Ponto de Cultura inicia oficinas de iniciação teatral

0

Participantes da oficina (Foto: Divulgação Secult)

O Grupo Oxente de Teatro, através do projeto ‘Oxente! O Ponto de Cultura da gente’ deu início às aulas das oficinas de Iniciação Teatral, Manipulação de Bonecos e Poética dos Objetos. A iniciativa conta com o financiamento do Ministério da Cultura (MinC) e da Secretaria do Estado da Cultura (Secult), através do Programa Cultura Viva.

As oficinas têm como público-alvo os jovens da Escola Estadual Prof.ª Judite Oliveira (bairro Orlando Dantas) e da Escola Santos Dumont (no bairro Atalaia) e comunidade em geral. “O primeiro dia de aula da Escola Santos Dumont nos fez ver que será um processo de três meses muito significativos”, destacou Edmilson Suassuna, coordenador técnico do projeto.

Ao todo, estão sendo ofertadas seis turmas, com 30 vagas cada, totalizando 180 inscrições. As aulas prosseguem até o mês de outubro quando acontece o encerramento das oficinas de cada bairro. Na ocasião, as comunidades receberão um espetáculo gratuito e os resultados das oficinas serão apresentados através de esquetes teatrais.

“O trabalho que o Grupo Oxente pretende realizar nas escolas é um trabalho de conscientização e de resgate. Acreditamos que é no âmbito escolar que os jovens devem ter seu primeiro contato com a arte, permitindo com isso que através desse instrumento, reflitam e modifiquem seu cotidiano”, afirmou Edmilson.

Além das oficinas realizadas nas escolas, o Grupo Oxente está ofertando aulas na sede do grupo para a comunidade em geral. O espaço fica localizado na Rua Estância, 1667. As inscrições para as oficinas de Oficina Poética dos Objetos e Manipulação de Bonecos ainda estão abertas e podem ser efetuadas através do e-mail oxentedeteatro@gmail.com.

O Projeto

O Grupo Oxente de Teatro propõe, dentro do projeto ‘Oxente, O Ponto de Cultura da Gente’, a realização de oficinas de iniciação teatral, poética dos objetos e manipulação de bonecos para, preferencialmente, estudantes da Rede Pública de Ensino de nove comunidades aracajuanas.

Ao longo da execução do projeto proposto, duas vertentes serão criadas para que se tenha um alcance maior das atividades: uma ação centralizada, na sede do Grupo Oxente de Teatro no bairro Getúlio Vargas, e outra ação descentralizada nas escolas dos bairros localizadas em áreas especiais de interesse social da capital.

Para Edmilson Suassuna, coordenador técnico do projeto, as oficinas que serão ministradas para os alunos das escolas públicas contribuirão com o desenvolvimento de um novo olhar para as artes cênicas.

“Com isso estaremos ampliando a oferta de produtos culturais, garantindo o acesso desses jovens em oficinas que estimularão a relação interpessoal através de jogos teatrais e contribuindo também com o desenvolvimento psicomotor com as técnicas de manipulação de bonecos”, completou. Edmilson afirma ainda que as oficinas de teatro podem oferecer ainda formas de melhorar a desinibição, postura crítica e ocupação do tempo livre com uma atividade que engrandece o indivíduo”, ressaltou.

O Grupo Oxente de Teatro comanda um dos 30 Pontos de Cultura espalhados pelo Estado e têm como proposta, democratizar o acesso a diversas atividades culturais em localidades onde há carência de espaços de lazer e entretenimento para crianças, jovens e adultos. Os Pontos de Cultura são iniciativas da sociedade civil que recebem apoio financeiro do MinC e Secult e oferecem atividades de forma gratuita para a população.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais