A fala na mídia

0

O falar típico do sergipano ganhou espaço no noticiário da Rede Globo na manhã de ontem. Coisas como “cabrunco”, “pentcha”, palavras inexplicáveis mas que o sergipano usa com insistência, foram destaque na reportagem de Aline Hungria, divulgada pelo “Bom Dia Brasil”, finalizada, aliás, com um local bastante conhecido da cidade: o conversodrómo do Hiper G. Barbosa, na Francisco Porto. Aliás, Sergipe tem sido destaque na Imprensa nacional, e não somente por notícias ruins. A “Gazeta Mercantil”, no seu caderno de cultura, publicou artigo de Joel Silveira destacando a presença de Jorge Amado e sua mulher na cidade de Estância, nos idos de 1935. Um belo artigo de memória de um grande sergipano.

Comentários