PF deve concluir investigações no Detran em três meses

0
Operação na sede do Detran/SE (Fotos: Portal Infonet)

Em três meses os trabalhos da Operação da Polícia Federal no Departamento Estadual de Trânsito (Detran/Se), deverão ser detalhados.  A informação foi passada na manhã desta sexta-feira, 17, pelo delegado que está à frente das investigações, Adriano Monteiro, quando participava de uma coletiva com a imprensa sobre a PEC 412 no Quality Hotel.

A operação em que agentes da Polícia Federal cumpriram mandado de busca e apreensão foi desencadeada no último dia 29 de janeiro de 2015. O mandado foi expedido pela 36ª Zona Eleitoral, com a finalidade de investigar a distribuição irregular de carteiras nacionais de habilitação durante período eleitoral, quando da gestão do ex-deputado federal Bosco Costa, como presidente do Detran/SE.

Delegado Adriano Monteiro está à frente das investigações

Na ocasião, os agentes da Polícia Federal apreenderam computadores e documentos na Sala da Presidência, na Gerência de Habitação e no Setor de Carteiras de Habilitação do Departamento Estadual de Trânsito. O mandado de busca e apreensão também foi cumprido nas residências do ex-presidente do Detran, Bosco Costa, nas cidades de Moita Bonita e Aracaju e ainda na casa da irmã de Bosco, a ex-prefeita de Moita Bonita, Leda Costa.

“As investigações estão em fase de análise do material apreendido. Mais detalhes da operação desenvolvida no Detran, eu não posso dar por determinação judicial. Como envolve perícia, não posso dar uma previsão de tempo, mas acredito que em dois, três meses já vou ter condições de relatar”, adianta reafirmando que por determinação da Justiça, não tem como passar informações mais específicas sobre o caso que repercutiu em todo o Estado de Sergipe.

José Grivaldo: "Foi encerrada a primeira etapa, mas a investigação continua"

Indagado pelo Portal Infonet, o superintendente da Polícia Federal no estado, José Grivaldo de Andrade falou sobre o assunto. “Aquela investigação do Detran ainda não terminou. Até parece um mantra nosso, mas temos umas regras de comunicação social e só divulga investigação em andamento, quando isso interessa para a investigação. No momento, a investigação não terminou, encerrou a primeira etapa, mas ela continua”, acrescenta.

Também alegando determinação judicial, a atual diretoria do Detran/Se não vem se pronunciando sobre o derrame de CNHs, investigado, quando da gestão passada.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais