Polícia intervém em confusão entre motoboys e SMTT

0

Incidente aconteceu nas imediações da Rodoviária (Fotos: Portal Infonet)
Muito tumulto e confusão durante uma abordagem dos agentes da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) a um mototaxista nas imediações do Terminal Rodoviário José Rollemberg Leite, no final da manhã dessa terça-feira, 10.

O motoboy Damião Vieira da Silva alega que foi derrubado por três agentes do órgão no momento em que conduzia uma passageira. “Eles jogaram o carro na minha frente e me agarraram pelo braço, puxando o guidon da moto”, revela.

Damião ainda acusou um dos agentes de ter lhe ameaçado com um revolver calibre 38. “Ele me pegou pelo pescoço, me sufocando, e eu não consegui falar nada. Além disso ficou com o revolver apontado em minha direção”, acusa.

Motoboy diz que foi derrubado pelos agentes em abordagem
Ainda segundo o motoboy, a passageira que estava sendo conduzida acabou se machucando com a abordagem. “Ela não está aqui porque deve ter ficado assustada com esse tumulto todo, mas tenho certeza que ela também se machucou”, explica.

SMTT

Já os agentes da SMTT negam as acusações feitas pelo motoboy e o acusam de agressão. “Nós apenas solicitamos que ele parasse, pois estávamos fazendo uma abordagem de rotina. Ele colocou a moto por cima da gente”, afirma a agente Coutinho.

Agentes dizem que motoboy jogou a moto sobre eles
O agente Salvador, que aparentemente sofreu algum tipo de lesão no braço, também ressaltou que em nenhum momento houve arbitrariedade por parte da equipe da SMTT. “Não puxamos arma e nem colocamos o carro por cima de ninguém, ele foi quem causou todo o problema e acabou nos machucando. Acho que quebrei o dedo”, revela o agente.

Polícia

Policiais do Grupamento Tático de Moto (Getam) e do Batalhão de Choque foram chamados até o local para conter outros motoboys que trabalham no local e aproveitaram o fato para tentar criar uma manifestação. “Como houve lesões, ferimentos e toda essa movimentação por parte dos motoboys, a nossa equipe se fez presente até a chegada da Companhia de Polícia de Trânsito (Cptran)”, explicou o tenente do Choque, Eron.

Tenente Eron diz que todos serão encaminhados à delegacia
Ainda de acordo com o tenente, todos os envolvidos serão conduzidos à delegacia da região. “Existe duas versões: uma dos agentes outra do motoboy, então eles irão registrar as ocorrências e a justiça irá resolver”, ressalta Eron.

O advogado do motoboy, Rosemberg Mota, afirmou que irá acompanhar o seu cliente e tomar as medidas cabíveis. “Ele irá registrar o boletim de ocorrência e futuramente iremos tomar as devidas medidas cabíveis nesse caso”, afirma.

Motoboys

O incidente dessa manhã levantou outras discussões entre motoboys, que reivindicam a legalização da atividade. “Enquanto a Prefeitura Municipal de Aracaju não tomar uma providência, situações como essas continuaram acontecendo, já que os agentes agora andam armados”, desabafou o motoboy Wesley Lopes.

Motoboys reclamam da ilegalidade da profissão
Para Wesley, o incidente envolvendo os agentes poderia ter resultado em morte. “Quem nos garante que qualquer dia desses, em outras abordagens, um agente menos preparado dispare contra um trabalhador?”, questiona o motoboy.

Quem esteve presente no local e também chamou à atenção para a situação dos motoboys foi o vereador Nitinho (DEM). “Esse é um problema que existe há mais de dez anos e que até hoje o município não se manifestou. Está mais do que provado que a atividade desses profissionais não prejudica os taxistas, pois o público é outro, o cliente é outro. Espero que depois desse incidente, essa questão possa ser tratada de uma vez por todas”, salienta.

Por Kátia Susanna e Alcione Martins

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais