Pesquisa do Procon aponta variação dos preços do gás de cozinha

0
Levantamento apontou os valores aplicados em 24 estabelecimentos comerciais da capital (Foto: arquivo Portal Infonet)

Com o objetivo de orientar os consumidores e monitorar o mercado na capital sergipana, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), disponibiliza o resultado da primeira pesquisa comparativa de preços do gás de cozinha em 2020. O levantamento, realizado pelo Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju) nesta terça-feira (4), obteve os valores aplicados em 24 estabelecimentos comerciais da capital.

O coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes, indica a variação detectada no levantamento. “Nessa pesquisa identificamos preços de gás que vão de R$65,00 a R$75,00, a vista, dentro da amostra pesquisada”, salientou. Ele ressaltou que os valores constatados se referem ao dia em que foi realizado o levantamento, estando, portanto, sujeitos a alteração conforme a data da compra ou devido a possíveis descontos especiais, ofertas e promoções.

Igor Lopes acrescenta que os consumidores devem estar atentos a outros aspectos além do preço do produto. “É imprescindível que o consumidor procure distribuidoras e revendedores autorizados. Além disso, é preciso se atentar à qualidade do produto, evitando comprar botijões amassados ou com falhas na pintura, pois esses podem enferrujar com mais facilidade, criando desgastes que podem provocar riscos”, orienta o coordenador.

Confira a tabela completa.

Agendamento online

Para registrar reclamação no Procon Aracaju, o consumidor pode agendar o dia e horário do seu atendimento pelo site procon.aracaju.se.gov.br. O serviço possibilita maior agilidade e eficiência para o atendimento na sede localizada na avenida Barão de Maruim, nº 867, bairro São José. O sistema indicará no calendário os dias e horários disponíveis para o atendimento. Diante de dúvidas é possível ligar para o SAC 151, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

Com informações da AAN 

Comentários