Edital recebe projetos para erradicação de lixões em SE

0

Assinatura aconteceu nesta quinta-feira, 28 (Fotos: Portal Infonet)

“Atualmente temos 16 lixões ativos no agreste, ainda em fase de erradicação", explica Caio Menezes

Universidades, empresas e entes públicos vão poder apresentar projetos para a gestão de resíduos sólidos de municípios do agreste sergipano, através do Edital de Chamamento Público de Estudos nº 04/2018.

O documento foi assinado nesta quinta-feira, 28, no Palácio dos Despachos pelo Consórcio Público do Agreste Sergipano (Cpac) e a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe.

O objetivo do edital é a apresentação de projetos para a construção de aterros ou outras alternativas que viabilizaem a erradicação de lixões nos 20 municípios que compõem o consórcio do agreste, de acordo com o superintendente do Cpac, Caio Menezes. “Atualmente temos 16 lixões ativos no agreste, ainda em fase de erradicação. Sergipe conta apenas com um aterro adequado licenciado em Rosário do Catete, que privado”, fala o superintendente.

Agente ambiental fala sobre o edital

Os interessados em apresentar projetos devem participar do processo. “O procedimento antecede a licitação. Uma comissão formada em parceria com a Adema [Administração Estadual do Meio Ambiente], a Secretaria do Meio Ambiente, a Semarh [Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos] e a Agrese analisam as propostas apresentas e caso alguma delas venha a ser considerada adequada, passa para uma fase de concessão”, explicou o agente ambiental da Adema Jeremias Macedo. O edital está disponível no site da Agrese.

O consórcio do agreste é composto por Areia Branca, Campo do Brito, Carira, Cumbe, Divina Pastora, Frei Paulo, Itabaiana, Macambira, Malhador, Moita Bonita, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora das Dores, Pedra Mole, Pinhão, Riachuelo, Ribeirópolis, Santa Rosa de Lima, São Domingos, São Miguel do Aleixo e Siriri.

por Jéssica França

Comentários