Semana Santa, ontem e hoje

0

Não vai longe no tempo as comemorações da Semana Santa do passado. Quarta-feira já era de se respeitar os hábitos alimentícios de não comer carne vermelha. As repartições públicas e os bancos trabalhavam só até quarta-feira. E havia gente que nem saia de casa, na quinta e na sexta-feira santa. A sexta-feira mesmo era um dia de orações: a cidade parecia, naquela época, um cemitério. Hoje, o modernismo já aboliu o santificado da quinta-feira e a sexta-feira virou dia de passeio, data propícia para turismo. Não é a toa que os hotéis locais estão todos cheios. Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais