Advogados públicos federais paralisam e pedem cumprimento de acordo

0

A partir desta quinta-feira, 17, os advogados públicos federais de todo o país estão em greve. Em Sergipe, cerca de 80 profissionais estarão paralisados, entre advogados da União, procuradores da Fazenda Nacional, procuradores federais e defensores públicos da União. 

De acordo com José Ricardo Britto, do comando geral de greve, o descumprimento do acordo assinado em outubro de 2007 foi o que motivou a paralisação. “Firmamos um acordo com o Governo que previa a publicação da medida provisória, mas por conta das discussões sobre a CPMF ela ficou trancada, e até hoje não foi publicada”. A medida da qual trata Ricardo prevê o reajuste de 30% nos vencimentos da categoria.

Por conta da paralisação por tempo indeterminado, serviços como o andamento das licitações para as obras do PAC, a arrecadação fiscal e o trabalho prestado pela defensoria à população ficarão comprometidos. Além disso, José Ricardo acrescenta que também estão paralisadas as ações de combate a corrupção, já que os procuradores não poderão dar andamento aos processos de improbidade administrativa. 

Na próxima segunda-feira, 21, os advogados em greve farão assembléia para avaliar o movimento e discutir o andamento da paralisação.

Comentários