Preso mandante da chacina de Itaporanga

0

José Everaldo foi preso em São Paulo
Na madrugada desta sexta-feira, 27, policiais de Sergipe em conjunto com a polícia civil de São Paulo conseguiram prender o acusado de mandar praticar a chacina no município de Itaporanga D´ajuda.  José Everaldo, de 49 anos, foi preso ainda quando dormia na casa de parentes da esposa, na cidade de Guarulhos, localizada na Grande São Paulo.

O delegado de Itaporanga D’ ajuda, André Baronto, e o coordenador de operações da polícia civil de Sergipe, Jonathas de Oliveira Evangelista, viajaram para a capital paulista na última segunda-feira, 23, quando iniciaram as investigações finais para prender José Everaldo.

De acordo com o diretor da polícia civil, Fernando Melo, os delegados sergipanos conseguiram prender o acusado, acompanhados de uma equipe de oito policiais civis de São Paulo.

“Essa prisão foi fruto de vários plantões dos policiais do serviço de inteligência da polícia civil de Sergipe. Não houve reação por parte do José Everaldo porque ele estava dormindo”, explica o delegado.

Fernando Melo contou que ainda nesta sexta-feira será providenciada à volta do acusado para Sergipe. Com a prisão de José Everaldo a polícia continua as investigações para prender o pistoleiro Luciano que também atuou na chacina.

A chacina

O crime que ocorreu no dia 28 do mês passado e terminou nas mortes de Carlos Alberto Oliveira Góes, 25 anos, e José Santos Oliveira, 44 anos e André Leite Filho, 43 anos, teria sido motivado por dívidas feitas por José Everaldo e Silva, que está sendo apontado como mandante do crime, a José Santos Oliveira (vítima).

De acordo com a polícia, o valor chega a R$ 500 mil. A informação é de que o mandante tomava altos empréstimos e assinava a confissão das dívidas em notas promissórias.

A defesa

Uma das teses da defesa de José Everaldo é que o crime teria sido cometido porque o acusado estava sendo ameaçado de morte. O delegado combate essa tese e diz que o crime foi premeditado. “Os pistoleiros foram contratados 15 dias antes do crime. O Nadinho não teria interesse em matar José Everaldo porque o objetivo dele era receber o dinheiro que Everaldo estava devendo”, afirma Fernando Melo.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais