Motorista que atropelou jovem na Praia do Viral é indiciado

0
O inquérito policial foi concluído e houve o indiciamento do condutor da caminhonete pela prática de lesão corporal culposa de trânsito, estando em estado de embriaguez (Foto: SSP)

A Delegacia Especial de Delitos de Trânsito (DEDT) concluiu a investigação sobre o atropelamento de uma jovem na Praia do Viral, no Mosqueiro, que aconteceu em 1º de maio.  O inquérito policial resultou no indiciamento de José Joacy Barreto de Lima Filho, pela prática de lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, como previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

De acordo com a delegada Daniela Lima, que presidiu o inquérito policial, a jovem se encontrava na companhia de dois amigos. Instantes antes do crime, ela se afastou deles, que estavam mais próximos ao mar, e deitou-se na faixa de areia. “Logo em seguida ela foi atropelada pelo condutor da caminhonete, vindo a sofrer graves lesões em diversas partes do corpo”, informou a delegada. Atualmente, a jovem se encontra em recuperação, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Ainda segundo a SSP, no decorrer da investigação foram ouvidas as testemunhas que narraram que o condutor do veículo, após o crime, teria diminuído a velocidade, porém não havia parado e, em seguida, teria acelerado a caminhonete e saído do local do acidente. “Junto aos relatos, foram analisadas imagens de câmeras de seguranças instaladas em condomínios da região.”, informou o órgão.

Investigação

A partir da análise das câmeras de segurança dos condomínios da região, foi verificada a presença de um veículo com as características informadas pelas testemunhas. As imagens registraram o momento em que a caminhonete saía da areia da praia e retornava à rodovia Inácio Barbosa.

As câmeras de segurança da Superintendência Municipal de Trânsito (SMTT), instaladas em avenidas que levam à praia, também foram solicitadas e utilizadas na investigação. “Para a identificação do veículo, o procedimento investigativo também levou em consideração o padrão da placa, já no formato Mercosul”, informou a SSP.

Com essas informações, a investigação partiu para a verificação das características da caminhonete junto à uma concessionária da marca, que possibilitou a delimitação do ano de fabricação do veículo. Em paralelo, também foram filtrados, junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE), os veículos do modelo apontados pelas evidências apuradas no decorrer do procedimento investigativo.

O procedimento investigativo também contou com o auxílio da Divisão de Inteligência (Dipol). A caminhonete que atropelou a jovem e o condutor foram identificados. Além disso, uma das testemunhas o reconheceu e disse que o viu conduzindo um veículo das características levantadas pelas investigações no dia do crime, na praia.

Depoimento do investigado

Em depoimento à delegada Daniela Lima, o investigado reconheceu ter ido à região do Mosqueiro no dia do crime. “Ele disse que não percebeu se a caminhonete teria passado por algo e citou que, devido à altura do veículo, não perceberia lombadas ou depressões. O condutor mencionou, na oitiva, que pararia no local se tivesse percebido o atropelamento”, informou a delegada Daniela Lima.

O inquérito policial foi concluído e houve o indiciamento do condutor da caminhonete pela prática de lesão corporal culposa de trânsito, estando em estado de embriaguez. O procedimento investigativo já foi encaminhado à Justiça.

por João Paulo Schneider

Com informações da SSP

Comentários