Os 100 dias não comemorados, nem lembrados

0

Em todo o País ocorreram matérias jornalísticas – pela televisão ou pelos jornais – a respeito da passagem dos cem primeiros dias de gestão dos que tomaram posse a primeiro de janeiro deste ano. Menos em Aracaju, em Sergipe, ninguém se lembrou da passagem dos cem dias, nem mesmo os veículos alinhados com o Governo do Estado. Somente na Assembleia Legislativa a Oposição lembrou-se da data, naturalmente criticando o governador Belivaldo Chagas, como é do seu papel. Mas, não se lembrou exatamente dos cem dias e sim pelo fato de que Belivaldo estava comemorando um ano de passagem pelo governo, lembrando-se do fato que Belivaldo chegou ao Poder bem antes por conta da renuncia do governador da época, Jackson Barreto. Jackson teve frustrado o seu sonho de chegar ao Senado, o que não deixou de ser uma baita surpresa. Mas, Belivaldo foi às urnas contra Valadares Filho e levou a melhor com mais de 300 mil votos de dianteira. Tanto os cem dias, quanto o primeiro ano, não foi comemorado pelo governador Belivaldo Chagas. Depois que assumiu o governo em janeiro deste ano, Belialdoi porém, transformou-se no algoz dos servidores públicos. Extinguiu várias Secretarias e perto de 900 pessoas perderam o emprego. Atualmente faz novas ameaças de demissão e foi a Assembleia Legislativa – sem se submeter a debates com os deputados – traçar um quadro tétrico da situação econômica do Estado. Só nos resta fazer uma pergunta:

– Quando é que Belivaldo Chagas assume o governo mesmo?

Com o pé no freio

Uma conhecida figura da nossa sociedade dizia ao escriba que a recuperação econômica do Estado passa por dificuldades. Em todos os setores as empresas estão com o pé no freio. Mas, o caso mais difícil parece ser o da construção civil. As três ou quatro grande empresas imobiliárias do Estado estão entregando apartamentos até abaixo do preço, para fazer caixa e manter-se no mercado. Há pelo menos mil apartamentos nesta situação.

Menos dias de trabalho

Mesmo diante de uma formidável crise que corrói a vida econômica do Estado, prepare-se que, na próxima semana, haverá menos dias de trabalho. A partir de quinta-feira, 18, tudo vai parar até a segunda-feira seguinte, 22 de abril, para se comemorar a Semana Santa e o dia de Tiradentes.

Os motoristas continuam reclamando

Todos os motoristas que são obrigados a cruzar a Avenida Rio Branco – a Rua da Frente – reclamam por uma boca só: este trabalho de recapeamento asfáltico deveria ser feito à noite. Durante o dia, tem travado o trânsito na cidade. Na quinta-feira desta semana, a pista a direita da Rio Branco estava coalhada de carros, que se locomovia como podia, isto é, devagar e sempre. É possível que se o trabalho fosse feito somente a noite, talvez o seu custo sofresse um grande reajuste. Mas, facilitaria a vida de todos que são obrigados a ir ao centro da cidade. Aliás, a obra da rua da Frente foi acompanhada há dois dias atrás pelo Prefeito Edvaldo Nogueira. O que ele foi fazer lá? Checar os boatos que as oras estariam tão devagar, quase parando, mas encontrou tudo normalizado. Em conversa com jornalistas, Edvaldo ressaltou que a obra de recuperação da Avenida Beira Mar inclui também a reforma de dois terminais de ônibus e a construção de um novo terminal do Mercado. Também será concluída a semaforização inteligente e instalar 150 novos abrigos de ônibus na cidade.

Oposição apoia projeto do governo

A Oposição na Assembleia Legislativa comprometeu-se a votar num projeto do Governo do Estado. É o que trata da redução temporária da alíquota do Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de quaisquer Bens e Direitos (ITCMD) para as transações que serão feitas ainda em vida. O imposto baixou de 8% para 2% pelo menos até junho próximo. O deputado Georgeo Passos chegou a defender o projeto do governo dizendo acreditar que o aumento de impostos são impertinentes e prejudiciais para a economia, pois mais das vezes, eles diminuem a arrecadação do Estado. No caso do imposto aqui em pauta, ele pode gerar uma receita extra de quase R$ 30 milhões. É por isso que a Oposição o defende.O eputado aproveitou para alertar que o prazo de validade da diminuição deste imposto é bem curto e que a hora de fazer as doações em vida é agora, já que a redução só vai vigorar até o dia 31 de julho deste ano.

Festival de Poesia Falada em Estância

Os que curtem poesia não podem perder o XXXVII Festival de Poesia Falada de Estância. Vai ocorrer no dia 4 de maio, as 20h, no Teatro Gonçalo Prado, em Estância. É uma realização do Clube dos Poetas Estancianos.

Assange deixa Embaixada do Equador

Julian Assange, o fundador do wikileaks, finalmente deixou a Embaixada do Equador onde passou refugiado por quase sete anos. Sem aviso prévio, o governo do Equador puxou o tapete de Julian Assange retirando-lhe o asilo, acusando-o de transtornar a vida da embaixada, inclusive emitindo opiniões políticas. Assange corre agora o risco de ser julgado e condenado a pelo menos um ano de prisão fechada.

Comentários