Orquestra Sinfônica de Sergipe faz série Concertos na Catedral

0

Apresentações da Orquestra na Catedral começaram em 2007 (Foto: Arquivo Infonet)
Neste mês, a Orquestra Sinfônica de Sergipe realiza mais um concerto na Catedral Metropolitana de Aracaju. O evento faz parte de uma série de concertos realizada em parceria com a Arquidiocese e a Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Essas apresentações começaram em 2007, com a celebração da Missa da Coroação de W. A. Mozart. Desde então, em todos os anos são realizados em média cinco apresentações na Catedral e todos os sergipanos são presenteados com concertos inesquecíveis, dentro daquela que se tornou uma referência arquitetônica e turística na cidade. Grandes personagens da música se apresentaram nessa igreja com a ORSSE,  como Helder Trefzger, Santiago Aldana, Marília Teixeira e jovens solistas da nossa orquestra.

Para o maestro Guilherme Mannis, diretor artístico e regente titular da ORSSE, a realização desses concertos na Catedral é sempre uma experiência única para a formação. “A acústica é diferente, mais reverberante, o que faz com que os músicos tenham de se adaptar rapidamente a um cenário musical diferente do Teatro Tobias Barreto. Além disso, o ambiente de resplendor da Catedral fornece ao concerto um aspecto especial. Todas as nossas apresentações nesse espaço foram marcantes e inesquecíveis”, lembra.

E para este concerto, que acontecerá no dia 8 de outubro, às 19h, a orquestra traz um repertório arrebatador, cheio de sentimentos e emoções, que vão do apaixonado Wagner, em Idílio de Siegfried, composto como presente de aniversário à sua esposa, ao brincalhão Mozart na abertura da ópera Cosí Fan Tutte, culminando no heróico e triunfante Tchaikovsky, cuja Sinfonia de número 2 também conhecida como Pequena Rússia, está cheia de temas folclóricos russos e passagens vibrantes, de difícil execução, que será brilhantemente apresentada pela Orsse.

A regência da Orquestra está a cargo do seu titular, maestro Guilherme Mannis, e a entrada é franca.

Fonte: Ascom/Secult

Comentários