Policiais civis pedem apoio dos deputados para diálogo com Governo

0
Profissionais da Segurança Pública em frente à Alese (Foto: Portal Infonet)

Policiais civis e demais profissionais de Segurança Pública foram à Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) na tarde desta segunda-feira, 9, para solicitar que os deputados estaduais cobrem do Governo do Estado uma diálogo com a categoria.

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), atualmente, não existem um diálogo efetivo com a gestão estadual e a conversa é o meio mais vantajoso para evitar que a população sofra no futuro com a eclosão de uma possível greve.

Presidente do Sinpol, Adriano bandeira, explica importância do diálogo (Foto: Portal Infonet)

“Queremos que a presidência da Alese possa interceder e abrir um canal de comunicação para que possamos ter um diálogo com o governador Belivaldo Chagas”, avalia o presidente do Sinpol, Adriano Bandeira. Ele explica que a categoria defende a unificação dos cargos de base da Polícia Civil, criando a função única de oficiais da Polícia Civil. Bandeira destaca também que ao ingressar na carreira, o agente passa por cinco estágios: substituto [correspondente ao estágio probatório, segundo o sindicalista] e, gradativamente, vai passado para três outras classes até alcançar a classe especial. “Enquanto nas demais carreiras, o estágio probatório é de três anos, nós temos um estágio probatório de cinco anos”, lamenta.

Com a falta de diálogo, segundo o sindicalista, fica inviável negociar os pacotes de medidas que o Sinpol tem em pauta. “O governador não abriu o diálogo com a Frente Unificada, mas ele sabe das nossas reivindicações. É necessário, portanto, que o representante maior do povo no estado possa nos receber e dialogar conosco”, assinala. Ainda segundo Bandeira, é imprescindível cuidar dos profissionais de Segurança Pública. “Uma possível greve nessa retal final do ano certamente irá prejudicar a população. Nós queremos resolver nossas questões de maneira pacífica e na base do diálogo”, ressalta.

O Governo de Sergipe informou que o governador Belivaldo Chagas só discutirá projetos de reestruturação da Segurança Pública de Sergipe em 2020. “Serão discutidos com a cúpula da SSP [Secretaria de Segurança Pública] projetos que tratam da redução do tempo de promoção (interstício), auxílio alimentação, nova lei da Retae; concurso para a Polícia Civil; além do planejamento e execução de reformas nos prédios da Segurança Pública para oferecer melhores condições de trabalho aos profissionais”, destaca a Secretaria de Comunicação do governo.

por João Paulo Schneider 

Comentários