Quando volta?

0

A Assembleia Legislativa de Sergipe realiza, hoje e amanhã, duas sessões ordinárias para votação de alguns projetos que ainda estão na Casa. A sessão é matutina e pode ser assistida por jornalistas, mas os tradicionais assistentes populares não pode ir ao Plenário onde se realizará a sessão ordinária. Pelo que se comenta, estas serão as duas últimas sessões com a participação de todos os deputados, ou presencialmente ou via sistema de comunicação que tem sido usado até agora. Pelo que se fala na próxima semana, uma semana antes das eleições não haverá sessões presenciais ou remotas, liberando-se os parlamentares para participação nas eleições do próximo dia 15 de novembro. Não há ainda uma data definida para o retorno das atividades do Legislativo Estadual. O mais viável é apostar uma data lá para frente no próximo ano. Os próprios parlamentares sequer arriscam uma data para este retorno, apostando também em um mês qualquer do próximo ano. Então é aguardar para ver…

João Agripino

Da safra de govenadores eleitos há dois anos atrás, o nome do Governador João Agripino Dória Junior é o mais antipitaziado até por aqueles seus próprios conterrâneos. E agora com essa pandemia, a coisa complicou. Se brincar, Dória não sai a pé pelas ruas de São Paulo, pois as manifestações seriam assustadoras. O nome completo de Dória é o que escrevemos aí em cima. Só que ele detesta ser chamado pelo seu nome do meio, Agripino. Ele agradece a quem esquece o nome de Agripino. Dória é hoje um nome discutido e debatido em todo o Brasil. Sem o Agripino lógico. Tão logo assumiu o governo, João Agripino, isto é, Joao Dória revelou que o seu sonho era chegar à Presidência da República. E foi mais adiante: iria trabalhar para concretizar o sonho e a vontade e ser Presidente. Nas entrevistas que concede, Dória não revelou um segredo guardado a sete chaves: os do seu escritório na China.Com o que se comprometeu o dr. João Agripino com o Partido Comunista Chinês e até mesmo com o próprio Governo Chinês para deixa-lo tão nervoso quando se fala na vacina contra a Covid-19. Ele agora quer exigir que todos os paulistas (eu escrevi certo, TODOS) sejam, consumidores do tal remédio, não respeitando as posições de cada um. Já o mineiro Aécio Neves vem em seu socorro dizendo que vai apresentar projeto na Câmara, tornando obrigatória a vacina de João Agripino, sob pena de o cidadão perder muitos direitos garantidos pela Constituição. É, a coisa tá braba, tá feia para nós pobres cidadãos…

A floresta Amazônica

É mole ou quer mais? O candidato a presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, declarou ontem que sua primeira medida na presidência, será declarar a internacionalização da floresta Amazônica. O Brasil não deve ser dono sozinho daquela riqueza toda. Vem a esquerda brasileira, sempre tão pródiga em atacar quem se manifesta contra o Brasil, está calada. Não disse nada, pelo menos até o momento em que esta coluna era escreveninhada.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais