“Uma cidade. Dois Arraiás”, por Joaquim Antônio

0

A cidade de Aracaju se tornou um imenso Arraiá de festas tradições, cultura e bandas eletromagnetizadas com muita ginástica e muita apelação no palco. É explícito a disputa política entre os Arraiás instalados em Aracaju, onde de um lado existe uma idéia de valorização do Autêntico Forró e a valorização do pequeno forrozeiro ou Grupos de Forró que tenham uma proposta cultural que represente a nossa tradição junina e do outro lado existe a necessidade provocar aglomerações com shows de músicas que passam longe do que Sergipe tem de melhor, com uma apelação sensual no palco para suprir a falta de uma boa harmonia aliada a uma poesia de qualidade. Quando fui participar do Fórum do Forró 2004, vi pessoas preocupadas em resgatar a nossa tradição. Vi pessoas preocupadas com o pequeno sanfoneiro que nesta época passa a mendigar míseros trocados para poder mostrar o que Luiz Gonzaga nos ensinou. Vi Clemilda e Genival Lacerda falando da sua trajetória e suas dificuldades atuais. Vi Aracaju concorrendo com Caruaru e Campina Grande. Vi o povo aplaudir de pé a luta da nossa Cultura. Hoje quando iniciou a programação junina de Aracaju na praia, vi um cantor e várias bandas. Vi uma voz de resistência e o atropelo do eletrônico. Será que em Aracaju temos uma concorrência com a Paraíba e Caruaru e outra concorrência com as Bandas do Ceará? Acho uma pena gastar tanto para se mostrar o que não nos representa: a lambada paraense e o vaneirão gaúcho que tocam o tempo todo em todo lugar aqui no Estado. Será que estamos vivendo nos pampas? Será que querem substituir o “Ispie” por “barbaridade thê”? Precisamos valorizar o que é nosso: a nossa cultura e a nossa música que é de qualidade e não deve nada a ninguém. O turista que está em Aracaju está convidado a procurar o nosso São João. Procure pelos nomes de: Jailson do Acordeon, Erivaldo de Carira, Zé Américo de Campo do Brito, Grupo Casaca de Couro, Clemilda, Josa, Cobra Verde, Ravengar, Waltinho, Zé Rozendo e Marluci, Ararão, Ismael, Sergival, Rogério, Edgar do Acordeon, Virgína Fontes, Sena, Joésia Ramos, etc. Desculpe se esqueci alguém, mas são tantos… Você turista que presenciar uma apresentação destes amigos da cultura brasileira, irá se deliciar com o que de melhor temos: música de qualidade. * Joaquim Antonio é músico ganhador do Sescanção 2004. gramos@infonet.com.br Mais notícias da área no hotsite SÃO JOÃO 2004.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais