Sergipe terá o primeiro Seconci do Nordeste

0

O Serviço Social da Indústria da Construção de Sergipe (Seconci-SE) será inaugurado nesta quinta-feira, 25. A instituição de direito privado e sem fins lucrativos, tem por objetivo prestar serviços de assistência social, de educação, de promoção a saúde e prevenção de doenças para os profissionais deste setor.

Criado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de Sergipe (Sinduscon-SE)  em abril de 2010, e apoiado pelos empresários sergipanos da área, este será o primeiro Seconci implementado na região Nordeste. Há muito, os trabalhadores deste setor sentiam uma necessidade de oferta maior por serviços de assistência à saúde, da melhoria nas condições de segurança e saúde ocupacional e de qualificação de mão de obra.

Nos últimos anos, essa constatação ficou mais acentuada por causa do crescimento das atividades da construção civil que gerou, só neste ano, 2.406.210 novos empregos em todo país. Para dar um fluxo contínuo a esta atividade, de forma segura e racional, os trabalhadores da construção no Estado têm uma oportunidade real em receber atendimento qualificado e eficaz. O Seconci-SE acredita no poder de transformação que há em cada ser humano. Por tal razão, baseia suas ações na orientação destes profissionais no tocante a conscientização sobre seus direitos e deveres.

Sabe-se que cidadãos conscientes são capazes de agir com coerência em todos os âmbitos de sua vida, inclusive profissionalmente, melhorando desta maneira sua qualidade de vida e sua produtividade no local do trabalho.

Manutenção

Ressalte-se que as atividades assistenciais desenvolvidas são mantidas por mais de 40 empresas sergipanas que, por sua vez, garantem aos usuários um atendimento eficaz e proporciona a cada profissional um tratamento respeitável e digno. O Seconci-SE oferece consultas médicas e odontológicas previamente agendadas e sem custo algum para o trabalhador. Essa eficiência no atendimento favorece os dois lados interessados: a empresa, por ter colaboradores mais sadios e produtivos, e o operário, que passa a ter uma qualidade de vida melhor.

Seguindo esta filosofia de atenção aos trabalhadores, a indústria da construção cresce de forma madura evitando desperdícios de tempo e dinheiro em sua produção, devido a problemas de saúde e da baixa auto-estima de seus colaboradores. Essa estrutura de prestação de serviços só reforça a melhoria no atendimento ao trabalhador.

Empresas da construção civil submetidas à Convenção Coletiva de Trabalho – CCT – devem contribuir para o Seconci-SE e, por tal razão, garantem a excelência no atendimento dos trabalhadores do setor. O valor da contribuição mensal corresponde a 1% do valor total bruto da folha de pagamento ou ao mínimo de R$99,60 que corresponde a 10% do maior salário convencionado, de acordo com a CCT vigente até 28 de fevereiro de 2011

Fonte: Ascom Sinduscon

Comentários