Ex-secretário de Aquidabã é preso pela PF no Aeroporto de Salvador

0
Ex-secretário municipal foi preso no Aeroporto de Salvador (Foto: Facebook/Aeroporto Salvador Bahia)

O ex-secretário municipal de Aquidabã, Sérgio Joas Santos, foi preso pela Polícia Federal na madrugada deste sábado, 29, no Aeroporto de Salvador (BA). Ele era procurado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado, sob acusação de ocultação de informações, no âmbito da Operação Hígia, que foi deflagrada para investigar desvios de R$ 3 milhões da prefeitura de Aquidabã, na gestão anterior (2012-2016).

De acordo com o MPE, o empresário estava em viagem nos Estados Unidos e a sua defesa havia peticionado no processo criminal, informando como seu destino final no Brasil a cidade de Fortaleza (CE), às 21:50 da data de ontem (28/09/2018), através de um voo internacional partido de Miami, como paradas em Lima, no Peru, e em Guarulhos/SP.

O MPE informou que a prisão de Sérgio foi decretada após a constatação de uma “clara tentativa de fuga”, quando ele não embarcou na última “perna” de seu voo internacional em Guarulhos, com destino a Fortaleza, tendo embarcado em um voo distinto (com destino a Salvador), comprado com antecedência e não informado nos autos do processo-crime.

Segundo o MPE, diante da apuração da existência de nova passagem com destino a Salvador, inclusive com check in realizado, a Polícia Federal do Aeroporto de Salvador foi acionada para o cumprimento do mandado de prisão. O ex-secretário será trazido de Salvador para Aracaju por equipes da Polícia Federal e custodiado provisoriamente na carceragem do Comando de Operações Especiais (Cope) da Polícia Civil de Sergipe até a segunda-feira, 1º, quando serão adotadas as providências de praxe para sua inserção no sistema prisional.

Operação Hígia

“Hígia” é uma figura da mitologia grega ligada à saúde, limpeza e sanidade. A operação é decorrente da “Antidesmonte”, deflagrada pelo MPSE e pelo Tribunal de Contas do Estado de Sergipe no final de 2016.

Na primeira fase da operação, em janeiro deste ano, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas casas de dez denunciados, entre elas o ex-prefeito e um ex-procurador do Aquidabã. Na segunda fase da operação, que correu em setembro deste ano com apoio do Deotap, foram presos preventivamente Joan Diego Nascimento Silveira e Gregório Emilian Valeriu.

Todos os envolvidos foram denunciados elo Ministério Público em razão da prática de diversos crimes, entre os quais fraude a licitação, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

por Verlane Estácio com informações do MPE

Comentários