O longo depoimento de Sergio Moro

0

Um depoimento de quase nove horas – a Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal certamente, ou pelo menos há muito tempo, nunca viu e ouviu nada igual. Foi o depoimento do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sr. Sérgio Moro, o ex-Juiz Comandante em Chefe da Operação Lava Jato, que tem sido bombardeado ultimamente por uma série de denuncias que visam exclusivamente derrubá-lo do seu atual posto, conforme orientação do ex-Presidente Lula. Moro, de maneira voluntária, compareceu ao Senado para esclarecer dúvidas sobre as supostas mensagens trocadas entre ele e membros da força-tarefa da Operação Lava-Jato, conforme revelado pelo portal The Interceptor Brasil. Moro classificou o site como sensacionalista, negou que tenha agido em conluio com o Ministério Público Federal e afirmou não ter apego pelo cargo atual garantindo que deixará o posto caso sejam comprovadas irregularidades. O Ministro desafiou o site a entregar as mensagens para uma perícia no sentido de dar fidedignidade as acusações. Se o site diz ser este o maior escândalo do século, “se ele diz que tem prova de graves ilícitos cometidos por procuradores, juízes e envolvidos nessa operação, então pega o material, entrega para uma autoridades, sem prejuízo da publicação das matérias. Ai vai se poder verificar poro inteiro esse material, o contexto no qual ele foi inserido e, principalmente, verificar se esse material é autêntico ou não”, afirmou Sérgio Moro. O prestígio de Moro ficou constatado nos depoimentos dos Senadores Álvaro Dias, Jorge Kajuru, Plinio Valério e Major Olimpio, para não citarmos outros senadores. Todos enfatizaram a importância do ex-juiz na história do Brasil, principalmente na luta contra a corrupção. O Ministro foi enfático às mensagens divulgadas pelo Interceptor não comprometem em nada a sua atuação como juiz. Ele relembrou que as decisões proferidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba foram confirmadas por instâncias superiores e destacou que a Lava Jato mudou, para o bem a História do Brasil. O apoio popular a Sérgio Moro veio logo em seguida: a Esplanada dos Ministérios ganhou um boneco enorme do Ministro fantasiado de Superhomem, o super-herói das história sem quadrinhos e do cinema.

Pensou, pensou e saiu um traque de massa

O Senador por Sergipe, Rogério Carvalho, não foi feliz na sua pergunta ao Ministro Sérgio Moro. Queria saber quem pagou os R$ 250 mil reais do curso de “mídia training” da empresa R-7. “Esse curso nunca existiu. O senhor está fantasiando. Eu não preciso de “mídia training” para vir aqui falar aos senhores”. Dito o que, Rogério Carvalho calou-se e não insistiu no tema. O Senador Alessandro Vieira não chegou a fazer propriamente uma pergunta, discorreu sobre o vazamento das conversas dele, Moro, com Dalton Dallagnol, outro personagem muito citado da operação Lava Jato.

Não ficou cansado

Foram nove horas de depoimento, mas em nenhum momento, o Ministro Sérgio Moro parecia estar exausto. Na plateia alguns Senadores é que tinham cara de “quem não aguento mais”.

Vem aí a Lei Manoel Foguete

Nome expressivo do turismo sergipano, o Sr. Manoel Foguete conseguiu arrancar do Presidente Bolsonaro uma promessa para o desenvolvimento do setor. El participou de uma reunião com o Presidente Bolsonaro, em Brasília, sobre o turismo no Nordeste. Ele apresentou uma gravação com a fala de Manoel Foguete fazendo reivindicações, principalmente na área de licenças ambientais do Governo Federal. Bolsonaro comprometeu-se a apresentar um projeto de lei simplificando essas licenças a qual vai levar o nome de Manoel Foguete.

Jorge faz Balanço da administração

‘ Por conta do feriado de amanhã, dedicado a São João, o Rotary Club de Aracaju-Norte não fará o seu tradicional almoço das segundas-feiras. Tampouco haverá reunião na outra segunda-feira, dia 1º de Julho. Foi remarcada para o dia 2 de julho, no local de sempre, só que desta vez no Salão Nobre, para dar posse à nova presidente do Clube, a Sra. Zenia Fortes. Na última reunião, na segunda-feira passada, o Presidente Jorge Carvalho do Nascimento, fez um balanço de sua administração. Foi intensamente aplaudido e cumprimentado por todos os presentes.

Sem periodicidade definida

A Petrobras informa que sua Diretoria Executiva aprovou a revisão na periodicidade de reajustes nos preços de óleo diesel e gasolina comercializados em suas refinarias. A partir de agora, os reajustes de preços de diesel e gasolina serão realizados sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da analise do ambiente externo, possibilitando a companhia competir de maneira mais eficiente e flexível. A aplicação imediata desta revisão permitirá a Petrobras, no momento, reduzir os preços do diesel acompanhando as variações dos preços internacionais, observadas nos últimos dias.

Comentários