Atleta sergipano é uma das vítimas do incêndio da base do Flamengo

0
Athila Paixão jogava há um ano no Flamengo  (foto Grupo Whats App Imprensa )

Um atleta sergipano faleceu no incêndio que atingiu o alojamento das categorias de base do time do Flamengo, instalado no Ninho do Urubu, na cidade do Rio de Janeiro, registrado no início da manhã desta sexta-feira, 8. O adolescente Áthila Paixão, de 14 anos, que jogava há um ano no time, estava no centro de treinamento. A informação foi confirmada por José Vieira Júnior, supervisor da Escolinha de Futebol Geração Futuro, onde o atleta começou a jogar no município sergipano de Lagarto. No momento em que a família recebeu a confirmação sobre a morte do adolescente, o supervisor da escolinha estava ao lado dos pais.

Ele informou que o pai do atleta estava em casa, em Lagarto, e recebeu um telefonema da assistente social do Clube do Flamengo, o orientando a viajar ao Rio de Janeiro para fazer o reconhecimento do corpo de um dos adolescentes mortos no acidente. “Recebemos a confirmação da morte com a lista de quem estava no local”, diz Júnior.

O supervisor contou que Áthila estava passando as férias ao lado da família no povoado Brasília, em Lagarto, mas voltou ao Rio de Janeiro no último domingo, 03. “Todos estamos consternados com a notícia. Áthila é um menino bom e um jogador excepcional”, diz Júnior, emocionado.

O incêndio aconteceu em uma parte antiga do Ninho do Urubu, que servia de alojamento para as categorias de base, logo na entrada do Centro de Treinamento. Até o momento, 10 pessoas morreram e três estão em estado grave.  Os nomes das vítimas ainda não foram revelados oficialmente. As primeiras informações indicam que, no alojamento atingido pelo fogo, estavam quatro atletas da base do Flamengo, outros dois adolescentes em teste no clube e quatro funcionários.

Sobre o jogador

Em abril de 2018, Áthila Paixão foi aprovado no Clube de Regatas do Flamengo após ter sido visto atuando na Copa Zico e ter chamado a atenção dos principais clubes do Rio de Janeiro. O garoto foi avaliado durante 10 dias no Ninho do Urubu e acabou sendo aprovado.

por Raquel Almeida

Comentários