Moradores de áreas atingidas por enchentes cobram ações no Rio Poxim

0
Reunião entre moradores e Governo aconteceu nesta quinta-feira, na Adema (Foto: Associação de Moradores do Jabotiana)

Após se reunirem com a Prefeitura de Aracaju no início da semana, os moradores do bairro Jabotiana e entorno, área que tem sofrido rotineiramente com enchentes em períodos chuvosos, conversaram com o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, na manhã desta quinta-feira, 1º.

Representantes das associações de moradores da região apresentaram demandas e medidas que apontam como soluções para os problemas com as inundações naquela região. A recuperação do Rio Poxim foi o primeiro ponto de consenso entre as partes.

O encontro aconteceu na sede da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), com presença de equipes técnicas da Deso, Adema, Sedurb e PGE. De acordo com os moradores do Jabotiana, o assoreamento do Rio Poxim, que cruza aquela região, é um dos principais responsáveis pelos transtornos durante chuvas intensas. “Nós colocamos a necessidade de se realizar a dragagem do rio quanto antes, e eles garantiram que vão fazer um projeto para a obra”, afirma Flávio Marcel.

O governador acredita que seriam necessários pelo menos R$ 10 milhões para executar a obra. Ele pediu para que o projeto fosse elaborado pelas equipes do Governo e apresentado quanto antes, para que Estado e os municípios de Aracaju e São Cristóvão busquem a captação dos recursos necessários.

Obra na Lagoa segue sem consenso

Se a obra no Poxim é unanimidade, a obra que vem sendo executada pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) para construção de uma estação de tratamento na região da Lagoa Doce é o ponto de divergências. Os moradores da região acreditam que a obra está agravando os efeitos das enchentes e pedem a paralisação. O Governo afirma que a Adema e Deso já apresentaram relatórios mostrando que não há qualquer influência – mas garante que se outro órgão comprovar que a obra prejudica a região, os serviços serão embargados.

Comissão permanente

A reunião desta manhã também selou a criação de uma comissão permanente para discutir as ações na região. A comissão será formada por representantes dos moradores, dos órgãos e municípios envolvidos com aquela região do bairro Jabotiana. Na próxima semana uma nova reunião está agendada com os moradores.

Por Ícaro Novaes

Comentários