Obras do Sesc Atalaia só devem ficar prontas em 2016

0
As obras do Sesc Atalaia estão totalmente paralisadas (Foto: divulgação/Sesc)

As obras do Sesc Atalaia, que se arrastam há quase cinco anos, só devem ser finalizadas em 2016, segundo previsão do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac.  Em janeiro deste ano, as obras foram paralisadas por conta de problemas com a construtora contratada para a execução dos trabalhos. Com isso, uma nova uma licitação, cuja publicação está prevista para o início de 2015, deverá escolher a nova empresa que reiniciará os trabalhos.

De acordo com o presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Laércio Oliveira, o principal entrave nas obras foi o rompimento do acordo com a empresa, que apresentou problemas com execução do cronograma dos trabalhos. “Ela não conseguiu cumprir aquilo que foi acordado contratualmente com o Sesc. A gente cumpria a nossa parte, mas a empresa não cumpria a parte dela na execução do cronograma definido por nós. Tivemos que cancelar o contrato”, explica.

Laércio Oliveira, presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, fala sobre o andamento das obras

Ainda de acordo com ele, o edital de publicação da licitação ainda depende da conclusão de um estudo que avaliou tudo o que já foi executado na obra. A partir desta perícia, é que o edital de licitação que escolherá a nova empresa poderá ser publicado. “Estamos reavaliando o projeto, mas não é para alterar nada daquilo que foi feito. Para colocar uma licitação na rua, eu tenho que saber o quanto preciso para acabar a obra. Então, contratamos uma empresa que passou um período longo fazendo uma avaliação do quanto falta para concluir a obra”, destaca Laércio Oliveira ao estimar que pelo menos 40% da obra ainda falta ser concluída.

Apesar dos trâmitos, Laércio Oliveira diz que a nova empresa deve assumir os trabalhos no mês de março de 2014. “A estrutura está toda edificada. Não há perda do que foi feito. Meu cronograma é de que em março a outra empresa comece a concluir esse projeto. Um projeto que deve levar de 12 a 18 meses”, acredita.

Imagem da maquete que representa o prédio do Sesc Atalaia concluído

O projeto inicial previa gastos na ordem de R$ 11 milhões. Até agora, segundo o Sesc, foram gastos R$ 6 milhões.

Expectativa

O presidente da Federação dos Empregados no Comércio do Estado de Sergipe (Fecomse), Ronildo Almeida, lamenta a lentidão das obras, destacando que os trabalhadores são os mais prejudicados. “Desde a 1ª licitação que há problemas. A gente sente muito porque aquele dinheiro é dos trabalhadores. Desativaram precocemente um espaço que é dos trabalhadores. Se não tinham como fazer, não deviam ter desativado. Espero que quando tiver pronto, sirva para aqueles que realmente necessitam e não para os empresários”, opina.

Obra

Com a ampliação e a reforma, o Sesc Atalaia passará a contar com um hotel (60 apartamentos), academia de ginástica e musculação, quadra poliesportiva coberta, campo de futebol, parque infantil, salão de jogos e salão multiuso, restaurante, lanchonete, piscinas para adultos e crianças, áreas livres, estacionamento e espaços administrativos.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais