Empresas de petróleo de 16 Estados participam de evento em Sergipe

0

Mesa no primeiro dia do evento
Empresários da rede de petróleo e gás de 16 Estados brasileiros, estudantes, empresas fornecedoras de bens e serviços, associações de classe, universidades, centro de pesquisa e representantes de órgãos estaduais sergipanos compareceram a abertura do II PetroNor, que acontece no Hotel Parque dos Coqueiros, em Aracaju, de hoje, quinta-feira, até dia 17 de julho.

Com o tema “Criar, inovar e crescer – O desafio do presente” o evento tem o objetivo de discutir novas tecnologias no setor de petróleo, expor por meio de seminários e encontros empresariais as novidades dos produtos de bens e serviços do setor, além de divulgar os processos inovadores criados e implantados pelas empresas das redes petro.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Sadi Gitz deu as boas vindas aos participantes e lembra que a partir do encontro novidades devem chegar ao mercado brasileiro. “O Brasil hoje está à frente em tecnologia petrolífera, então, esse é o momento da troca de experiências que irá desenvolver mais descobertas no setor. Estamos saindo da estagnação”, observa.

O foco do evento surgiu pela demanda crescente de empresas que vem nascendo no Norte e Nordeste do país ligadas a cadeia petróleo e gás, pois segundo o coordenador executivo da RedePetro Bahia, Nicolas Honorato, o assunto era discutido apenas no eixo Sul e Sudeste do Brasil. “O PetroNor foi realizado primeiro em Salvador para discutir assuntos prioritários na região Norte e Nordeste, afinal aqui temos enorme potencial e desafios importantes a serem vencidos”, enfatiza. “As empresas brasileiras devem estar de cabeça erguida, pois, temos alta produção e estamos na busca pela excelência em tecnologia”, completou Honorato.

Presente na abertura do II PetroNor o gerente da Unidade de Negócios da Petrobras de Sergipe e Alagoas, Eugênio Dezen, comenta que a indústria nacional esta sendo convidada a grandes desafios e que eventos como o PetroNor é uma oportunidade de alavancar a tecnologia nacional. “Temos que transformar o Brasil em um país de alta tecnologia, qualificar a mão de obra, desenvolver uma indústria moderna e competitiva”.

O secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo, Jorge Santana, que na ocasião representou o governador Marcelo Déda, ressaltou a importância do setor de petróleo e gás estar atento as oportunidades que surgem. “A atividade do petróleo e gás não era tão intensiva quanto hoje, então, precisamos colocar a baila o assunto, como vocês farão em três dias de evento”, destacou.

Programação 

Os participantes terão a oportunidade de assistir a seminários, onde estão expostas as oportunidades atuais de captação de recursos para projetos de inovação, os nichos tecnológicos do pré-sal para empresas do N/NE e as oportunidades de inovação tecnológica associadas às novas refinarias prémium. Durante três dias serão debatidos os desafios tecnológicos do Pré-Sal e a contribuição das empresas fornecedoras, o modelo de gestão tecnológica da CPPG, o desenvolvimento de novos produtos, entre outras coisas.

Estão expostos ainda projetos de inovação tecnológica bem sucedidos, desenvolvidos por empresas das redes petro do N/NE, possibilitando a interação entre empresas, público especializado, instituições e estudantes. A novidade do evento são as empresas com projetos aprovados, que irão expor o robô submarino tipo ROV para inspeção e manutenção, o gerador de vapor para operar dentro dos poços injetores de vapor; simulador para treinamento na área petrolífero.

Ao final do PetroNor, dia 17, o Encontro Empresarial promoverá intercâmbios comerciais entre empresas fornecedoras do setor, atuantes nos segmentos upstream e downstream.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais