Professor do ano será escolhido na próxima segunda-feira, 30

0
A próxima e última etapa agora é a escolha, entre os 10, do Educador do Ano (Foto: Pixabay)

Entre 4.876 educadores de todo o Brasil que inscreveram seus projetos no Prêmio Educador Nota 10, que este ano chega a sua 22ª edição, foram selecionados 10 para demonstrar como ideias inovadoras podem transformar a educação. A próxima e última etapa agora é a escolha, entre os 10, do Educador do Ano.

A cerimônia de premiação ocorrerá no próximo dia 30 de setembro, em São Paulo. Até lá, a população também poderá escolher o seu projeto favorito na Votação Popular #EsseProjetoé10. Dessa maneira, além de ser escolhido o educador pelo júri, o segundo, eleito pelo público, receberá uma homenagem especial. Temáticas como gestão escolar, modernidade, protagonismo feminino e juvenil e preconceito estão entre os projetos em destaque. Para escolher o melhor projeto, basta clicar aqui.

Todos os premiados receberão diploma de participação, assinatura digital de NOVA ESCOLA, R$ 15 mil e, além disso, as escolas em que trabalham recebem R$ 1 mil. Já o Educador do Ano também recebe R$ 15 mil e sua escola será contemplada com R$ 5 mil. O Prêmio Educador Nota 10 é realizado pela Fundação Victor Civita (FVC) em parceria com a Fundação Roberto Marinho. A premiação tem ainda apoio da NOVA ESCOLA e patrocínio da Fundação Lemann e da Somos Educação.

Em 2018, o projeto De Pai para Filho, da professora Ivonete Dezinho, de Naviraí (MS), foi escolhido com 24,82% dos votos populares. O título de Educador do Ano ficou com o professor de História José Marcos Couto Júnior, do Rio de Janeiro. Com o projeto Caravanas, Marcos utilizou a música de Chico Buarque para discutir a relação do negro na sociedade brasileira, trabalhando também a invisibilidade social.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Comentários