Bebê Sergipe 2002: mais do que um concurso de beleza

0

“A busca e o encontro do símbolo da esperança”. Este foi o tema central do Concurso Bebê Sergipe 2002, realizado no dia das crianças, 12, no Iate Clube de Aracaju, e que teve como vencedora, Laís Leal Faro – que completa um ano de vida hoje. Laís é filha do casal Vanessa Cristina Leal Faro e Sylvio Ricardo Nascimento Faro. O concurso contou, na sua programação, com uma mini-palestra sobre a amamentação, pelo mastologista Maurício Resende. “O concurso não foi apenas de beleza estética. Está agregado a ele, outros valores mais substanciosos como a educação, a saúde e a filantropia”, diz Ledinaldo Almeida, apresentador de televisão e promoter, criador e coordenador do evento. O ingresso para assistir o desfile de bebês, foi um quilo de alimento não perecível, que serão doados para as crianças residentes na Associação “O Caminho de Tia Lilia Garangau”, no Loteamento Rosa de Maio, e as assistidas pela Soespi, no bairro São Conrado. “Eu estou muito feliz com o resultado do Concurso porque a gente pode educar sobre o aleitamento materno e trabalhar junto a instituições carentes, recebendo doações de alimentos. Contamos não só com a participação dos concorrentes, mas de toda a sociedade que colaborou com esta campanha de filantropia”, diz Ledinaldo Almeida. O manto e a coroa usados pelo Bebê Sergipe 2002 foi confeccionado pela artista plástica Lânia Duarte. O artista plástico Charles Henri, um expert na pintura de retratos em Sergipe, vai retratar, em óleo sobre tela, o Bebê Sergipe 2002. E, como o dia das crianças é bastante sugestivo, a famosa Tia Biloca esteve distribuindo algodão doce e pipoca às crianças presentes ao concurso do Bebê Sergipe. No próximo ano, o concurso Bebê Sergipe pretende defender os mesmos valores e abraçar a Campanha Nacional de Aleitamento Materno e outras campanhas elucidativas para as mães e para bebês mais saudáveis. “Estas campanhas serão cada vez mais educativas e envolverão a saúde”, diz Ledinaldo, afirmando que para 2003, espera adquirir novos apoios. “Espero que novos empresários se unam a este nosso cordão de solidariedade”, diz ele.

Comentários