PMs acusados de motim prestam depoimentos

0

Policiais aguardam prestar depoimentos na porta do auditório
Acontece desde as 10h30 da manhã, no Auditório da Auditoria Militar no Fórum Gumercindo Bessa, pela 6ª Vara Criminal, o julgamento dos quatro policiais militares acusados de motim. Eles estão sendo ouvidos pelo juiz Diógenes Barreto, os membros do Conselho Especial de Justiça Militar e o promotor Jarbas Adelino.

O julgamento ocorre devido à acusação feita de que os policiais militares Samuel Barreto, Jorge Vieira, Alexandre da Silva Prado e Edgar da Silva promoveram uma vigília na porta do Palácio do Governo, no dia 16 de abril, o que poderia ser caracterizado como um motim.

Para o capitão Samuel, a própria auditoria militar já quebrou os costumes durante a audiência. “É costume da Polícia Militar e da sua hierarquia que o militar mais antigo – no caso, eu – seja o primeiro a ser ouvido, mas isso não aconteceu”, disse o capitão.

Em seguida, a auditoria militar irá ouvir as testemunhas de acusação. O processo de julgamento dos quatro policiais militares deverá ser concluído até o final deste ano.

Comentários