PDT está na fita

0

O PDT está disposto a apresentar candidatura própria a prefeito de Aracaju. Pelo menos é o que desejam seus principais líderes. Reunidos ontem em Aracaju, os pedetistas aprovaram que o partido deve apresentar candidatos próprios na maioria dos municípios. Segundo Fábio Henrique, presidente estadual do PDT, o provável nome para disputar a sucessão do prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) é o empresário e ex-deputado federal Augusto Franco Neto. O prefeito Fábio Henrique aproveitou para mandar um aviso aos navegantes: “Não vamos discutir a sucessão de Aracaju ajoelhados”.  Realizada no plenário da Assembleia, a convenção pedetista foi prestigiada pelo presidente nacional da sigla, ex-ministro Carlos Luppi.

Desafio

E o pré-candidato a prefeito de Aracaju, deputado federal Rogério Carvalho (PT), quer ter um confronto de ideias com o ex-governador João Alves Filho (DEM). Ontem à noite, ao ser sabatinado por jornalistas, o petista disse que gostaria de debater com o demista sobre a capital. “Garanto que nos poucos anos em que administrou Aracaju o PT construiu muito mais do que João Alves nos 30 anos em que esteve no poder”, disse Rogério.

Não é crime

Grávidas de fetos sem cérebro poderão optar por interromper a gestação com assistência médica. Essa foi a decisão aprovada ontem pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo o ministro Luiz Fux, impedir a interrupção da gravidez sob ameaça penal equivale à tortura. O Código Penal criminaliza o aborto, com exceção aos casos de estupro e de risco à vida da mãe, e não cita a interrupção da gravidez de feto anencéfalo.

Juros menores

Banese vai anunciar na próxima semana um pacote de benefícios que inclui a redução das taxas de juros e novas linhas de crédito. A ideia da instituição é mostrar seu diferencial de banco da terra, oferecendo aos clientes melhores condições para a aquisição de bens, serviços e oportunidades para incrementar seus negócios. Entre as novidades do pacote está a nova linha de crédito denominada de cheque especial parcelado, além da redução da taxa do microcrédito em até 50% ao mês.

Jogou duro

Foi confirmado ontem, através de votação, o nome do senador Antônio Carlos Valadares (PSB/SE) como presidente da Comissão de Ética do Senado. Caberá a ele comandar o julgamento do ex-demista Demóstenes Torres, acusado de estar envolvido nas patifarias. Segundo Valadares, “é uma exigência da sociedade que investiguemos as relações de Demóstenes Torres com o empresário Carlos Cachoeira. Essas relações promíscuas têm que ser investigadas até o final”. É isso aí!

Fraude apurada

Foi concluído o inquérito criminal que indiciou uma empresa com atuação nacional no ramo de medicamentos a pagar ICMS fraudados dos cofres do Estado. A Delegacia Especializada Contra a Ordem Tributária e a Administração Pública apurou a existência de débitos de ICMS na faixa de R$ 100 milhões. A indústria de remédios é acusada de ter aberto uma filial em Sergipe em meados de 2002, tendo deixado o estado em 2004 sem pagar nada de ICMS.

Contribuinte

O deputado Federal Laércio Oliveira (PR) participará hoje da segunda edição do Almoço com Negócios promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese). O parlamentar fará palestra sobre o projeto de sua autoria criando o Código de Defesa do Contribuinte. O Almoço com Negócios vai acontecer a partir das 12h, no Mercure Hotel Aracaju, localizado na Orla de Atalaia.

Lançamento

O escritor Enoque Oliveira lança hoje em Aracaju seu “Sarandita e outros contos históricos sobre a beleza e a luta na Guerra de Canudos”. Será a partir das 17h, no Restaurante do Camilo, ali na Coroa do Meio. Logo após o lançamento haverá grande cantoria. E então, vai perder?

Mais gás

As indústrias sergipanas consumiram mais gás natural em fevereiro passado. De acordo com o Boletim Sergipe Econômico FIES/UFS, o consumo industrial de gás no segundo mês deste ano foi 7,8% maior do que o de janeiro. O volume de gás consumido em fevereiro foi de 262,0 mil metros cúbicos (m³), significando uma expansão de 4,1% em relação a janeiro.

Do baú político

Conta o mineiro José Catarino Rodrigues que foi o ex-presidente do Brasil, Rodrigues Alves, o primeiro que pronunciou a expressão “bom à bessa”, numa referência clara ao jurisconsulto Gumercindo de Araújo Bessa. Nascido em 1859 na cidade de Estância e formado em Direito no Recife, esse ilustre sergipano foi promotor público de São Cristóvão, juiz de casamentos, desembargador e presidente do Tribunal de Apelação de Sergipe, Chefe de Polícia, deputado provincial e deputado federal. Mas foi na advocacia que se firmaram solidamente os seus créditos de eminente jurisconsulto. A sua vasta erudição jurídica adquiriu tal valor que em 1892 chegou a ser convidado, insistentemente, para dirigir a cadeira de direito criminal da Faculdade de Direito do Rio da Janeiro, cidade que nem conhecia. No começo do século passado, travou e venceu uma batalha jurídica com o não menos formidável jurisconsulto Rui Barbosa que, ao contrário de Bessa, defendia a incorporação do Acre pelo estado do Amazonas. Gumercindo morreu em 1913 no engenho Mucuri, termo do Socorro, tendo seu sepultamento no cemitério Santa Isabel, em Aracaju, sido custeado pelo governo de Sergipe.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais