Advogados públicos federais mantêm greve e criticam decisão de juíza

0

A greve dos advogados públicos federais, que estão paralisados desde a última quinta-feira, 17, em todo o país, foi considerada ilegal pela
juíza da 16ª Vara Federal do Distrito Federal, Iolete Maria Fialho. Ela considerou que a greve causa prejuízos ao patrimônio público e à ordem administrativa.

Apesar da decisão, os advogados dizem que permanecerão paralisados. Segundo José Ricardo Britto, do comando geral de greve do Estado, a categoria está extremamente tranqüila e a mobilização nunca teve uma greve tão forte.

“Temos consciência dos nossos deveres e sabemos fazer as coisas de forma correta. Acho que a juíza foi induzida a erro”, afirma. Ele explica que os trabalhos não estão sendo comprometidos já que está sendo cumprido o efetivo mínimo de 30% exigido por lei.

 

Até agora nenhuma entidade da categoria foi notificada sobre a decisão da juíza. Mas os advogados já estão se mobilizando para entrar com recurso e assegurar o direito de greve. Na manhã desta quinta-feira, 24, a categoria irá realizar uma assembléia na sede da OAB, para avaliar o movimento.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais