Grandes solos serão destaque na apresentação da Orsse nesta quinta

0
Os ingressos, a preços populares, estão disponíveis nas bilheterias do Teatro(Foto: Funcap/SE)

Na próxima quinta-feira, 7 de novembro, às 20h30, no Teatro Tobias Barreto, a Orquestra Sinfônica de Sergipe dá prosseguimento à sua Temporada 2019 de Concertos com muitas novidades.

Sob a regência do maestro Guilherme Mannis, o grupo executará dois raros concertos solistas com talentosos artistas: o Concerto para Oboé e Pequena Orquestra do compositor alemão Richard Strauss, interpretado pela professora Roberta Benjamim, e o Concerto nº2 para piano e Orquestra do russo Dmitri Shostakovich, executado pelo jovem talento sergipano Suellio Brendo. Os ingressos, a preços populares, estão disponíveis nas bilheterias do Teatro. A Orsse é uma realização da Fundação de Cultura e Arte Aperipê, do Governo de Sergipe.

O maestro Guilherme Mannis, diretor artístico do grupo, comentou que concertos para instrumentos solistas e orquestra são sempre ocasiões especiais. “Trata-se de artistas dando o melhor de si para a criação de momentos primorosos para o público. Roberta Benjamim, nossa solista da Orsse, é uma das principais oboístas brasileiras, e Suellio Brendo é um ótimo pianista, um dos grandes talentos da nova geração de músicos sergipanos. Tê-los no palco em uma apresentação é uma feliz oportunidade e uma honra para todos nós.”

A solista Roberta Benjamim que é natural de João Pessoa na Paraíba, iniciou seus estudos musicais aos seis anos de idade, e aos onze anos começou a estudar oboé no curso de extensão da Universidade Federal da Paraíba. Ainda na mesma instituição, graduou-se bacharel com o professor Roberto Carlos di Leo. Com um extenso currículo, Roberto participou de masterclasses em festivais de músicas com professores de várias partes do mundo. Atualmente é oboísta solo na Orquestra Sinfônica de Sergipe e professora efetiva de oboé e música de câmara da Universidade Federal da Bahia.

Já Suellio Brendo é natural de Aracaju. Em 2015, ingressou no Curso de Bacharelado em Piano da Escola de Música da UFRJ na classe do professor e pianista Ronal Silveira, curso este que concluiu no final de 2018, e foi aprovado na Université de Montréal, no Canadá, onde cursará mestrado em Performance em 2019. Complementando a sua formação, tem participado de cursos, festivais e master classes com pianistas de renome internacional como Nikolai Lugansky, Tim Ovens, Boaz Sharon, Luca Chiantore, Eduardo Monteiro, Cristian Budu e Clelia Iruzun, entre outros.

Fonte: Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe 

Comentários