Lixo bota Torre no xadrez

0

A briga pela coleta do lixo de Aracaju ganhou mais um barulhento capítulo com a prisão do empresário José Antônio Torres Neto. Ele é o dono da empresa Torre, que tenta tomar da concorrente Cavo o milionário contrato com a Prefeitura da capital. Para aumentar o suspense nessa mal cheirosa novela, a Justiça determinou o imediato afastamento do presidente da Emsurb, Mendonça Prado, e de outros diretores da estatal. José Antônio foi preso por ter tentado enganar a Polícia Civil sergipana, entregando um telefone celular que não era o que ele usava normalmente. O afastamento de Mendonça Prado coloca esta grave crise no colo do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) que, até então, vinha fazendo ouvidos de mercador sobre esta estranha disputa entre a Cavo e a Torre. Agora, o comunista terá que tentar reverter a decisão judicial ou nomear novos presidente e diretores para a Emsurb. Seguramente, o prefeito não esperava este presente de grego justo quando sua administração completou 100 dias.

Terra sem lei

Sergipe teve mais um final de semana sangrento. Entre sábado e ontem, cerca de 20 pessoas foram assassinadas no estado. Nem toda guerra é tão violenta. Esta carnificina pode se agravar ainda mais se os delegados de Polícia entregarem as chefias e deixarem de acumular cargos, como prometem. Apesar de tudo isso, a cúpula da Segurança Pública prefere brigar com as estatísticas, que apontam Aracaju como a 12ª cidade mais violenta do mundo. Misericórdia!

Maioria

Uma das atividades econômicas que mais empregam trabalhadores com baixa qualificação, o setor de asseio e conservação, é composto principalmente por mulheres e negros, das classes D e E. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o estudo demonstra que entre a população com menos escolaridade, mulheres e negros estão “sobrerrepresentados", além de revelar uma clara desigualdade de oportunidades.

Posse marcada

Eleito por 61,29% dos votos para a Prefeitura de Carmópolis, Volney Leite Alves (DEM), 76 anos, será diplomado e empossado no próximo dia 28. Para administrar o município pela 6ª vez, o veterano político terá como vice o compositor Beto Caju (SD). Volney já havia sido eleito em outubro passado, porém a Justiça Eleitoral cassou a chapa por irregularidades no registro do então candidato a vice Theotônio Neto (SD).

Fez escola

Quem primeiro inventou de ser chamado “senador suplente” foi o empresário Laurinho da Bomfim (PSC), após ter figurado na chapa encabeçada pelo senador Eduardo Amorim (PSC). Depois, a assessoria do empresário Ricardo Franco (PSC) também passou a denominá-lo de “senador suplente”. Estão criando moda, colocando o carro diante dos bois. Tanto Laurinho quanto Ricardo são meros suplentes de senador. Aff Maria!

Vão às urnas

Radialistas sergipanos vão às urnas nesta segunda-feira para eleger a nova diretoria do sindicato. Duas chapas concorrem ao pleito. Uma tem como candidato a presidente o comunicador Alvannilson Santana, enquanto a outra é encabeçada por Rubens Filho. O primeiro é apoiado pela atual diretoria do sindicato, liderada por Fernando Cabral, enquanto e outro tem como candidato a vice o ex-presidente e fundador da entidade, Paulo Lacerda. Que vença o melhor!

Tá no páreo

E o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) não tem dúvida que o governador Jackson Barreto (PMDB) disputará o Senado, em 2018. Segundo Vavá, JB só está esperando que as altíssimas taxas de rejeição de governo desçam a níveis mais confortáveis, “assegurando que ele não passará por nenhum vexame ao se inserir na disputa”. Marminino!

Tempo integral

Apesar da reação contrária do Sindicato dos Trabalhadores em Educação, começam nesta segunda-feira, as aulas das escolas estaduais em tempo integral. Até o final deste ano, elas serão 28, número que saltará para 29 em 2018. Segundo o governo, em cada uma destes estabelecimentos de ensino será investido, este ano, entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão em infraestrutura. Melhor assim!

Sonegação

Se for correto que para cada real arrecadado outro é sonegado,  União,  estados e municípios estão perdendo mais de um orçamento por ano. Se a isso for somado as dívidas na Justiça e não pagas por certos empresários,  tem dinheiro sobrando por ai. Ainda é bom não esquecer profissionais liberais trabalham na base do "com ou sem nota fiscal" é que a nota fiscal não é obrigatória. Esta informação é do blog Primeira Mão.

Aqui não, violão!

A tendência “PSOL pela base” emitiu nota reagindo contra a provável filiação ao partido do sindicalista Airton do PPL. A alegação é de que o moço sempre fez opção pela direita tendo, inclusive, sido financiado pela burguesia para se opor à candidatura de Sônia Meire (PSOL) ao governo de Sergipe, em 2014. “Como acreditar em um partido de esquerda que filia pessoas de direita?”, questiona a nota. Crendeuspai!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Maruinense, em 30 de agosto de 1891

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários