Mais de R$ 100 milhões já foram devolvidos aos cofres

0

A abertura do curso ocorre de 23 a 26 de abril no MPE (Fotos: Portal Infonet)

Mais de R$ 100 milhões de reais provenientes de fraudes e lavagem de dinheiro público já foram arrecadados e devolvidos aos cofres públicos. A informação foi passada a imprensa nesta terça-feira, 23, pela delegada Daniela Garcia Alves do Departamento Especializado em Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração (Deotap) durante a abertura do Curso de Capacitação e Treinamento no Combate à Corrupção e a Lavagem de Dinheiro realizado no auditório do Ministério Público Estadual (MPE).

O evento que será promovido de hoje até o próximo dia 26 de abril é destinado a promotores e delegados com a finalidade de especializar a atuação dos membros na prevenção e combate à corrupção e à lavagem de dinheiro.

O encontro está inserido no Programa Nacional de Capacitação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (PNLD) e dentre os temas abordados estão fraudes à licitação, delitos cibernéticos, análise fiscal e casos de crime organizado.

De acordo com a delegada Daniela Garcia Alves do Deotap, o curso vai servir para mostrar as técnicas de investigação para o combate a corrupção e a lavagem de dinheiro. “É um curso importante porque especializa a nossa atuação. Não é um crime fácil de investigar, são crimes complexos e que envolve autoridades e pessoas muita vezes com fórum privilegiado, por isso é necessário esse treinamento para dar o melhor de si e se chegar a um resultado final que é a condenação dos investigados”, conta.

A delegada Daniela Garcia destaca a atuação do Deotap

Ainda segundo a delegada, diversos agentes públicos estão sendo capacitados para atuar nesses tipos de crimes. “A nossa delegacia tem quatro anos de atuação. Estamos sempre procurando melhorar e a gente tem feito vários cursos, especializando os policiais e nesse trabalho conjunto com o Ministério Público tem surtido efeito positivo. Nós temos alguns casos com punição, outros sob investigação complexa, mas com perspectiva de condenação. A delegacia atua em duas frentes importantes que é o combate à sonegação fiscal e crimes contra a administração pública e que embora não seja crimes violentos, afetam de sobremaneira a população com a má gestão desses recursos”, garante Daniela Garcia.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais