Exclusivo: família fica refém de traficantes durante três dias

0

A invasão do Pantanal fica localizada na zona sul da capital (Fotos:Arquivo Infonet)
Na manhã desta terça-feira,9, uma família foi resgata após passar três dias presas dentro da própria casa, localizada na invasão do Pantanal, zona sul da capital. O resgate terminou após um aposentado ter sido baleado por traficantes.O drama de famílias que moram na invasão do Pantanal já foi mostrado em outra reportagem do Portal Infonet.

Foram três dias de cárcere privado com medo da reação de mais de 10 traficantes armados que ameaçavam matar a família da dona de casa SRS, de 32 anos. Por medida de segurança vamos apenas identificar a vítima pelas inicias do nome.

Em uma entrevista exclusiva ao Portal Infonet, SRS contou os momentos de terror que viveu com a família enquanto estava presa dentro de casa. Muito nervosa e abalada com a violência que sofreu a dona de casa, casada, e mãe de quatro filhos menores de idade relatou que teve a sua casa assaltada no último sábado, 7, por um adolescente infrator e que o irmão dela flagrou a ação e tentou reagir.  

O local de dificil acesso dificulta a ação da polícia
O adolescente saiu do local e minutos depois retornou a residência de SRS acompanhado de traficantes que espancaram e arrancaram parte da orelha do irmão da dona de casa. “O meu irmão foi socorrido e levado para o hospital, onde ficou internado e a outra parte da família recebeu a notícia que deveria deixar a casa em uma hora ou morreriam. Como não tínhamos condições para sair do local os meus quatro irmãos, mais os filhos e meus cunhados e cunhadas ficaram presos dentro da minha casa sem poder sair”, relata SRS.

Desesperada com a situação a dona de casa chegou a ligar para a polícia, mas teve a informação que deveria comparecer a uma delegacia mais próxima para prestar queixa. Com medo de deixar o local SRS ligou para o pai que mora em outro Estado e pediu para que ele viesse a Aracaju resgatar toda a família.

“Quando meu pai chegou a Aracaju no domingo à tarde encontrou toda a minha família trancada com medo. Meu pai também foi ameaçado logo que chegou à invasão por isso ele decidiu que hoje iríamos contratar um caminhão baú para levar a mudança e sairíamos todos dali”, lembra.

De acordo com a vítima os traficantes costumam expulsar famílias para ficar com as melhores casas
SRS diz que ao sair de casa na manhã desta segunda-feira, 9, o pai dela foi surpreendido com traficantes que atiraram a queima roupa. “Atiraram no meu pai sem que ele esperasse, foi muito rápido, quando ouvir os tiros meu filhos correram e me ajudaram a puxar meu pai para dentro de casa. Foi quando dois traficantes invadiram a minha casa e quebraram tudo, um deles chegou até a ameaçar a minha filha de 9 anos com um revólver na cabeça dela”, diz.

Os vizinhos ligaram para a polícia que esteve no local e resgatou toda a família. O pai da dona de casa permanece internado no Hospital de Urgência e Emergência de Sergipe (HUSE). Segundo informações o estado de saúde é considerado delicado.

Reféns do tráfico

Durante a entrevista a dona de casa relatou que é comum traficantes da invasão do Pantanal expulsarem famílias do local. Segundo SRS sua vizinha foi obrigada a deixar o local após traficantes pedirem à casa que ela morava. “O tráfico lá é muito forte, eles mandam no local e quando querem expulsam as famílias para ocupar as casas”, afirma.

As casas que são tomadas pelos traficantes em geral são vendidas ou utilizadas como boca de fumo.

Investigação

O delegado da homicídios Sérgio Ricardo confirmou o fato e disse que está investigando todos os envolvidos na violência. De acordo com o delegado o tráfico na área do Pantanal tem preocupado as autoridades. Sérgio Ricardo disse ainda que com a investigação espera prender cerca de 30 traficantes.

Por kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais