Adufs promove balanço crítico sobre governo Lula

0

Passado um ano e meio na presidência, o governo Lula vem perdendo a cada nova “reforma” a noção da coisa pública e gratuita. E mais grave: todas as reformas em curso – como ocorreu com a da previdência – trazem embutidas a falsa idéia de que são necessárias para promover “justiça social”. É o que pensam intelectuais e pesquisadores como os professores Roberto Leher, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e Osvaldo Coggiola, da Universidade de São Paulo, que farão a palestra “O Governo Lula: E Agora ?”, um balanço crítico do governo Lula. O evento, promovido pela Associação de Docentes da UFS – ADUFS -, acontece hoje, dia 21, às 19 horas, no auditório da reitoria da UFS. Durante o evento, Coggiola lança em Aracaju o livro “Governo Lula: Da Esperança à Realidade”. Ambos os professores combateram frontalmente o governo Lula durante a Reforma da Previdência. Na avaliação, classificam as reformas do governo de “contra-reformas”, uma vez que as medidas visam adequar o país a uma realidade imposta pelo Banco Mundial e pelo FMI em detrimento da “precarização das condições de trabalho. A idéia de reforma não é adequada porque piora as condições sociais da população brasileira e aprofundam as desigualdades sociais. Um dos temas a serem discutidos hoje é a (contra) Reforma universitária, prevista para ser enviada ao Congresso em novembro deste ano, após as eleições municipais. De acordo com eles, o governo pretende acabar com a distinção entre ensino público e privado. “Não é à toa que no projeto de (contra) Reforma Universitária, intitulado de Universidade para Todos, a palavra Pública foi suprimida”, diz Roberto Leher. Por Alex Sander Alcântara

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais