Cultura nordestina ganha R$ 2 mi do BNB

0

R$ 2 milhões nos cofres e 188 projetos para patrocinar. É com esta fórmula que o Banco do Nordeste – BNB – pretende agraciar o setor cultural das terras nordestinas, cujos artistas se preparam para ser contemplados com um generoso incentivo financeiro.

 

Ao todo, serão 68 cidades envolvidas, incluindo Belo Horizonte, que, apesar de não pertencer à região Nordeste, foi adicionada na safra. Dos projetos, os setores de Música (51), Artes Cênicas (47), Literatura (43) e Artes Visuais (47) foram os que tiveram trabalhos beneficiados.

 

Com o talento inconfundível de seus artistas, Sergipe também entrou na cota. Seus sete projetos aprovados respondem por 10% do total de projetos. Os escolhidos foram a Associação de Quadrilha Junina (Artes Cênicas); ‘Arte para Todos’, com fotografias de Márcio Garcez e Jorgeval Gomes (Artes Visuais); ‘O Nordeste em Cordel’ e ‘Inventário de Ranhuras (Literatura); ‘Concertos Escolares – Coder/SE 2005’ e ‘Música Erudita Sergipana’, do Grupo Vocal Vivace (Música).

 

O anúncio foi feito na última terça-feira, dia 31, pelo presidente do banco, Roberto Smith. Aos escolhidos, agora cabe aguardar o contato do BNB, que começará a ligar para os participantes a partir de 13 de junho.

Comentários