que o teria chamado de filho da puta em seu programa na TV Cidade. Segundo o secretário estadual da Comunicação, Carlos Cauê, o governador pensa, inclusive, em processar o comunicador por danos morais. “As desculpas de Batalha não convenceram. Se o programa dele fizesse um jornalismo isento, mas se transformou numa trincheira do DEM", disse Cauê.

Do baú político

As notas oficiais do PT e PMDB condenando o radialista Carlos Batalha, que teria chamado em seu programa na TV Cidade o governador Marcelo Déda (PT) de filho da puta, lembra episódio parecido envolvendo os deputados Almeida Lima (PPS) e Francisco Gualberto (PT). Quando os dois não tinham mandatos, o primeiro concedia uma entrevista numa rádio de Aracaju, fazendo duras críticas ao PT. Convidado para o debate, o petista passou a discordar do adversário, até que Almeida o chamou de baixinho invocado. Gualberto não pensou duas vezes e disparou: “Baixinho é a puta que lhe pariu. Me respeite filho de uma égua!”. Para o alívio das mães de ambos e do público em geral, o debate acabou ali.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais