Colégio Atheneu ganha Centro de Educação e Memória

0

No Cemas é possível resgatar toda a história do Atheneu Sergipense
O colégio Atheneu Sergipense ganhou um importante aliado no resgate da memória da maior instituição pública do Estado. O Centro de Educação e Memória (CEMAS) foi catalogado através de um trabalho desenvolvido pela professora Eva Maria Siqueira Alves, Coordenadora do Núcleo de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe.

De acordo com a professora Eva Maria a iniciativa de transformar toda a documentação em um centro surgiu a partir da tese de doutorado que foi sobre a história da educação baseada no Atheneu.

“O Atheneu foi criando em 24 de outubro de 1870 e surgiu como um precioso presente para a cidade de Aracaju. Qualquer que tenha sido o espaço que essa “Casa de Educação Literária” exerceu suas funções, uma farta documentação produziu decorrente de suas ações administrativas e pedagógicas”, diz a professora.

A professora Eva Maria Siqueira Alves
A professora disse ainda que o acervo do centro conta atualmente com 500 documentos que refletem a vida da própria instituição e que contribuem para a existência histórica. “São livros de atas, livros de matrículas, livro de ponto, cadernetas de notas e de aulas, correspondências expedidas e recebidas, ficha de alunos, provas de concursos e registro de visitantes”, declara.

Além de ser responsável pela organização do centro a professora deixa claro o seu amor pela instituição. “Fui aluna do Atheneu Sergipense e o colégio tem uma áurea em que as pessoas que passaram por lá demonstram um amor muito grande pela história da instituição. Tanto que temos como objetivo criar uma exposição permanente com objetos que representem o momento que cada aluno viveu lá”, ressalta.

Por Kátia Susanna

Comentários