Sargento acusado de venda de armas aguarda decisão preso no QCG

0

O sargento Jotailton acusados de vários crimes permanece no QCG (Fotos: Arquivo Infonet)
O sargento acusado de vender armas em Ribeira do Pombal, Bahia, no inicio deste mês deixou o Presídio Militar (Presmil) e agora permanece no Quartel do Comando Geral (QCG). A transferência do sargento Jotailton Luiz foi recebida com estranheza, já que o militar foi indiciado pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de armas e munições e deveria permanecer em um presídio.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP), explicou o ocorrido e frisou que por falta de documentação expedido pela Justiça da Bahia, o militar não poderia permanecer preso no Presmil, por isso, no último sábado, 16, Jotailton foi levado para Ribeira do Pombal. O assessor de comunicação da SSP, Lucas Rosário, disse que no momento da prisão foi feito um acordo verbal para que o militar deixasse o município de Ribeira do Pombal e fosse transferido para o Presmil.

O militar aguarda documentação para voltar ao Presmil
“O delegado que instaurou o inquérito fez um acordo verbal para transferir o preso para o presídio militar e também para trazer as armas de fogo e o material apreendido. Ficou faltando um ofício do juiz oficializando a transferência para juiz. Por conta da grande atribuição do judiciário essa documentação ainda não foi enviada”, ressalta o assessor.

Bate volta

O problema é que ao chegar ao município de Ribeira do Pombal, o preso não pôde ser recebido por falta de condições da unidade. “No sábado estava acontecendo a festa da Padroeira e a delegacia estava lotada; o Pelotão de Ribeira do Pombal não apresentava condições de segurança para ficar com o preso. Para se ter uma idéia é uma casa pequena sem nenhuma estrutura e que não tem xadrez”, salienta Lucas Rosário, ressaltando que o diretor do Presmil, Major Chaves, fotografou a situação e volto para Aracaju com o preso.

“O preso então foi trazido para o QCG onde permanece preso aguardando a documentação do judiciário da Bahia”, esclarece o assessor da SSP.

A informação é que na madrugada desta terça-feira, 19, o diretor do Presmil viajou para a Bahia para pegar a documentação necessária para que o militar seja novamente transferido para o Presídio Militar.

Por Kátia Susanna

Comentários