Praça ganha “Memorial da Bandeira”

0

Em solenidade realizada no final da tarde de ontem, dia 2 de julho, a Prefeitura de Aracaju inaugurou, na Praça da Bandeira, Centro de Aracaju, o “Memorial da Bandeira”. O projeto foi idealizado pelo próprio prefeito Marcelo Déda. “Queria que a o nome da praça fosse justificado”, revelou o administrador no discurso de inauguração do espaço. No local, os visitantes poderão conhecer todas as bandeiras brasileiras – do período colonial até a república (no total de 12), além das bandeiras do Estado de Sergipe, da cidade de Aracaju e, também, de todos os Estados do país. Segundo o próprio Déda, futuramente a direção do Memorial fará contato com todas as Prefeituras sergipanas para obter a bandeira de cada um. “O visitante também vai encontrar no Memorial os hinos do Brasil, à bandeira, do Estado de Sergipe e do centenário de Aracaju”, esclarece a presidente da Funcaju, Stella Maris Moreira. Segundo ela, o local deverá funcionar das 9h às 21h, e contará com monitores habilitados para atender o público. “Serão funcionários da Funcaju e estagiários. Vale também frisas que o Memorial é parte do projeto ‘Museu de Rua’, que integra as Secretarias de Educação e Planejamento, além de Fundat e Funcaju. Cada uma ficou com uma atividade específica”, explicou. A concepção do espaço, inspirado no brasão da bandeira de Sergipe, é da arquiteta Terezinha Bandeira, da Secretaria de Planejamento do Município. A construção do prédio, que tem três ambientes e é dividido por lâminas de vidro (que possibilita a integração da estrutura com o ambiente), durou seis meses e custou R$ 220 mil e foi realizada pela Emurb. A pesquisa em torno do tema coube a Secretaria da Educação. Já a Fundat ficará responsável pela sala de artesanato. “Aqui o público encontrará souvenirs voltados para os símbolos cívicos como bottons, caneta chaveiros, ímã de geladeira, além de artesanato local”, informou Stella. Além da Sala de Exposições e de Artesanato, o prédio também conta com uma sala de Internet. “No futuro também será disponibilizado, através da Web, um programa através do qual o usuário poderá acessar e conhecer todas as bandeiras e brasões de todos os povos do mundo”, afirmou o prefeito Déda. Segundo ele, a criação do Memorial é uma forma concreta dos cidadãos terem contato com seus símbolos cívicos. “Estamos criando a possibilidade de oferecer cultura e informação à nossa juventude e estaremos, em breve, instalando um novo mastro para que a praça esteja à altura do nome que tem. Para que as crianças, jovens e adultos possam saber qual é o papel dos símbolos nacionais, que papel eles cumprem na formação de uma nação e que significado pode ter para o futuro desses povos”, avaliou.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais