Trabalhador, caminhos e prejuízos

0

Permitam os leitores, mas hoje este jornalista vai se referir a dois exemplos de pessoas, que, sendo seus avós, são também personagens da cidade de Aracaju. A primeira: Júlia Cana Brasil e Silva, fez parte das primeiras professoras que saindo da cidade iam ensinar nas chamadas “escolas isoladas” no Aribé, cheio de areal branco, em classes mistas e com alunos de todos os anos do chamado primário. Lá por volta das décadas de 20 e 30. E ela e outras davam conta do recado, com todas as dificuldades. Amava a profissão e sempre lutavam para fazer o melhor. Transmitir o saber das primeiras letras, das primeiras leituras e números. Heroínas do passado, exemplos para todos nós, empertigados no nosso orgulho modernoso…

 

 O outro personagem é o avô deste jornalista, José Nunes da Silva, operário gráfico, depois servidor público estadual, estudava, lia e escrevia aprendendo fora da escola. Foi sindicalista, líder do Centro Operário, comunista convicto, humano e dedicado a família. Defendia a idéia que o trabalhador, por mais humilde que seja, deve se orgulhar da sua profissão e mesmo recebendo salário injusto, deve fazer o melhor possível o que sabe, de amor profissional, seja um gráfico, um pedreiro, um professor ou o que for. Independente de lutar pelos seus direitos, mas sob esse pretexto não deve prejudicar os seus clientes, alunos ou o que seja. Informa-se que essa idéia chocava-se com as dos anarquistas, ocorrendo discussões nos sindicatos.

 

Dois exemplos, entre outros, mas que servem para avaliar neste momento os caminhos de pessoas decentes, lúcidas e que não fogem nem da luta pelos seus direitos nem das suas obrigações profissionais, de modo a prejudicar o povo a quem servem.

 

Este jornalista fez este preâmbulo para deixar claro que não é contra nenhuma categoria de trabalhadores, principalmente os professores, como tentam passar alguns poucos radicais. Ainda bem que a maioria da “meia dúzia” de leitores de espaço tem consciência disso e continuam acessando este blog. A reunião ontem, 05, do governador Marcelo Déda com os dirigentes do Sintese foi uma clara demonstração que o Executivo quer um diálogo com a categoria.

 

O clima de respeito predominou durante a reunião e, é preciso, que alguns mais radicais da categoria, deixem de lado a aposta pelo conflito. É algo ruim para todos e o mais prejudicado não é o Governo do Estado, mas a população, sobretudo os estudantes que têm um prejuízo que não é recompensado depois com as aulas de reposição que são verdadeiras “meias solas”. É preciso diálogo e respeito ao calendário escolar.

 

O governador demonstrou interesse também em ficar a frente da discussão com a categoria abrindo toda situação financeira do Estado, não deixando de manifestar seu ponto de vista de que está cumprindo a lei do piso neste primeiro momento. É algo louvável e que mostra desprendimento para avançar mais ainda, já que os professores, com  o piso salarial, ganharam uma luta de vários anos. Está claro também a redução dos recursos, não só no governo de Sergipe, mas em todo país.

 

É preciso avançar sempre, mas com muita cautela e nenhum radicalismo. Levar a situação a um radicalismo total, onde alguns setores torcem para desgastar a imagem do atual governo, para que seja referência nas eleições estaduais do próximo ano é temeroso e pode custar caro. Ninguém deixa de dar aumento para servidor porque não quer vê-lo satisfeito.  No caso dos professores existe uma situação real, que é a lei do piso, onde o governo e o sindicato têm conceitos diferentes. Tanto o governo como os dirigentes do Sintese têm maturidade suficiente para chegar a um denominador comum. A greve pode não acontecer se o diálogo e a maturidade prevalecerem. Um caminho errado hoje pode ser fatal para as pretensões administrativas, sindicais e políticas de todos, sem exceção, deixando feridas que dificilmente serão cicatrizadas…

 

Disposição

Por outro lado, os dirigentes do Sintese, na pessoa do presidente, Joel Almeida, perceberam que as discussões chegaram a outro parâmetro com a negociação direta do governador, principalmente na abertura de todos os dados do Estado para conhecimento e discussão com a categoria. É certo que Joel tem que colocar em primeiro lugar a defesa da categoria, mas é certo também que o momento é delicado e merece uma reflexão profunda de todos que estão nesta discussão, onde a reunião de ontem mostrou que os avanços podem ser conquistados através de um diálogo franco e aberto.

 

Gualberto não usa “placa fria”

A respeito de nota publicada nesta coluna ontem, dia 5, relativa aos automóveis usados pelos parlamentares estaduais, a assessoria do deputado Francisco Gualberto (PT), líder do governo na Assembléia Legislativa, informa que o referido parlamentar jamais utilizou “placa fria” em seus veículos, sejam eles particular ou locado. A propósito, Gualberto é totalmente contrário ao uso de placas frias e faz questão de transitar sempre dentro das normas vigentes no país. Outro aspecto a ser ressaltado é a não utilização, por parte de Gualberto, de motorista disponibilizado pelo Poder Legislativo. Assim como não utiliza o veículo de luxo que seria ofertado pela Mesa Diretora por ocupar o posto de líder do governo.

 

E quem usa as placas?

Mas a assessoria do deputado Augusto Bezerra informou que todos os deputados têm esta mordomia. Não seria o caso do MP investigar por qual motivo estes parlamentares têm placas cedidas a AL, que na verdade são placas frias. E as multas destes veículos, vão para onde? Calma, caro leitor, não responda assim, este jornalista não tem culpa…

 

Gravidade da insegurança

Para quem tem o costume de assistir aos telejornais locais, ontem a noite pode observar a gravidade da (in)segurança pública em Sergipe, através do telejornal da TV Atalaia. Duas coisas em especial chamaram a atenção dos sergipanos: primeiro, nas delegacias do interior só existem policiais militares e até guardas municipais, menos policiais civis, o que deveria ser o correto. Este blog gostaria de saber se existem responsabilidades a serem imputadas aos delegados por transferir a guarda de presos a guarda municipal como mostrou uma das reportagens. Já a TV Sergipe mostrou o secretário de segurança prometendo (no ano passado) a comunidade do bairro Santo Antônio que não haveriam presos na terceira delegacia, sendo que apenas ontem 12 presos fugiram, causando pânico aos vizinhos, e ainda ficando, para terror dos moradores, mais de 20 presos.

 

Casas em Maruim

A Secretária de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides),Ana Lúcia, explicou ontem que as 79 casas que estão sendo construídas para os desabrigados em Maruim serão repassadas de acordo com a entrega pela construtora responsável, através de uma parceria com todos os órgão envolvidos. Ela disse que a prioridade inicial é para retirar as 22 famílias que estão num abrigo cedido pela prefeitura de Maruim. Segundo Ana Lúcia para entregar as primeiras 14 casas foi feita uma somação de todos os órgãos envolvidos, principalmente com a Deso e a Energisa, para as ligações da água e energia, de imediato com a mudança dos moradores. A secretária disse que a Energisa, no mesmo dia ligou a rede de sete das residências, mas deixou de outras sete. Ela, pessoalmente, entrou em contato com a direção da empresa pedindo uma explicação, juntamente com a Cehop, e até hoje não recebeu uma informação porque deixaram para ligar a energia das outras sete casas no dia posterior.

 

300 casas entregues

Sobre a ligação da água, a secretária explicou que a Deso, também foi acionada, mas está tendo dificuldades para encontrar a rede de abastecimento, que existe, já que tem uma escola bem perto do local. Ana Lúcia esclareceu ainda que todo este trabalho vem sendo desenvolvido em parceria e com o empenho de diversos agentes públicos envolvidos, cada um com sua responsabilidade. Que neste governo já foram entregues cerca de 300 casas para a população carente e deu exemplo as 101 casas entregues no conjunto Albano Franco no final do ano passado para acabar com uma ocupação que existia há 10 anos.

 

Respeitem a isonomia

Deu no blog de Adiberto de Souza: “Ao exigir que a Prefeitura de Aracaju pague um piso salarial de R$ 8 mil, a classe médica faz vista grossa à isonomia salarial e mostra desconhecer as finanças municipais. Ora, se pagar o piso solicitado pelos profissionais de saúde em greve, a Prefeitura vai ser cobrada por outras categorias de nível superior, que são tão importantes quanto os médicos. A coluna apóia toda luta por melhores salários e condições de trabalho, mas não pode concordar com propostas irreais, nem aceitar passivamente que, para se conquistar um benefício, se prejudique a população carente. Enquanto os grevistas brigam por um super-salário, o povão padece sem assistência médica. Deve haver uma forma de se reivindicar sem prejudicar quem nada tem a ver com a luta”.

 

Solidariedade com o juramento

O vereador Matos, depois que perdeu a votação na Câmara para não usar a bandana resolveu disparar contra os colegas e disse que ‘faltou solidariedade”. Ele esqueceu que jurou defender a Lei Orgânica e o Regimento Interno e os colegas não fizeram nada mais do que cumprir o juramento. Já ele preferiu “esquecer” o juramento.Ou seja, ele quer transferir a falta de compromisso com o povo e o legislativo para os outros colegas.

 

Presença do vereador é no plenário

Em qualquer parlamento do mundo, a presença do parlamentar passa primeiro pelo plenário. Ele entra assina ou aperta o botão do painel e está na sessão. O MP deve questionar essa história da presidência da Câmara justificar as faltas de Matos mesmo o vereador estando ausente nas sessões. O argumento de que ele estava dando “expediente” na Câmara é ilegal. O  expediente do vereador é na sessão. O mais interessante é que no ano passado quem mais cobrava a presença dos vereadores na sessão era o atual presidente.

 

Samarone quer agradar a quem?

E o ex-petista Samarone, que virou pedetista e está doido para retornar para a estrelinha, resolveu opinar de que a bandana seria algo normal, já que se um vereador tivesse um acidente poderia ir com a cabeça enfaixada para o parlamento. Como Samarone é médico e não bateu a cabeça em lugar algum é melhor não responder ao ex-petista…

 

Sudene conta com novo diretor 

A Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) conta com um novo diretor de Planejamento e Articulação de Políticas. É o economista Guilherme Maia Rebouças. A nomeação foi publicada na edição da última segunda-feira do Diário Oficial da União.O novo dirigente foi indicado pelo governador de Sergipe, Marcelo Déda. Ele atuava, até então, como secretário adjunto de Planejamento do Estado. Rebouças já integrava quadro da Sudene desde 1995, quando ingressou na instituição por meio de concurso público. Na superintendência, ele ocupou a chefia de Divisão de Turismo.O diretor é graduado em ciências econômicas pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e mestre em gestão pública para o desenvolvimento do Nordeste pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Entre outros cargos, já foi professor da UFS e da Faculdade Salesiana do Nordeste. Ele ministrou disciplinas em cursos de especialização e de extensão na área de planejamento e gestão pública.

 

 

Desespero por conta da candidatura de João Alves

Toda esta rede está sendo montada porque o ex-governador João Alves Filho pode ser candidato ao Senado Federal e as pesquisas internas demonstram o nome dele muito para disputar o cargo, perdendo nos municípios apenas para o senador Valadares (ele chega a ganhar em alguns poucos), logo após aparece Jackson Barreto e o nome de Amorim e citado num baixo percentual. Pode anotar: se João Alves for candidato ao Senado Federal, Eduardo Amorim não é candidato ao Senado.

 

Locação de carro de alto luxo e falta de remédios

Num município da Grande Aracaju, enquanto faltam remédios de pressão, material dentário e outros, a Prefeitura resolveu locar um veículo de alto luxo pela bagatela de R$ 5,8 mil mensais. Carro de luxo deste tipo só tem o governador do Estado. Enquanto isso a população…

 

Meia para idosos

O blog recebeu ontem a informação que os organizadores do show do padre Fábio Melo não estão vendendo a meia para idoso conforme determina a Lei. Cabe ao MP ser acionado para que a lei seja cumprida.

 

Dia Internacional da Mulher

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Prefeitura Municipal de Carmópolis terá uma programação voltada para o público feminino.  Consultas com ginecologista, exames de lâmina, hidroginástica, salão de beleza, estúdio fotográfico, massagens e aula de relaxamento são algumas das ações para homenageá-las. Além disso, o povoado de Aguada também terá comemorações. Começa hoje, 06 e vai até o dia 08, domingo, Dia Internacional da Mulher.

 

Sobre discurso em Japaratuba

Do deputado André Moura: “Prezado jornalista, A respeito de nota publicada na sua conceituada coluna, esclareço que, quando compareci ao parlamento municipal de Japaratuba, o fiz atendendo convite do nobre vereador e presidente da Casa, Pedro da Cultura. Quem fez a abertura dos trabalhos foram os vereadores e a prefeita, que leu a mensagem governamental. Na ocasião, usei da palavra, como os demais convidados, ressaltando a inauguração da Escola do Legislativo, da Sala de Imprensa radialista Marcio Campos e da reforma do plenário, obras fruto da ação do presidente daquele poder. Fui votado em Japaratuba e tenho, como em outros municípios, a obrigação de defendê-lo, zelar e criar situações favoráveis ao seu crescimento e preocupações com o bem estar da população. Foi por estas razões que fiz críticas ao ex-prefeito, que administrou mal o município em oito anos. Agora se o senhor considera Japaratuba provinciana, quem melhor pode lhe responder é a sabedoria daquele mesmo povo, que tem tamanha grandeza da altivez quanto às linhas da sua coluna. Obrigado, deputado estadual André Moura”.

 

Deputado não entendeu

Quando na nota de ontem, este jornalista escreveu “coisas provincianas de Japaratuba”, não foi subestimando o povo daquela terra, mas a atitude do presidente da Câmara, numa sessão solene abrir a palavra para um deputado. Em todo parlamento do mundo – inclusive no pequeno Maputo, na África – nas aberturas dos trabalhos legislativos falam os membros do poder legislativo e o membro do executivo. No caso de Japaratuba, o presidente da Câmara ultrapassou todas as barreiras da subserviência…

 

Falta de água em povoado

A TV Sergipe mostrou ontem que há cerca de um ano a população do povoado Mussuca em Laranjeiras sofre com as constantes falta de água. Ontem, um assessor da Deso informou que a responsabilidade pelo problema é da Prefeitura. O certo que fica este jogo e o maior prejudicado é o povo carente do povoado.

 

SEED; Horários de aulas no site

A coordenadoria de Informática da SEED informou ontem que no site da Secretaria de Estado da Educação – SEED, alunos, pais e a comunidade em geral já podem acessar os Horário de Aulas de todas as turmas das escolas da Rede Estadual de Ensino. Além disso, o site disponibiliza o Portal do Aluno o qual, utilizando o número da matrícula e a sua senha pessoal, o aluno acessa o boletim de notas on-line.

 

Diário de classe eletrônico

A coordenação de informática informou ainda que estão sendo desenvolvidos outros módulos  importantes, como é o caso do diário de classe eletrônico. Todas estas informações estão inseridas no Sistema Integrado de Gestão Acadêmica – SIGA, este possibilita maior integração entre a Secretaria de Educação e a Escola permitindo acesso rápido às informações gerencias via WEB necessárias na tomada de decisão, ele foi desenvolvido em Software Livre pelos técnicos Da SEED,  e implantado nas Escolas Estaduais.

 

E-mails recebidos

O leitor que enviou e-mail nos últimos dias terá o mesmo respondido ou publicado neste espaço no devido momento. Como são dezenas diariamente este jornalista responderá a todos de acordo com a disponibilidade de tempo.

 

Calor deixa 13 capitais com radiação extrema

Deu na FSP de hoje, 06: A incidência de radiação ultravioleta, que causa problemas à pele, atingiu níveis extremos ontem em 13 capitais por volta das 12h15. Os índices variaram entre 11 e 13 pontos, numa escala que vai de 1 a 14.Uma hora antes, a radiação em São Paulo também era considerada extrema -11 pontos, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).Segundo o meteorologista Expedito Rebelo, da Divisão de Pesquisas Aplicadas do Inmet, quanto mais alto o índice, maior o risco de danos que podem chegar a queimaduras de segundo grau e até ao aparecimento de câncer.

 

Aracaju com radiação extrema

Para evitar problemas causados pelos raios ultravioletas, Rebelo recomenda que as pessoas evitem exposição ao sol. Quando isso for necessário, ele alerta para o uso do protetor solar e de roupas claras. Os locais com maior radiação às 12h15 eram Brasília, Aracaju, João Pessoa, Recife e Vitória, com índice 13. Em seguida estavam Rio, Curitiba, Macapá e Teresina (12). Campo Grande, Florianópolis, Maceió e Manaus tinham índice 11.Nesse horário, São Paulo tinha índice 9, considerado muito alto. Na escala da radiação, 1 a 2 é considerado baixo; de 3 a 5 moderado; 6 e 7 alto; de 8 a 10 muito alto; e de 11 a 14 extremo.

 

Rogério de Carvalho desmente Luciano Bispo

O secretário de saúde do estado de Sergipe, Rogério de carvalho, desmentiu o prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo de Lima, ontem, 05, em um programa matinal na radio capital do agreste. Carvalho afirmou que essa Maria que Bispo quer criar para a população, não corresponde com a Maria que ele conhece: Sou testemunha de uma prefeita sempre muito dedicada, e na maioria das vezes insistente, em busca dos interesses de Itabaiana, sou testemunha de uma Maria que implantou a farmácia popular, o centro de hemodiálise,a unidade móvel de saúde, uma Maria que transformou a saúde de Itabaiana.o que  corresponde à verdade e tem nos preocupado muito é o fato que a ex prefeita  deixou duas clinicas em construção e o Prefeito não retomou as obras,prossegue Rogério:Não a justificativa para essas obras  estarem paradas,isso é uma postura incorreta com os recursos públicos que o governo depositou na conta da Prefeitura,e Bispo não tem encaminhado adequadamente,afirmou Carvalho. Já em outro programa a ex-prefeita entrar no ar para comunicar que vai processar Luciano bispo por calunia e difamação.

 

Convenção do PDT

Será nesta sexta-feira,06, a Convenção Nacional do Partido Democrático Trabalhista a ser realizada na sede nacional do PDT em Brasília, quando será eleito o novo Diretório Nacional.  De Sergipe, alem do Presidente Ulices Andrade, e do Secretário Geral do PDT Jorge Araujo, irão participar da convenção nacional o Prefeito Fabio Henrique, o ex-Deputado Bosco Costa e Antonio Samarone.   O PDT de Sergipe comparece a Convenção Nacional fortalecido com o resultado da última eleição municipal quando elegeu 12 Prefeitos, 09 Vice-Prefeitos  e cerca de 70 Vereadores em todo Estado.

 

Deputado rebate acusação sobre passagem I

O deputado federal Valadares Filho (PSB) disse ontem, 05, que ficou indignado e viu com estranheza a citação do seu nome em matéria publicada pelo site Congresso em Foco, que revela uma passagem aérea cedida pela Câmara Federal a um colaborador do empresário Fernando Sarney.Valadares Filho ficou irritado com as afirmações, através de nota à imprensa, do deputado federal Carlos Abicalil (PT), de que teria cedido cota de suas passagens aéreas através do gabinete do deputado sergipano. O deputado Valadares Filho diz quer, apesar de indignado, está muito tranqüilo, porque não conhece a pessoa. Alem disso, a própria TAM, a empresa aérea para a qual teria sido emitida a suposta passagem, assim como a própria Polícia Federal tem documentos comprovando que a passagem não foi emitida da cota do seu gabinete.Valadares Filho diz que não tem nenhum conhecimento do pedido de empréstimo por parte de algum funcionário do seu gabinete, sobre cota de passagem para o gabinete do deputado Carlos Abicalil.

 

Deputado rebate acusação sobre passagem II

O deputado federal por Sergipe estranha a acusação do gabinete do parlamentar petista Carlos Abicalil, na nota emitida por ele, já que, se supõe, que um funcionário público não poderia simplesmente repassar cota de passagem aérea sem o conhecimento prévio de um parlamentar;Valadares tomará todas as medidas administrativas cabíveis para que a Câmara dos Deputados informe o que aconteceu, em razão de que toda documentação apresentada deixa claro que a passagem citada na reportagem não saiu do seu gabinete. O deputado lamenta também que o gabinete de um colega de parlamento emita uma nota acusatória desta forma, sem provas concretas, no intuito único de tirar a responsabilidade do nome de quem realmente consta na documentação.O deputado Valadares Filho está à disposição para prestar qualquer esclarecimento, já que não conhece a pessoa que recebeu a passagem, como também tem o mandato pautado na correção e na seriedade. (Fax Aju).

 

DO LEITOR

 

Os cuias na mão de Lagarto I

Do leitor Silveira Manso:  Ontem, nesta coluna, Itamar Santana, profetiza uma possível revoada de “aliados da mudança”, pessoas que fizeram de Valmir Monteiro o novo prefeito de Lagarto. Dizendo-se que estava apenas cumprindo o seu papel de blogueiro que informa com “”imparcialidade””, Itamar – ex-candidato a Vereador e presidente do PPS em Lagarto – garante que, inconformadas, algumas lideranças já partiram para a capital “a procura de abrigos com deputados de fora”. Com todo respeito que o rapaz merece, ele deixou nas entrelinhas de sua informação o traço exato de quem está mandando um recado curto e grosso ao prefeito recentemente empossado no cargo. Enoja saber que, de cuia na mão, as tais lideranças saíram rumo a Aracaju sonhando com o dinheiro de possíveis candidatos a deputado estadual nas eleições de 2010”.

 

Os cuias na mão de Lagarto II

Continua Itamar: “Ah, Itamar, grande Itamar! Está claro que o senhor se considera líder de alguma coisa, dono de famigerados currais eleitorais, negociador de votos que nunca foram seus. O senhor mente ao dizer que informa com imparcialidade. Seu texto, do início ao fim, é conteúdo de sua lavra e pensamento, por conta de contrariedade com o prefeito que, imagina-se, não tenha lhe conferido ganhos pessoais, em forma de cargos comissionados ou prestígio político. Ao partir para o revide, manda recado para Valmir Monteiro expondo as vísceras daqueles que promovem a política de baixo nível, um tipo de gente que sempre deixa por onde passa o cheiro fétido bem característico de quem anda mal acompanhado, comendo farelo e se encastelando na lama com os porcos de ocasião. Valmir Monteiro tem uma enorme responsabilidade com os quase 100 mil habitantes de Lagarto. Não pode ficar refém de coisas pequenas, submisso aos ciúmes de possíveis insatisfeitos que ficaram fora da folha de pagamento da Prefeitura. O prefeito foi eleito para governar, atender os anseios de um povo que há doze anos vive aguardando por mudanças reais. Administrar um município do porte de Lagarto requer mais do que inteligência e esforço. Requer liderança, persistência, superação, ânimo constante e Deus no coração 24 horas por dia, até mesmo para suportar gente como Itamar e seu grupo de cuia na mão”.

 

Atraso de locação de veículos

E-mail recebido: “Venho através deste solicitar o seu apoio, e demonstrar a nossa indignação, até a data de hoje (03.03..09) só recebemos o pagamento de locação do veiculo referente ao mês de Dezembro  e alguns de nós só até o dia 23.12.08 e até a data de hoje não temos posição, a SEED diz que já pagou Janeiro e já esta para pagar fevereiro, a ST Locadora informa que não recebeu.

Quem está com a verdade?”

 

Cadê a TV Prefeito Cesar Mandarino?

De um leitor: “O Prefeito de Itaporanga, César Mandarino retirou do CAPS uma TV LCD 42 comprada na gestão anterior para dar conforto aos seus usuários e remove para seu gabinete para dar conforto a ele, deixando os usuários órfãos de comunicação e ocupação, outra situação preocupante para no CAPS é à ausência das oficineiras sendo que todas contratadas foram demitidas. Sempre é bom perguntar: Retira a TV, demite as oficineiras com que os usuários ocuparão suas mentes? Senhor Prefeito meu filho usuário é gente, Pode ate não ser eleitor, mas merece dignidade”.

 

Frase do Dia

“A maturidade não passa de um longo percurso durante o qual se diz o que não deveria dizer-se. É isso precisamente a arte da conversação.” Oscar Wilde.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários