Foi-se Serra. E agora João? João para onde?

0

 

 

Exatamente há um mês a candidata Dilma tinha encostado em José Serra, nas pesquisas eleitorais. Quem lembra que há um ano a situação era inversa? Com Serra liderando tranquilamente as pesquisas e Lula com dificuldades de emplacar sua candidata? O jogo virou na hora certa e a primeira pesquisa feita já com os primeiros dias do horário eleitoral provoca um estrago sem precedentes na candidatura tucana. O Datafolha apontou 47% para Dilma e 30% para o tucano. 17% a esta altura do campeonato só um milagre para reverter a situação. Dilma, contra todos os prognósticos iniciais ganhará no 1º turno. Até a candidata Marina, não subiu como se esperava.

 

Este crescimento de Dilma é claro, é fruto do poder de transferência de voto do presidente Lula, mas também do desempenho dela no debate da UOL (Um de maiores audiências do mundo pela Internet) e do horário eleitoral. O programa dela está disparado na frente. A campanha de Serra tende a desabar mais ainda porque em vários Estados seus aliados já escondem o nome dele das peças publicitárias, principalmente os candidatos aos governos estaduais.

 

Em Sergipe, o estrago na campanha de Albano ainda não pode ser mensurado. Até porque ele, sabiamente, não “grudou” sua campanha na candidatura Serra. Mas os dois  candidatos apoiados por Lula, Amorim e Valadares, se souberem usar a imagem do presidente e de Dilma podem conseguir bons frutos. O problema é que não só eles, mas os grupos que os cercam, estão divididos como se fossem não só adversários, mas inimigos políticos.

 

E João? O candidato do DEM precisava de Serra não só eleitoralmente, mas financeiramente. João conseguiu fazer um programa eleitoral bem melhor do que o de 2006. O de Déda está bom, mas distante do de Dilma. Mas todo mundo sabe que essa subida de Dilma vai favorecer o candidato petista. Até porque ele está sabendo usar bem a imagem de Lula no horário eleitoral.

 

Restam as perguntas. E agora João? Será que o povo sergipano saberá separar a campanha presidencial da estadual? Particularmente este jornalista acha difícil. Resta esperar as primeiras pesquisas pós programa eleitoral em Sergipe. Mas o quadro é ruim para João Alves. O caminho para a reeleição de Déda está sendo consolidado com a vitória de Dilma. E agora João, João para onde?

 

 

 

Dilma abre 17 pontos sobre Serra e venceria no 1º turno

Na primeira pesquisa Datafolha depois do início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, a candidata a presidente Dilma Rousseff (PT) dobrou sua vantagem sobre seu principal adversário, José Serra (PSDB), e seria eleita no primeiro turno se a eleição fosse hoje.Segundo pesquisa Datafolha realizada ontem em todo o país, com 2.727 entrevistas, Dilma tem 47%, contra 30% de Serra. No levantamento anterior, feito entre os dias 9 e 12, a petista estava com 41% contra 33% do tucano.

 

Nos votos válidos Dilma chega a 54%

A diferença de 8 pontos subiu para 17 pontos. Marina Silva (PV) oscilou negativamente um ponto e está com 9%. A margem de erro máxima do levantamento é de dois pontos percentuais.Os outros candidatos não pontuaram. Os que votam em branco, nulo ou nenhum são 4% e os indecisos, 8%.Nos votos válidos (em que são distribuídos proporcionalmente os dos indecisos entre os candidatos e desconsiderados brancos e nulos), Dilma vai a 54%. Ou seja, teria acima de 50% e ganharia a disputa em 3 de outubro. (FSP).

 

Sargento Vieira e a incoerência I

Este blog, esta semana apontou várias causas da violência em Sergipe, entre elas a falta do policiamento ostensivo nas ruas. Na última quinta-feira, o “líder” sargento Vieira, ao conceder entrevista a George Magalhães, na rádio Liberdade FM, ressaltou a necessidade do policiamento e criticou o desvio de função existente.

 

Sargento Vieira e a incoerência II

 Até aí tudo bem, mas depois ele prestou solidariedade ao policial militar que estava como motorista do desembargador Luiz Mendonça e “esqueceu” que o colega de farda estava em desvio de função.  E ainda cobrou a retirada dos policiais militares das delegacias. A incoerência e a “verdade” de Vieira esbarram quando ele mistura os interesses da categoria com os interesses eleitorais dos candidatos dele. Ou não?

 

Presidente do TRE deve usar carro blindado

Durante a sessão plenária os Juízes-Membros do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe, por unanimidade, decidiram consultar o Tribunal Superior Eleitoral  acerca da cessão de um carro blindado para reforçar a segurança do Presidente deste Regional, Des. Luiz Antônio Araújo Mendonça. A consulta, realizada por meio do Ofício nº  24-10/DG , foi encaminhada nesta manhã ao Ministro Ricardo Lewandowski, Presidente da Corte Superior. Como a consulta não deve ter maiores problemas, por conta da tentativa de assassinato, o órgão deve providenciar o veículo o mais rápido possível.    

 

Erros

Os responsáveis pelas campanhas de alguns candidatos estão descuidando na hora de escrever os caracteres. Na última sexta-feira, no programa do PCB para governo, o nome da cantora Paulinha Abelha saiu “Pulinha”. E no de Augusto Bezerra, saiu “Bezarro”. Se fosse Bizarro combinava mais com o candidato. Ou não?

 

Azul já está em Aracaju

Em entrevista ao JC no domingo passado, o candidato João Alves disse que traria a companhia aérea Azul para operar em Aracaju. Esqueceram de avisar a ele que a companhia já está operando e vendendo passagens para Maceió e São Paulo.

 

JAF fala sobre segurança I

O candidato ao Governo de Sergipe, pela coligação “Em Nome do Povo”, João Alves falou em seu programa eleitoral sobre o caos na segurança pública do Estado. Na ocasião, ele enfatizou que o cerco contra o tráfico de drogas será fechado e que o policiamento no Estado será implacável contra o crack e outras drogas que tornou Sergipe um lugar violento e inseguro para a população.

 

JAF fala sobre segurança II

“Vamos colocar toda a polícia em combate permanente contra o tráfico, com ênfase no enfrentamento da epidemia do crack, combatendo a violência nas escolas. Teremos no mínimo um policial em cada escola. Vamos reestruturar o setor de chamadas urgentes para que os apelos da população tenham pronto atendimento.  Vamos envolver toda a sociedade e toda a comunidade nesta luta sem trégua contra a bandidagem”.

 

Mini-carreata na Zona Norte I

Na Zona Norte de Aracaju, pegue a Avenida São Paulo e siga direto. Em seguida, vire na Avenida Matadouro e siga em frente. É assim que você chega ao Bairro Jardim Centenário. Entretanto, há alguns anos atrás, não seria tão fácil assim. A pavimentação era escassa e a lama entrava nas casas de quem mora no bairro.Mas a mudança veio: em 2000, Déda foi eleito prefeito de Aracaju e começou a mudar a cara dessa cidade. Junto a Edvaldo Nogueira, Déda trabalhou para levar dignidade e cidadania aos mais pobres. E foi assim que o Jardim Centenário mudou. Hoje, o bairro é totalmente pavimentado, e a população de lá não se esquece de quem trabalhou para levar qualidade de vida aos aracajuanos.

 

Mini-carreata na Zona Norte II

Foi com essa lembrança em mente que o povo do Jardim Centenário recebeu Marcelo Déda na noite desta sexta-feira, 20. O candidato à reeleição esteve no bairro, onde realizou uma mini-carreata cheia de emoção e carinho. A população do bairro estava em festa. A carreata seguiu para o Conjunto Bugio, onde Déda realizou várias obras que levaram qualidade de vida aos moradores do bairro. A Avenida Centenário, o recapeamento do anel viário do bairro,  Mercado Miguel Arraes, a Praça Guilhermino Costa, o Campo de Esportes Anchietão, as Clínicas de Saúde da Família.

 

Creci rejeita pedido de inscrição da Remax

Em reunião realizada na última quinta-feira, 19, à noite, o conselho e a diretoria do Creci/SE, rejeitou o pedido de inscrição da Remax em Sergipe. Os conselheiros não gostaram da informação e as denúncias que a empresa já estava funcionando, inclusive com anúncios sem a aprovação do conselho de corretores. O presidente do Creci/SE, Sérgio Sobral e os demais conselheiros estão de olho em toda e qualquer empresa que cometer abusos e contravenções em Sergipe.

 

Teatro no interior I

O Edital de Apoio à Circulação de Espetáculos de Artes Cênicas de Sergipe, idealizado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), e que tem por objetivo promover a circulação de espetáculos no campo das artes cênicas como teatro, circo e dança, começa a render bons frutos. Neste sábado, 21, começam as apresentações do Prêmio em duas cidades do interior sergipano e prometem movimentar a cena cultural desses municípios.

 

Teatro no interior II

A primeira a receber a trupe de atores é Maruim, que terá a oportunidade de prestigiar o grupo Pernas de Pau com o espetáculo “Nordestinação”, além disso, o município de Cristionápolis irá prestigiar a Companhia Estanciana de Teatro, com a peça “Um olhar, uma Lágrima”. “Através do Prêmio César Macieira, nossos grupos de teatro irão se movimentar pelo interior do Estado, mostrando que nós também temos espetáculos de qualidade. O povo sergipano precisa conhecer o que é produzido aqui e aprender a valorizar o que é tipicamente nosso”, argumentou a secretária de Cultura, Eloísa Galdino.

 

Reforma política

Ao ser entrevistado na Rádio Juventude 104, em Lagarto, pelo apresentador Prefeitinho, o senador Valadares lembrou que votou favorável ao projeto “Ficha Lima” mas entende que é preciso avançar mais. “Queremos um novo sistema político partidário em nosso país, com reforma política que só poderá ser feita através de uma assembléia nacional constituinte. Preocupo-me com isso porque as eleições estão se tornando praticamente inviáveis para pessoas que não têm dinheiro”.

 

Abuso do poder econômico

Valadares lembrou ainda que todo mundo  houve dizer dos gastos das campanhas e só uma reforma política inibiria esses abusos. “A minha proposta é reforma tributária, sistema de governo parlamentarismo ou presidencialismo e adoção de novas regras pata eleição de deputados. Um sistema de “recall”, uma substituição do administrador que se tornar incompatível”, explicou, acrescentando que a condição de ficha limpa é uma obrigação de todos que se candidatam a um cargo eletivo. “Não é virtude, é um comportamento que vem de família. O importante é servir ao povo em primeiro lugar e não tirar vantagens pessoais ou política. Esta virtude eu devolvo à confiança que o povo me deu”, disse.

 

Militantes do núcleo de saúde do PT nas ruas

Alguns militantes do PT, que compõem o núcleo de mobilização da saúde – como por exemplo Oswaldo Vilela, Helitânio, Tonho Negão, Cláudio Munaretto, Reges Silva, Tourinho e a criadora do núcleo, a própria secretária estadual, Mônica Sampaio – estão panfletando nos semáforos  todas três dias na semana às 6h da manhã, pedindo votos para Déda, mas também para Rogério Carvalho. O interessante é que o núcleo não tem líder e todos têm peso e fala nas atividades. Por isso está dando certo!

 

Campanha de Laércio em Socorro

Laércio Oliveira, candidato a deputado federal pelo PR, realizou acompanhado do prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, e do candidato a estadual Zé Franco (PDT), uma grande carreata pelas ruas dos conjuntos do complexo Taiçoca. Estavam presentes mais de 500 veículos, entre carros e motos. A Campanha de Oliveira vem surtindo um efeito muito positivo para o empresário que tem como grande vantagem o nome limpo para o exercício da vida pública, o que facilita sua aceitação pela população.

 

Programas eleitorais

Do jornalista do Cinform, Valter lima em seu blog (http://www.valterlima.blogspot.com/) : “Como já afirmei aqui durante esta semana, não acredito que os programas eleitorais possam tirar voto de Dilma, pois o presidente Lula é o protagonista ao lado da candidata nas inserções diárias e afirma sempre: “vote na Dilma. Ela é a mais preparada para ser presidente do Brasil”. nquanto isso, Serra usa a imagem de Lula em seu programa e estabelece até mesmo semelhanças entre eles, como ocorreu no programa eleitoral de ontem à noite. Até o final do mês, novas pesquisas serão divulgadas com números decisivos da disputa presidencial”.

 

Novo Sergipe Justiça estreia neste final de semana I

O Programa Sergipe Justiça, programa de TV do Judiciário sergipano, desta semana terá um novo cenário. Essa é primeira vez que o  programa passa contar com um cenário físico, deixando de lado o tradicional cenário virtual.  O cenário é mais moderno e projetado de acordo com o novo padrão da TV Justiça.

 

Novo Sergipe Justiça estreia neste final de semana II

De acordo com o diretor de Comunicação do TJSE, Euler Ferreira, além do cenário, o programa também tem uma nova logomarca e vinhetas: “O ideal é que o programa sempre traga algo novo para o telespectador. A repaginação visual levou alguns meses de estudo e foi realizada em parceria com a TV Justiça”.  Horários do programa:  TV Justiça: Sábado – 16h / Domingo – 10h30  e Quarta – 10h30; TV Aperipê: Sábado – 12h30; TV Cidade: Sábado -10h30 e TV Alese: Domingo – 9h30.

 

Cerca de 900 conselheiros participaram de Encontro em SE I

Foi realizado em Aracaju de 17 a 19 deste mês o XX Encontro Nacional dos Conselhos Municipais de Educação organizado pela União Nacional dos Conselhos municipais de Educação – UNCME. O evento foi coordenado por uma equipe de Sergipe onde foram debatidos temas importantes como o Plano Nacional de Educação, Educação Infantil, Papel dos Conselhos, entre outros.

 

Cerca de 900 conselheiros participaram de Encontro em SE II

A UNCME-SE homenageou ao final do evento, colaboradores com o desenvolvimento dos conselhos municipais no Estado, entre os quais, o presidente do TCE, Reinaldo Moura, o superintendente do Sebrae-SE, Emanuel Sobral, o governador Marcelo Déda e o prefeito de Neópolis, Marcelo Guedes. O coordenador estadual, professor Humberto Gonzaga, informou os 914 conselheiros que participaram do encontro representaram 330 conselhos municipais de todo o país, sendo o maior evento realizado pela entidade nos últimos cinco anos.

 

 

Destaque na geração de empregos I

As 2.228 vagas abertas pela economia sergipana no mês de julho, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), levaram o estado a obter desde janeiro de 2007 a marca de 39.416 novos postos de trabalho criados. O número é 39,4% maior que o verificado no mesmo período do governo anterior, quando foram geradas 28.274 vagas no mercado de trabalho.

 

Destaque na geração de empregos II

Somente nos últimos 12 meses já foram criados 19.922 empregos, um aumento de 8,8% em relação aos 12 meses anteriores. Durante esse período foram abertas no setor industrial 4738 vagas, numero 13,6% maior que o verificado entre julho de 2008 e 2009 e também superior à média do país (7,87%).O percentual dá ao estado o titulo de campeão na abertura de novos empregos no setor industrial nos últimos 12 meses.

 

Estado mantém Certificado de Regularidade Previdenciária

O Estado de Sergipe renovou o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) que permitirá a transferência de recursos da União para aplicar em ações e serviços em prol da população sergipana. O Certificado de Regularidade Previdenciária é um documento fornecido pela Secretaria de Políticas de Previdência Social – SPS, do Ministério da Previdência Social, que atesta o cumprimento dos critérios e exigências estabelecidos na Lei nº 9.717, de 27 de novembro de 1998, pelo regime próprio de previdência social de um Estado, Distrito Federal ou de um Município, atestando que o ente federativo segue as normas de boa gestão, de forma a assegurar o pagamento dos benefícios previdenciários aos seus segurados.

 

Outras regularidades

Além disso, o Estado de Sergipe mantém sua regularidade em relação aos itens do Cadastro Único de Convênio (CAUC) da Secretaria do Tesouro Nacional, um sistema do Governo Federal que tem por finalidade verificar se os Estados e os Municípios estão cumprindo as exigências legais, para garantir transferências voluntárias de recursos da União, bem como a contratação de operações de crédito junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Banco Internacional para a Reconstrução e o Desenvolvimento (BIRD), dentre outros.

 

Monitoramento

Segundo o controlador-geral do Estado, Adinelson Alves, para manter a regularidade no CAUC/STN, garantindo que os recursos dos convênios que são aplicados em benefício da sociedade sergipana, a Controladoria-Geral do Estado monitora diariamente os órgãos e entidades do Estado, em parceria com a Procuradoria-Geral do Estado, Receita Federal, Procuradoria da Fazenda Nacional.A servidora da CGE, responsável pelo acompanhamento do CAUC no Estado, Wilma Machado, ressalta que o Decreto Estadual nº 26.905/2010 veio regulamentar a responsabilidade de cada gestor para manter o Estado adimplente junto à União, estabelecendo os procedimentos a serem adotados pelos órgãos e entidades da Administração Pública estadual para garantir a regularidade jurídica, fiscal, econômico-financeira e administrativa.

 

ARTIGO

 

Candidato acometido de Amnésia – ADCAR – Associação Desportiva, Cultural e Ambiental do Robalo – presidente José Firmo (www.adcarrobalo.blogspot.com)

 

Que estranho! O médico e professor aposentado, ex-vice-reitor da UFS de 1981 a 1982 e ex-Deputado Federal Constituinte e candidato a Deputado Federal pelo DEM/SE, Djenal Gonçalves se vangloriar na propaganda eleitoral no Rádio e na TV de ter sido Deputado Constituinte para justificar que pretende ser novamente deputado.

 

É que o Dr. Djenal pode estar esquecido que durante a Assembléia Nacional Constituinte ele votou prioritariamente contra os interesses dos trabalhadores, segundo o DIAP, que avaliou todos os Constituintes.

 

Vejamos: Dr. Djenal no primeiro turno de votação, votou contra a estabilidade no emprego, contra as quarenta horas semanais, contra o turno de seis horas, contra o salário mínimo real, contra a prescrição dos direitos trabalhistas em cinco anos, se absteve na votação de férias com 1/3, se absteve na votação do aviso prévio mínimo de 30 dias e votou contra a comissão de fábrica.

 

No segundo turno votou novamente contra a estabilidade no emprego, 40 horas semanais, prescrição dos direitos trabalhistas em cinco anos, direito de greve, aviso prévio proporcional, estabilidade de dirigente sindical, e contra que os trabalhadores participassem de órgãos de seus interesses. Ainda esteve ausente na votação do turno de seis horas e na auto-aplicabilidade dos direitos trabalhistas e se absteve na votação que previa o Sindicato como substituto processual.

 

Além disso votou em cinco anos para Sarney, quando todas forças progressistas entendiam que deveriam ser mantidos os quatro anteriormente previstos; votou contra a reforma agrária e contra o direito de grave para servidores públicos.

 

Realmente, pelo jeito Dr. Djenal se esqueceu de como se comportou no Congresso ou quem sabe se orgulhe do que fez.

 

O fato é que o DIAP, usando o mesmo critério para todos os Constituintes, atribuiu ao Dr. Djenal nota final 0,75.

 

É mole?

 

 

DO LEITOR

 

Candidato se posiciona sobre subvenções

Do candidato Cadu Silva: “Na matéria de abertura de sua coluna, o jornalista Cláudio Nunes, questionou os atuais e futuros deputados estaduais sobre a aplicação de R$2 milhões de subvenções que serão ou foram utilizados em 04 anos de mandato legislativo. Como futuro deputado estadual, acreditando na vitória que terei nas urnas no próximo dia 03 de outubro, implantarei unidades avançadas de atendimento ao sergipano, uma para cada um dos 08 territórios do Estado, ou seja, cada uma das regiões: agreste, centro sul, sertão etc. terá um posto de atendimento com um assessor de meu gabinete. Estes assessores avançados irão ouvir a população e trazer para discussão de toda a equipe, quais são as prioridades para o uso dos R$2 milhões em subvenção que nosso gabinete terá direito. Além de ouvir as demandas eminentes da população, irei dar andamento as propostas que apresentei desde o início da candidatura em meu site www.cadusilva.com.br

 

Falta de professores

E-mail de um pai de aluno: “Quero informar – e pedir que você divulgue – a situação  terrível que passam os alunos do Colégio Estadual Ministro Petrônio Portela, no Augusto Franco. Não há professor de Geografia para o 1º ano do Ensino Médio no turno matunino desde o início do ano. A professora de Matemática falta mais do que dá aula. Outras turmas de outros turnos têm passado pelo mesmo problema. Ao serem questionados, os responsáveis pelo Colégio sempre dizem a mesma coisa: “Estamos nas mãos da Secretaria da Educação. Eles é que não mandam os professores para cá.” Como consequência desse desmantelo, os alunos estão sem o aprendizado devido e terão que estudar durante as férias para repor estas horas de aula perdidas”

 

Exagero do ministro

De Ana Maria L. N. Valença: “Sou sergipana e ouvindo o noticiário de minha cidade  a sua declaração do atentado ao  Desembargador e Presidente do Tribunal Regional Eleitoral,Dr. Luiz Mendonça comparando ao ataque terrorista  de 11 de Setembro nos Estados Unidos: Ora Sr. Ministro, fiquei estarrecida com suas declarações absurdas e exageradas. Sr. Ministro, o 11 de Setembro está na cracolândia de São Paulo e em  várias outras cidades onde crianças de 12 anos de idade estão comandando o tráfico de Drogas, o 11 de Setembro é nossas mulheres e crianças assassinadas e a nossa justiça  continua lenta e cega, o 11 de Setembro são políticos inescrupulosos roubando cinicamente o dinheiro da saúde e da educação das nossas crianças, o 11 de Setembro  são crianças torturadas  e dormindo nas ruas e a nossa “justiça” veda mais ainda  seus olhos. E não vou dizer que não  nos entristecemos com o atentado ao Dr. Luiz Mendonça  e  o seu motorista até porque aqui ainda é uma cidade pequena que todos se conhecem e também pela tranquilidade que ela oferece. Espero que o Sr. reveja  suas explicações. Um abraço de uma sergipana indignada com a nossa justiça”.

 

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

 

Frase do Dia

E agora, José?

A festa acabou,

A luz apagou,

O povo sumiu,

A noite esfriou,

E agora, José?

E agora, você?

Você que é sem nome,

Que zomba dos outros,

Você que faz versos,

Que ama, protesta?

E agora, José? (Trecho da música, E agora José, cantada por Paulo Diniz e letra de Carlos Drummond de Andrade)

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários