Seca de idéias

0

Entra ano e sai ano sem que sejam adotadas medidas preventivas para atender os sertanejos quando o verão chega. Logo que o inverno acaba, os mananciais começam a secar e o poder público tira do armário o velho e caro paliativo: os caminhões-pipa. Para obter recursos federais, os prefeitos se apressam em decretar situação de emergência e a reclamar que a ajuda é pouca e demorada. Existe, na verdade, uma seca de boas idéias para amenizar o secular problema da estiagem no Nordeste. Os nossos homens públicos até parecem a cigarra, que passa o verão cantando em vez de armazenar alimentos para sobreviver ao rigoroso inverno. Pior é que o sofrido sertanejo insiste em continuar votando em políticos que estão mais preocupados em se locupletar do que em resolver os problemas do povo.

Caravana oficial

Uma caravana de autoridades e técnicos liderada pelo governador Marcelo Déda (PT) chega daqui a pouco em Poço Redondo para anunciar uma série de providências visando amenizar os efeitos da seca. Entre as medidas estão a ampliação do fornecimento de água tratada pela Deso, distribuição de cestas básicas, aumento do número de caminhões-pipa, liberação de financiamentos pelos bancos oficiais, recuperação de barragens e reativação de poços artesianos.

Só agora?

Do secretário da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, José Sobral, sobre as providências que serão adotadas pelo governo para enfrentar as periódicas estiagens no semi-árido sergipano: “Queremos criar estrutura para os próximos períodos de seca, aumentando a capacidade de armazenamento e oferta de água e garantindo a segurança alimentar da população”. E por que já não fizeram isso antes? Será que achavam que a seca era coisa do passado?

Mero reserva

O dublê de empresário e político Edvan Amorim (PSC) não perde uma oportunidade para tirar onda com a cara do deputado federal Mendonça Prado (DEM). Ouvido pelo jornalista Joedson Telles sobre as criticas feitas a ele pelo demista, Edvan saiu com essa: “Não me preocupa o que fala o titular, imagine o reserva”. O titular nesta história é João Alves Filho (DEM), ex-sogro de Edvan

Ocupação

Em greve há mais de um mês, os professores da rede estadual ocuparam ontem a Secretaria da Administração e prometem só deixar o local quando seus salários foram reajustados em 22,22%. Diante da crise financeira que vem alardeando, é bem capaz de o governo cobrar aluguel à categoria pelo espaço público ocupado. Quem sabe fazia caixa para atender a reivindicação dos educadores.

Cara de tacho

E o bicheiro Carlinhos Cachoeira riu ontem dos deputados e senadores na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI). Ladeado pelo advogado Márcio Tomaz Bastos, um dos mais caros do país, o vivaldino não respondeu as perguntas dos parlamentares e ainda tirou onda: “Na hora certa, respondo tudo que vocês querem saber”. Sem poder fazer nada para obrigá-lo a falar, os congressistas ficaram com a maior cara de tacho

E o reajuste?

Já tem servidor estadual que não acredita mais no prometido reajuste salarial de 6%. É que, passados quase três meses da data base da categoria, o governo ainda não sabe quando manda para a Assembléia o projeto propondo a majoração dos minguados salários. Aliás, quem comprou fiado apostando no reajuste já está inadimplente e a um passo do SPC.

Panelaço

Em greve, os servidores estaduais promovem hoje um panelaço em frente à Assembléia Legislativa. Como a Justiça ainda não notificou oficialmente ao Sindicato da categoria que a paralisação foi considerada ilegal, a turma permanece de braços cruzados. Depois do ato em frente ao Parlamento, os grevistas se reúnem no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe.

Abuso sexual

O abuso sexual é o segundo tipo de violência mais característica em crianças de até nove anos. Pesquisa feita pelo Ministério da Saúde indica que esse tipo de agressão fica atrás apenas das notificações de negligência e abandono. Os dados revelam ainda que a violência sexual também ocupa o segundo lugar na faixa etária de 10 a 14 anos, com 10,5% das notificações, ficando atrás apenas da violência física (13,3%). A maior parte das agressões ocorreu na residência da criança (64,5%). Uma lástima!

Fique rico

Está quebrado e devendo a Deus e ao mundo? Então faça uma fezinha na Mega-Sena e na Timemania, que vão sortear hoje, respectivamente, R$ 2 milhões e R$ 3,8 milhões. Somente com a grana da Timemania você pode comprar 140 carros populares ou garantir uma aposentadoria de R$ 19 mil por mês, caso investisse todo o dinheiro na poupança. E então, vai continuar aí com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar?

Do baú político

Udenista de carteirinha, o hoje segurança aposentado do Senado, Cosme Fateira, não nega que ‘afogou’ muitas cartas e telegramas no rio Sergipe. Foi na década de 60, quando ele era carteiro da Empresa de Correios e Telégrafos. O número de correspondências em Aracaju não era grande como hoje, e Cosme conhecia o perfil político da maioria dos destinatários. Quando a carta estava endereçada a um filiado ou simpatizante do PSD, ele não perdia tempo em entregá-la, preferindo jogá-la no rio. Pelo volume de cartas e telegramas arremessado no estuário do Sergipe, é bem capaz que alguns peixes tenham aprendido a ler. Cosme garante que ele não era o único carteiro que ‘naufragava’ as correspondências: “Os carteiros ligados ao PSD faziam o mesmo com as cartas endereçadas ao pessoal da UDN”, confessa.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais