“O Púcaro Búlgaro” faz apresentação em Aracaju

0

 
 
Atores conhecidos compõem o elenco / Foto: Guga Melgar
O Púcaro Búlgaro, encenação de Aderbal Freire-Filho para o texto homônimo de Campos de Carvalho, fará apresentação única em Aracaju no próximo dia 27, a partir das 21h, no Teatro Tobias Barreto. O espetáculo estreou em 1º de junho de 2006, no Teatro Poeira (RJ), onde cumpriu temporada de seis meses, tornando-se um dos espetáculos mais assistidos da temporada, obtendo excelentes críticas da imprensa especializada, além de diversas indicações e prêmios.

Em 2009 participou do Festival Internacional de Artes Cênicas, em Montevidéu, Uruguai. Com um elenco afinado e premiado – alguns dos atores são conhecidos por suas atuações no cinema e na televisão: ‘A Grande Família’, ‘Fantástico’, ‘Sítio do Pica-pau Amarelo’ etc –, o espetáculo ficou conhecido como uma bem-sucedida e deliciosa viagem teatral.
 
Em continuidade a este sucesso, O Púcaro Búlgaro foi escolhido, através de edital público da Petrobras, como um dos espetáculos a integrar o Programa BR de Cultura 2009/2010 para apresentações em 13 cidades das cinco regiões do Brasil: Maceió, Aracaju, Recife, Teresina, Belém, Manaus, Rio Branco, Cuiabá, Goiás Velho, Goiânia, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.

Com cerca de 1.200 Kg, o cenário viaja de caminhão, sendo que o caminhão viajará de balsa no percurso de Belém a Manaus (Rio Amazonas e Rio Negro) e de Manaus a Porto Velho (Rio Amazonas e Rio Madeira). Um total de 15.461 km percorridos.

Sinopse

No verão de 1958, Hilário, o personagem central do romance, descobre um púcaro búlgaro numa pequena sala do Museu Histórico de Filadélfia. A partir daí, obcecado por esse fato, move mundos e fundos a fim de organizar uma expedição que pudesse comprovar ou não a existência da Bulgária (já que da existência dos púcaros ele não duvida). Em seu apartamento no alto da Gávea, recebe toda a sorte de personagens esdrúxulos, candidatos a tomar parte na viagem, um grupo surreal, dos quais alguns são aceitos para participar da aventura.

Comentários