O que espero do governador

0

Para mim, a classe política que aí está nada mais é do que o espelho de nossa sociedade e que, por isto mesmo, somente teremos uma elite política preocupada com o destino do país e com o bem estar do nosso povo, quando cada um de nós em particular mudar o comportamento, for mais patriota e menos interessado em levar vantagem em tudo.

 

A missão do governador é administrar corretamente os recursos do estado, com a finalidade de proporcionar uma qualidade de vida cada vez melhor para todos os que vivem no estado.

 

Para uma administração eficaz, será preciso que o futuro governador adote medidas no sentido de evitar que haja superposição de ações entre o estado e municípios, evitando-se assim desperdício de recursos sem resultados efetivos.

 

Como exemplo – Crianças, que deveriam estar nas escolas e estão nas ruas esmolando, viciando-se e prostituindo-se, estado e municípios, muitas vezes, afirmam ter programas para cuidar do problema. O que se vê, porém, é um número cada vez maior de crianças em nossas ruas.

 

No que se refere ao orçamento, o futuro governador terá que entender que a função do estado não é dar emprego, mas de criar condições para que todos os municípios tenham condições para que os empregos possam ser criados no Estado, pela iniciativa privada. Assim, o orçamento deverá ser, verdadeiramente, o instrumento de planejamento e controle, o qual deverá contemplar a demanda da sociedade; ou seja, trata-se de implantar um Orçamento Participativo, com vistas a combater a corrupção e promover o uso eficaz do dinheiro público. Gastos com a educação, saúde, assistência social, saneamento e segurança deverão ser prioritários.

 

No campo da educação, o estado deverá chegar mais próximo do interior. Lá, deverá haver salas de aula, levando educação para todas as crianças. Aí, as crianças deverão ser mantidas durante todo o dia, recebendo aulas, alimentação, informações, lazer e treinamento profissionalizante.

 

As pessoas, também, deveriam ser conscientizadas de que esmolas nas ruas estimulam as crianças a viverem nas ruas e não nas salas de aula. Se essas pessoas quiserem realmente colaborar para dar um futuro digno a essas crianças, elas que contribuam, participem e cobrem do estado uma ação mais efetiva para resolver o problema.

 

Outro ponto que merece destaque é o direito constitucional de ir e vir. Esse direito, porém, não garante poder ficar ou poder estabelecer-se. Deverá se evitar que alguém more nas ruas, nas praças ou calçadas. Essas pessoas deverão ser retiradas tratadas e reintegradas na sociedade e, neste sentido, o Governo do Estado deve atuar para reintegrar essas pessoas nas cidades de onde vieram e criar incentivos e condições para evitar o êxodo do campo.

 

Outra prioridade é a saúde. No interior e na periferia da capital deverá existir equipes volantes, que levarão a essa população ensinamentos, informações e dados sobre aspectos preventivos da saúde. A prevenção deverá ser prioridade, pois prevenir custa menos e é mais eficaz.

 

Tratando-se ainda de prevenção, trabalho constante e incentivo de limpeza, de desobstrução de valas, de canalização de esgotos terá que ser realizados em caráter prioritário. No que refere à coleta do lixo, a coleta seletiva de lixo deverá ser estendida a todos os municípios. Deverá, ainda, haver incentivos para a comercialização dos materiais recicláveis para gerar renda e reduzir os problemas de saúde.

 

Para obtenção de melhores resultados será necessário que a atuação do governador se dê mais fora da capital. O Estado deverá estar mais próximo da comunidade. Deverá mostrar à sociedade, principalmente àqueles de mais baixa renda, sua solidariedade pelos problemas existentes e demonstrar com ações o firme propósito de resolvê-los.

 

Deverá, enfim, adotar um modelo de planejamento e administração participativa, visando engajar toda a comunidade no planejamento e execução dos serviços necessários à melhoria das condições de vida do sergipano.

 

Agindo esta forma, o Governador, naturalmente, terá menos placas e monumentos a inaugurar, mas com certeza governará com o pensamento e ações voltadas para o desenvolvimento do estado, do país e para a melhoria da qualidade de vida do povo, principalmente, para aquela grande maioria que hoje vive marginalizada.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários