Vereadores são afastados da Câmara

0

A volta da Operação Indenizar-se pela Polícia Civil culminou na manhã de quinta-feira com a detenção de dois vereadores – o indefectível Agamenon Sobral e Tijoi Barreto – além do afastamento de suas atividades normais na Câmara Municipal de mais oito vereadores, entre eles, o vereador Jailton Santana.  O primeiro, todos conhecem por não ter controle sobre a própria língua, quando de seus pronunciamentos na Câmara. O segundo é o filho do deputado federal Adelson Barreto, cotado a assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa, como suplente de deputado. O terceiro não é candidato à reeleição, mas a vice-prefeito de Aracaju, na chapa do dr. João Alves Filho. O que vai acontecer agora, já que eles só estarão liberados ao final da Operação, que ninguém sabe quando vai ocorrer? A Câmara terá autorização para convocar os seus respectivos suplentes? Isso ainda vai dar muito o que falar…

A Imprensa não soube informar corretamente

Boa parte da Imprensa sergipana parece não ter compreendido o que foi aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa na tarde de quarta-feira. Foi um show de desinformação geral. O plenário aprovou requerimento de dois parlamentares, um do PEN outro do PSD, pedindo ao Tribunal de Justiça a sustação da Ação Penal, resultante do procedimento investigatório, movida pelo Ministério Público Estadual contra os deputados estaduais Augusto Bezerra e Paulinho das Varzinhas. Enquanto um jornal manchetava que a Assembleia anulava ato do Tribunal de Justiça, uma certa emissora de televisão passou boa parte do seu noticiário noturno verborragindo sua indignação contra a “decisão” que salvaria os deputados da degola e daria por encerrada a Ação Civel. Na verdade, nada disso ocorreu. O plenário da Casa pediu apenas ao Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Mendonça, que sustasse o desenvolvimento da Ação Civel enquanto os dois estivessem cumprindo seus mandatos. A Ação Civel terá continuidade ao final do mandato dos dois parlamentares que desde janeiro último são inclusive proibidos de frequentar o prédio da Casa Legislativa. O pedido, para ser cumprido, terá que ser aprovado pelo Presidente do TJ. O processo não se extingue, ele é apenas “sustado” no período em que os dois ainda forem parlamentares. Não há nada demais no pedido – que pode ser indeferido ou não pelo presidente do TJ. Ademais, diga-se de passagem, a Assembleia não pode interferir numa decisão do Tribunal de Justiça. A Assembleia, ainda na noite de quarta-feira, emitiu uma nota de esclarecimento que parece não ter sido lida pelos caros coleguinhas…

A ficha caiu!

Inerte e apostando numa ajuda do governo federal para saldar os enormes déficits acumulados, principalmente com o funcionalismo, o governador Jackson Barreto, depois de ouvir o sonoro não do presidente Temer em transferir a bolada de oito bilhões solicitada pelos governadores do Nordeste, finalmente tomou consciência de que a ficha caiu. Reuniu o núcleo duro do seu governo para buscar soluções com o objetivo de mitigar o desastre político-administrativo causado pelos constantes atrasos no pagamento do funcionalismo, no avanço da criminalidade e na insegurança pública, no humilhante resultado do Enem sobre a educação fundamental (cadê as reformas do secretário Jorge Carvalho? Parece que, lamentavelmente, foi cooptado pelo Sintese, o atraso dos atrasos), etc., etc.

E agora? Continuará o governador e sua ociosa equipe empurrando o caos administrativo com a barriga ou partirá para soluções efetivas como a privatização do Banese, da DESO (vários estados já estão formatando a privatização de suas empresas de saneamento), da Sergas, a reforma da legislação previdenciária, a concessão da exploração pela iniciativa privada de bens públicos (teatros, estádios de futebol, rodoviárias, etc), alienação de ativos, etc, etc? A resposta seguramente é não. Ideologicamente ultrapassado, o governador não moverá uma palha no sentido de ajustar a administração e as contas públicas com medidas impopulares. Não é este o seu perfil. Jamais fará qualquer reforma modernizante que lhe traga prejuízos políticos imediatos. Falta-lhe a visão do estados, de futuro. Continuará altaneiro na sua trajetória de populista arrogante.

Delegados vão à greve, na 2ª feira

Em entrevista a um programa de rádio, o Liberdade sem Censura, o delegado Paulo Márcio, presidente da Adepol, anunciou greve da categoria para a próxima semana. . A revolta dos delegados de Polícia é  muito grande porque, ao liberar a primeira parcela dos salário, correspondente a 30% dos vencimentos, pagos no dia 13, o Banco do Estado já descontou os empréstimos consignados , deixando muitas contas vazias de numerários. Os delegados também ficaram revoltados com o Secretário da Fazenda, Sr. Jefferson Passos, que avisou que não pagará horas extras que já foram feitas, comprometendo-se a pagar apenas as que forem feitas de agora em diante. O delegado Paulo Márcio considerou isso um verdadeiro calote e não gostou do conselho do Secretário: quem não gostou que vá bater às portas da Justiça.

Aprovado projeto de reaproveitamento da água

A Comissão de Minas e Energia aprovou projeto de lei da autoria do deputado federal Laércio Oliveira, que institui o Programa Nacional de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas. O projeto prevê que novas edificações residenciais e comerciais serão obrigadas a possuir sistema integrado de captação e realização de águas pluviais. O PL foi aprovado com alterações do relator, no qual o deputado José Silva, do Solidariedade de Minas Gerais, propõe a conservação das regras no texto da Lei de Saneamento Básico. De acordo com Laércio, as águas das chuvas servirão para levagem de roupas, vidros, calçadas, pisos, veículos e para a irrigação de hortas e jardins. Já as águas escolas, de tanques, pias, máquinas de lavar, bidês, chuveiros e banheiras, serão reapresentadas no abastecimento de descarga de vasos sanitários ou mictórios. O projeto de lei também estende o reuso das águas para lagos artificiais, chafarizes de parques, praças e jardins. Os atuais hidrômetros deverão ser substituídos por novos equipamentos com medição computadorizada e telemétrica.

Exposição Experimente na 3ª feira

Na terça-feira que se aproxima, a Galeria de Arte Zé de Dome vai realizar a sexta edição do Experimente, que a cada mês promove uma nova exposição coletiva com uma ação performática. Os artistas desta nova edição são Lúcio Telles, Pedro Boeira, Carlos Santana, Suzy Marques, Naldo Teles e Adam Silva Matos, que irão apresentar pinturas, ilustrações e fotografias. O  projeto idealizado pelo artista e produtor cultural, Fábio Sampaio, prevê 9 exposições até dezembro deste ano. Mais de 50 artistas de diferentes gerações passarão pelo projeto.

…e para terminar…

Apelo– A campanha do dr. João Alves apela para a Senadora Maria do Carmo, que, por seu turno, faz um apelo patético pela sua reeleição. Irá comover os eleitores? Só o tempo dirá.
     ***
Título– Nesta segunda-feira, em sessão marcada para as 17h, a Assembleia Legislativa dá o título de Cidadã Sergipana à Procuradora de Justiça Maria Cristina da Gama e Silva Foz Mendonça.
     ***
De cinema –  A morte do ator Domingos Montagner não deixou só de luto a televisão. O cinema também. Ele fez em torno de cinco ou seis filmes, o último deles “Um Namorado Para Minha Mulher” está em exibição na cidade.
     ***
O cara – Título de matéria enviada pela Assessoria de Imprensa do deputado André Moura: "Trabalho do líder André Moura recria oficialmente Ministério da Cultura”. . Temer? Que Temer que nada. Tudo foi feito por André Moura…

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários