Emsurb começa a interditar boxes no mercado

0

Vários boxes foram interditados nesta quinta-feira, 25
Comerciantes do Mercado Albano Franco continuam revoltados com a decisão da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) em interditar alguns boxes que estavam sendo alugados ou abandonados pelos proprietários. Eles alegam estar pagando impostos em dia à Prefeitura de Aracaju e que o prazo dado para a desocupação [24h para uns e 48h para outros] é muito curto. A Emsurb garante que as pessoas que estão à frente dos 22 boxes, possam pleitear o espaço.

“Eles querem que os comerciantes que tem bar aqui no mercado há vários anos deixem o local em 48h. A gente está aqui trabalhando e pagando impostos à Prefeitura. Aqui ninguém é ladrão e o que mais irrita é a falta de respeito, pois chegaram ontem e disseram que a gente tem 48h para sair.

Márcia Priscila não se conforma em ter de deixar o local
Quando foi pra gente servir café da manhã para o povo deles no último domingo, souberam vir com jeito”, lamenta Márcia Priscila Alves, que comercializa no mercado há dois anos.

“Eu falei com o diretor do mercado, o Arivaldo, para pedir um prazo maior, mas ele foi muito grosseiro e disse que eu fosse alugar uma loja no shopping. Ele sabe que com R$ 150 eu não pago um aluguel lá. O pior é que a Prefeitura não tá nem aí com os pontos de drogas e os roubos aqui no mercado, agora vem mexer com os trabalhadores”, lamenta a também comerciante de bar, Rosilande dos Santos, acrescentando não ter outra renda para sustentar a família.

Sapateiros

Rosilande: “Precisamos de um prazo maior
O Sr. Paulo Santos Lima vende cereais no mercado de Aracaju há 30 anos e hoje teve de retirar toda a mercadoria do boxe por determinação da Emsurb. “Aí funcionava somente com sapateiros, que não tiveram como pagar os impostos, pois a renda era muito pequena e com isso abandonaram os boxes. Foi quando alguns comerciantes passaram a utilizar como depósito. Eu guardava as caixas e sacos de cereais, mas hoje já trouxe tudo para o boxe onde vendo os produtos”, ressalta lembrando que trabalha no mercado desde 1980.

Recadastramento

Na assessoria de Comunicação da Emsurb, a informação é de que a empresa está realizando um recadastramento dos espaços públicos em Aracaju, passando pelos mercados.  “Foi quando percebemos que os

Sr. Paulo:”Estou aqui há 30 anos”
permissionários em alguns locais do mercado não estavam usufruindo como pessoas físicas e passando adiante os boxes, o que não é permitido”, esclarece a assessora de Comunicação, Mayusane Matsunae.

Ela disse ainda que são aproximadamente 22 boxes e como os comerciantes estão no local de forma irregular, foi feita a notificação. “A orientação da direção da Emsurb é que essas pessoas, que não deviam ter assinado um contrato, possam pleitear um espaço. Elas devem comparecer à Emsurb, preencher um protocolo mostrando que pretende ficar no espaço”, orienta.

 

 

Está sendo realizada na tarde desta quinta-feira, 25, uma reunião com representantes do Setor de Espaços Públicos da Emsurb no sentido de encontrar uma solução para os 22 comerciantes do

 

Mercado Albano Franco que deverão deixar o local no máximo até esta sexta-feira, 26, por não serem permissionários dos boxes.

Por Aldaci de Souza

 

 

 

 

 

 

 

Comentários