Faca no gogó

0

A decisão do PSDB nacional de intervir em seu diretório estadual para garantir a coligação com o DEM de João Alves Filho foi para o deputado tucano Albano Franco como se alguém lhe colocasse uma faca afiada no pescoço para assaltar o partido. Pior é que o ato de força foi praticado no último segundo da prorrogação, justamente para impedir qualquer reação de Albano. E por que os tucanos nacionais deram o tiro de misericórdia no aliado? Unicamente para garantir ao presidenciável José Serra um lugarzinho no palanque do DEM sergipano. Já o demista João Alves quer apenas o tempo do PSDB no horário da propaganda eleitoral gratuito. Tratado como um rolete de cana chupado, a Albano resta se resignar, ou chutar o pau da barraca e trabalhar contra aqueles que, de faca em riste, o estupraram politicamente.

 

Sobrou para o PV

 

A intervenção do PSDB no diretório sergipano afetou o PV, que desistiu de disputar o governo para se coligar com os tucanos. Pelo acordo, os dois partidos apresentaram como candidatos majoritários apenas Albano Franco e Antônio Leite para o Senado. Diante da decisão tucana, o PV não pode mais mudar sua ata junto ao TRE para indicar um candidato ao governo, enquanto Antônio Leite perde um forte parceiro de chapa.

 

Ciganos ou bandidos?

 

Em menos de dois meses, ciganos residentes em Sergipe praticaram dois crimes que assustaram sociedade. Em abril passado, um grupo deles assassinou por engano três pescadores no rio do Sal, em Socorro. Ontem, outros dois mataram três pessoas e feriram cinco em Itaporanga. É de se perguntar: são ciganos ou bandidos? E por que esse tipo de gente, com índole violenta, anda armada até os dentes, sem ser incomodada pela Polícia? Assim como aconteceu em Socorro, ontem um inocente também foi morto durante o tiroteio dos ciganos.

 

Cesta em queda

 

Aracaju teve a segunda cesta básica mais barata do país no mês passado: R$ 184,17. O feijão apresentou aumento em 10 cidades. Os destaques foram Goiânia, Aracaju e Natal, com altas de 35,87%, 29,94% e 8,27%, respectivamente. O arroz contribuiu para reduzir o valor da cesta básica na capital sergipana, com uma queda de -4,75% em seu preço. Nos últimos 12 meses, Aracaju registrou variação positiva de 4,43% no valor da cesta básica.

 

Mais leite

 

A unidade da Valedourado em Palmeira dos Índios (AL) vai aumentar a captação em 500 mil litros de leite para abastecer, principalmente, o mercado de Sergipe. A informação foi dada ontem pelo vice-presidente da empresa, Frederico Sampaio, durante o anúncio que a Valedourado fechou importante operação com a Parmalat, passando a ser dona dos direitos de uso da marca Alimba, líder de vendas no mercado baiano e muito bem aceita pelos consumidores de Aracaju.

 

Empresário confiante

 

No mês passado, a confiança do empresário industrial sergipano foi a maior desde janeiro deste ano. Segundo levantamento feito pelo Boletim Econômico da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies), o índice que mede a confiança da classe empresarial atingiu em junho 69,8 pontos. Conforme a metodologia, valores acima da linha divisória dos 50 pontos indicam empresários confiantes. O índice foi superior aos medidos para o Nordeste e para o Brasil, que foram 67,5 e 66 pontos, respectivamente.

 

Menos recursos

 

A arrecadação de tributos federais no Estado de Sergipe atingiu o montante de R$ 98,1 milhões em maio passado, registrando uma retração de 28,1% com relação ao mês anterior. O Boletim Econômico da Fies revela que essa foi a segunda retração registrada este ano. O IPI arrecadado em Sergipe somou em maio R$ 5,38 milhões, contra R$ 5,10 milhões do mesmo mês de 2009, com um crescimento de 5,4%.

 

Comodidade

 

O consumidor tem aderido à comodidade na hora de realizar operações bancárias. Segundo o Banco Central, no ano passado, a quantidade de transações em internet, home e office banking superou a daquelas realizadas em terminais de auto-atendimento (ATMs), conhecidos como caixas eletrônicos. Em quantidade de transações, o acesso remoto respondeu por 30,6%. Quando considerados todos os canais que permitem transações sem atendimento presencial, o percentual sobe para 66,7%.

 

Crescendo bem

 

O valor das obras de construção civil teve expansão real de 60% entre 2003 e 2008 – bem superior ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no mesmo período, que foi de 26,4%. Segundo o IBGE, as obras do setor público avançaram 69,5% no período e foram as que mais impulsionaram o setor. Já os projetos da iniciativa privada cresceram 54,6%.

 

Campanha nas ruas

A partir desta terça-feira, os candidatos a cargos eletivos estão liberados para o corpo a corpo da campanha eleitoral nas ruas. Pelas regras eleitorais, eles poderão fazer propaganda e promover comícios em locais públicos, mas têm de respeitar uma série de normas, que incluem horários e locais permitidos para tal tipo de manifestação. Para quem não gosta de barulho, vai ter que aturar a zoada promovida pelos partidos até o final de setembro.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários